sexta-feira, setembro 25, 2020
Início Notícias A hipocrisia do mundo do futebol.

A hipocrisia do mundo do futebol.

ENTRE
AS CANETAS – A “suspensão por tempo indeterminado” de cinco jogadores
do Flamengo, com base num texto de jornal que diz que os mesmos supostamente
teriam participado de uma festa na companhia de prostitutas é mais uma prova
cabal da hipocrisia que impera no meio do futebol. A mim não cabe julgar o ato
em si. Julgo o que o relaciona ao Flamengo.
Para
começo de conversa, o que jogadores de futebol ou quaisquer outros
profissionais fazem fora de horário de trabalho não é problema do empregador.
Claro, há casos e casos. O jogador não pode, por exemplo, usar a camisa do
clube em atos ilegais ou que denigram a imagem DO CLUBE, e não do próprio
jogador. Não pode cometer qualquer ato fora da lei. O jogador tem de cumprir
horários, tem de se empenhar nos treinos, tem de honrar a camisa dentro de
campo. Fora dele, é um cidadão comum, com deveres, mas com direitos.
Todos
os envolvidos, são jovens, saudáveis, e não é um ou outro desgaste excessivo,
seja com bebida alcoólica ou com sexo que os vai impedir de trabalhar no mesmo
dia ou no dia seguinte. Cobri treinos de clubes e convivi com jogadores de
futebol por mais de 20 anos. Até pouco tempo, havia jogadores muito mais
“bandidos” do que há hoje em dia, que faziam muito mais loucuras fora
de campo, mas chegavam no dia seguinte e resolviam em campo. Não custa lembrar
que gente ilustre como Gérson, Crujff e Sócrates fumavam desbragadamente, no
próprio clube, um hábito muito mais pernicioso para um atleta do que a prática
do sexo.
O que
a diretoria fez foi dar uma patética “satisfação” à torcida,
alimentando a hipocrisia. Contratar bons jogadores, cobrar resultados,
fiscalizar se o elenco treina com empenho, se não há os famosos
“chinelinhos”, acabar com as panelinhas, isso a diretoria do Flamengo
não faz – até porque só pensa nas eleições de dezembro. Afasta-se um grupo por
uma atividade realizada fora do horário de trabalho, e mantêm-se no elenco
gente que não está jogando absolutamente nada, como César, Paulo Victor,
Wallace, Samir, Canteros, Gabriel, ou que nunca jogaram nada, como Marcelo.
O
pronunciamento do dirigente Fred Luz tem um dado ridículo: “… dado o que
fizeram os atletas, num momento decisivo do campeonato…” Ora, ora,
cartolas rubro-negro, quer dizer que no início do campeonato está liberada a
esbórnia? Na pré-temporada, então, saiam da frente… Mas no momento decisivo
todos devem morar no mosteiro, é isso? E mais: que momento decisivo? O Flamengo
jogou fora os momentos decisivos por incompetência da comissão técnica e do
elenco. A menos que o time venha promovendo orgias desde sete rodadas atrás no
Brasileiro.
Até
acho – é apenas uma opinião – que o comando do futebol possa estar usando o
episódio também como pretexto para se livrar de alguns pesos mortos no elenco,
como Pará, Paulinho, Alan Patrick e Marcelo Cirinho. Se entenderem um tostão de
futebol, vão tirar Éverton desse barco e reintegrá-lo ao elenco o mais rápido
possível.
Que
fique bem claro: não estou dizendo que o que fizeram os cinco jogadores é algum
exemplo a ser seguido. Eu não faria, não recomendo que ninguém que tenha
família faça. Mas cada um sabe o que faz da vida. Se o jogador não rende nem no
treino, aí deve ser afastado. Se não rende no jogo, deve ser substituído e/ou
virar reserva. Quem é muitíssimo bem pago para avaliar isso é o treinador.
Barrar, suspender, encostar porque o profissional foi se divertir fora do trabalho
é covarde, hipócrita e só demonstra como essa diretoria pode até entender de
economia, finanças e marketing, mas jamais jogou bola, jamais entrou num
vestiário e não sabe qual é a cor do gramado.
Ricardo
Gonzalez

MAIS LIDOS

Vice-Presidente do Fla crítica CBF por manter partida

O Flamengo tem 16 casos de covid confirmados dentro de seu plantel, fato que não parece significar muito para a CBF. Isso sem contar...

STJD bate o martelo e Flamengo x Palmeiras está mantido

O Flamengo entrou no STJD solicitando o adiamento da partida de domingo, diante do Palmeiras no Allianz Parque. Porém, se antes a negativa veio...

Flamengo demite fotógrafo e torcida se revolta

O Flamengo na tarde desta sexta-feira decidiu demitir o fotógrafo Matheus Grangeiro, responsável pelas mídias sociais do clube e também por várias fotografias. A...

Fla hoje: Com R$ 322 milhões em caixa, Benfica pode usar a grana para contratar atletas do Fla

O Fla hoje possui um dos times mais qualificados do futebol sul-americano. Com tantos atletas a disposição, é certo que o clube seria alvo...