01
  • Início
  • Coluna
  • Pode isso? Atlético-MG vai a Conmebol pedir anulação de jogo contra o Palmeiras

Pode isso? Atlético-MG vai a Conmebol pedir anulação de jogo contra o Palmeiras

As semifinais da Libertadores da América acabaram, pelos menos é isso que nós acreditávamos. Mas só para variar, o clube Atlético-MG se sentiu bastante prejudicado, e entrou na Conmebol hoje, pedindo a anulação da partida diante do Palmeiras, na terça.

Na jogada que deu o gol de empate para os paulistas, marcado por Dudu, o atacante Deyverson entrou em campo para torcer e comemorar antes mesmo da bola ter entrado nas redes atleticanas. Em regulamento, a entrada de um jogador reserva em campo, não pode acontecer. O jogo poderia ser paralisado enquanto o atleta não saia do gramado.

Porém, na prática, essa decisão cabe ao juiz, que irá analisar se a “invasão” tem impacto ou não no jogo. No caso de Deyverson, o atacante estava muito longe da jogada, não tendo qualquer participação no lance e não impactando em nada no gol sofrido por falha individual do zagueiro Nathan Silva.

O Atlético escreveu a seguinte nota para a Conmebol:

A teor da regra 3.9 do Laws of the Game 21/22 da International Football Association Board, se, apos a marcação de um gol o arbitro perceber que um jogador substituto da equipe que o marcou se encontrava dentro do campo naquele momento, o arbitro deve invalida-lo e reiniciar o logo com um tiro livre direto, executado do local em que a pessoa extra estava

Ainda, segundo o Atlético, o árbitro Wilmar Roldán viu a invasão e a colocou na súmula.

Merece realce que a presença do atleta substituto Deyverson Brum Silva Acosta dentro do campo foi percebida pelo árbitro da partida após a marcação do gol e antes de o jogo ser reiniciado, conforme se extrai da Súmula da Partida. Tanto e assim que o referido atleta foi apenado com cartão amarelo justamente pela invasão ao campo, o que desvela a aplicação incorreta das regras do logo, especialmente aquela prevista no item 3.9 do Laws of the Game 21/22 da International Football Association Board

Nesse sentido, eleva-se que não se está diante de má interpretação dos fatos, mas, em verdade, de erro de direito flagrante e inescusável, que teve como consequência a assinalação de gol notoriamente invalido, o qual deu acesso indevido ao Palmeiras a final da Copa CONMEBOL Libertadores 2021

Enquanto o Atlético-MG se expõe ao ridículo, Palmeiras e Flamengo terão dois meses para se preparar para grande final, em Novembro.

Leia também: Flamengo inicia a caminhada no Estadual 2021 contra o Duque de Caxias


© Copyright 20 Fla Hoje. Todos os direitos reservados
Website desenvolvido por Azarod