sexta-feira, setembro 25, 2020
Início Notícias 80% da Série A não têm o mesmo técnico do começo do...

80% da Série A não têm o mesmo técnico do começo do ano.

Foto: DJALMA VASSÃO/GAZETA PRESS

ESPN: Com
apenas metade do Campeonato Brasileiro disputado, quase todos os clubes da
Série A já trocaram de treinador.. A última mudança aconteceu nesta
segunda-feira, com a saída de Edgardo Bauza do São Paulo para assumir a seleção
da Argentina.

Com o
time do Morumbi na lista, o número de equipes com comandantes diferentes do
início de 2016 já subiu para dezesseis. Apenas Botafogo, com Ricardo Gomes;
Grêmio, com Roger Machado; Santos, com Dorival Júnior e Vitória, com Vagner
Mancini, ainda contam com seus técnicos ‘originais’.
As
primeiras demissões aconteceram já em fevereiro, com a Ponte Preta dispensando
Vinícius Eutrópio; o Fluminense, Eduardo Baptista; e o Figueirense trocando
Hudson Coutinho.
No mês
seguinte, em março, mais três demissões, com Cristóvão Borges, Marcelo Oliveira
e Marcelo Martelotte perdendo seus empregos, respectivamente, em Atlético-PR,
Palmeiras e Santa Cruz.
Em
abril, a três semanas do início do Brasileiro, mais três técnicos perderam o
emprego. Falcão foi demitido do Sport, sendo trocado por Oswaldo de Oliveira;
Deivid foi dispensado do Cruzeiro, substituído por Paulo Bento pouco depois; e
Alexandre Gallo caiu na segunda demissão da Ponte no ano.
Em
maio, mês de início da Série A, mais duas trocas, desta vez, não,
necessariamente, por desejo dos clubes. No Atlético-MG, Diego Aguirre pediu
demissão após a eliminação da Copa Libertadores; e, no Flamengo, Muricy Ramalho
deixou sua função por problemas de saúde.
Pouco
tempo depos, colocando o número de trocas acima da metade do número de
participantes da elite nacional, o Coritiba decidiu não seguir com Gilson
Kleina e manter Pachequinho.
Já em
junho, a Chapecoense perdeu Gilson Kleina, que decidiu assumir o Bahia, e
assinou com Caio Júnior. No mesmo mês, o América-MG dispensou Givanildo
Oliveira e contratou o português Sérgio Vieira – que resisitiu por nove jogos e
foi substituído por Enderson Moreira, já em julho.
E a
lista não acaba por aí. Três gigantes do futebol nacional também fizeram
mudanças. O Corinthians perdeu Tite para a seleção brasileira e fechou com
Cristóvão Borges, o Internacional demitiu Argel Fucks – que retornou ao
Figueirense – e garantiu a volta de Paulo Roberto Falcão, e o Cruzeiro demitiu
Paulo Bento e acertou com Mano Menezes.
Veja a troca de técnicos da Série A do
Brasileiro em 2016:
AMÉRICA-MG:
Começou com Givanildo, passou por Sérgio Vieira e hoje conta com Enderson
Moreira
ATLÉTICO-MG:
Diego Aguirre pediu demissão em maio, entrou Marcelo Oliveira
ATLÉTICO-PR:
demitiu Cristóvão Borges em março, entrou Paulo Autuori
CHAPECOENSE:
Kleina foi para o Bahia, contratou Caio Júnior
CORINTHIANS: Tite
foi para a seleção, assumiu Cristóvão
CORITIBA: demitiu Gilson Kleina
em junho, está com Pachequinho
CRUZEIRO: Deivid, Paulo Bento e
hoje Mano Menezes
FLAMENGO: perdeu Muricy Ramalho
por motivos de saúde em maio, efetivou Zé Ricardo
FLUMINENSE:
demitiu Eduardo Baptista em fevereiro, entrou Levir Culpi
FIGUEIRENSE:
trocou Hudson Coutinho em fevereiro por Vinícius Eutrópio, já substituído por
Argel
INTERNACIONAL:
Argel demitido para o retorno de Falcão
PALMEIRAS:
demitiu Marcelo Oliveira em março, entrou Cuca
PONTE PRETA:
demitiu Vinícius Eutrópio em fevereiro e Alexandre Gallo em abril, entrou
Eduardo Baptista
SANTA CRUZ:
demitiu Marcelo Martelotte em março, entrou Milton Mendes
SÃO PAULO:
Bauza assumiu a Argentina, está sem técnico
SPORT: demitiu Falcão em
abril, entrou Oswaldo de Oliveira

MAIS LIDOS

Conmebol nega pedido do Fla para inscrever mais dez atletas na Libertadores

O Flamengo sofre com o surto de contaminação pelo novo coronavírus instalado no clube. 16 jogadores pegaram Covid-19 nos últimos dias e a equipe...

Jair Ventura pede atacante do Flamengo pagando 100% do salário

O Flamengo possui um dos times mais qualificados do futebol sul-americano. Com tamanha qualidade técnica, é certo que muitos jovens atletas não terão a...

Cada um pensando em seu próprio umbigo

Muito do que tem acontecido nas últimas horas no futebol brasileiro serve para reforçar algo que já é histórico em relação a nossos dirigentes:...

Dirigente espera poder contar com atletas infectados na quarta

O Flamengo está passando por um surto de covid-19 em seu elenco. Ao todo, são 23 casos, inclusive entre comissão técnica e dirigentes. O...