A Nação deve confiar no Flamengo.

Time do Flamengo no Campeonato Brasileiro 2017 – Foto: Gilvan de Souza

GOAL: Por
Rodrigo Calvozzo   

O
Corinthians segue na ponta do Brasileirão, o Palmeiras parece que enfim vai se
ajeitando, assim como o Atlético-MG. Mesmo sem ter a mesma eficácia do líder da
competição, o Grêmio é quem está mostrando o melhor futebol até a 11ª rodada.
De
fato, este é o cenário que envolve os principais candidatos ao título nacional
entre as bancas de aposta pelo país. É conceito geral também que até o momento
ainda não surgiu nenhum bicho papão nesta competição, mas é justamente aí que
mora o perigo. Ele surgiu sim, e já ocupa a terceira colocação da Série A.
Estou falando do Flamengo, que mesmo sem ter tido uma atuação brilhante até
aqui, já pode ser apontado como o principal candidato a tomar a ponta da tabela
do Timão.
Mas
quais fatores me fazem crer nesta teoria? A primeira delas é que nenhum time,
nem mesmo Atlético-MG, assim como Palmeiras, possuem elencos tão gabaritados
como do Rubro-Negro. Se Zé Ricardo ainda não conta com 100% da simpatia dos
torcedores, de uma coisa ele não pode se queixar, no Flamengo ele pode usar e
abusar das variações táticas que este grupo lhe oferece.
Com chegada
de Everton Ribeiro o que já parecia estar engrenando agora parece voar. Se
Diego antes aparentava certa dificuldade, hoje em dia isso não acontece mais. O
“diálogo” entre os dois parece fluir de forma natural e quem ganha com isso é a
equipe. Vale lembrar, que o argentino Conca, que mesmo sem estar em plenas
condições físicas, é uma opção capaz de substituir qualquer um dos dois em caso
de necessidade.
Na
frente Guerrero voltou a encontrar o caminho das redes e está de bem com a
galera. Geuvânio ainda não estreou, mas já já será mais uma peça a se juntar a
tantas outras de qualidade. E no setor defensivo, Rhodolfo e Réver parecem se
conhecer de vidas passadas e já se apresentam como a melhor dupla de zaga do
país. Então do que o torcedor pode se queixar? De um goleiro? Talvez, mas com
todo esse suporte até o jovem Thiago, ou até mesmo Muralha, podem dar conta do
recado.
Mas
pera aí, futebol não se ganha apenas dentro de campo e o Flamengo não tem
identidade sem o Maracanã! Não tinha né? A Ilha do Urubu já foi adotada com
força total pela Nação Rubro-Negra e fica difícil imaginar esse time tropeçando
diante de sua torcida, que fica literalmente ao lado dos jogadores o tempo todo
os empurrando. Pode parecer bobagem para alguns, mas para o Flamengo, ter um
lar pesa ainda mais do que para qualquer outro time e ao que tudo indica, os
atletas entenderam esse sentimento e ali mostram a cada jogo que estão
dispostos a se doarem cada vez mais pela equipe.
Como
se já não bastasse tudo isso, o Flamengo tem uma torcida que muitas vezes acaba
indo além da conta no quesito empolgação. Porém, neste ano, por mais que possa
parecer exagerado, ela está podendo fazer esse papel, já que está sendo a dose
de confiança que esse time precisa na atual temporada. Muitas vezes os
jogadores parecem não acreditar que seu elenco é muito superior aos rivais e a
torcida do Flamengo passa a jogar junto e prova que eles são sim capazes de
superar as adversidades.
Nas
próximas seis rodadas, o Fla terá pela frente rivais como Vasco, Grêmio,
Palmeiras e Corinthians. Uma sequência de jogos onde ele vai bater de frente
com adversários diretos da parte de cima, bem como encarar obstáculos que dão a
moral tão desejada por qualquer equipe. Além disso, muitos desses riais estarão
focados em seus duelos pela Copa Libertadores e isso pode ser um ponto
importante a favor dos cariocas, que já não estão mais nessa competição. Além
de ter elenco para se dividir entre seus compromissos, o rubro-negro poderá
priorizar o Brasileirão, caso ache isso necessário, ao contrário dos demais
clubes. Se o nível de aproveitamento dos últimos jogos for mantido dificilmente
esse grupo deixará de se manter na ponta, além disso a torcida não deixará a
peteca cair. Por isso, esse período é chave para as pretensões do Flamengo.
Se
existe um alerta a ser feito para este elenco é que ele se policie
internamente, pois muitos jogadores talentosos, e que certamente teriam vaga de
titular em muitos outros times, não terão tantas oportunidades e isso pode sim,
por mais que seja negado por eles mesmos, influenciar negativamente o grupo.
Mas se Zé Ricardo e a direção souberem administrar isso de forma competente, o
cheirinho tem tudo para voltar com tudo em 2017.

Por: FlaHoje

MAIS LIDOS

Emocionante: Fla faz linda homenagem a cozinheira; Assista

Uma funcionária do Flamengo está se despedindo do clube após 32 anos no Rubro-negro. Conhecida como Tia Zezé, a cozinheira se despediu do Fla...

Thiago Maia dá aval para Flamengo fazer sua cirurgia

Márcio Tannure deu entrevista na tarde desta sexta-feira no Ninho do Urubu. Diante de muitas lesões recentes, várias delas inclusive consideradas de grau elevado...

Visando Libertadores, Rodrigo Caio e Pedro treinam forte; Veja

O Flamengo não joga neste final de semana pelo Campeonato Brasileiro. Os comandados de Rogério Ceni ganharam bons dias para treinar, aprimorar parte física...

Jorge Jesus pode indicar a contratação de zagueiro do Flamengo

O Flamengo possui um dos grandes elencos do futebol sul-americano. Porém, hoje em dia, o sistema defensivo do Flamengo é um dos piores do...