Guerrero mantém média e estreia no Maraca com funk.

Por: Fla hoje


Globo
Esporte – Mais de 50 mil pessoas foram ao Maracanã no sábado para apoiar o
Flamengo e ver a estreia de Guerrero no estádio vestindo a camisa rubro-negra.
Saíram de lá satisfeitos com o resultado e com a certeza de que ganharam um
novo ídolo. Os números ajudam: o saldo do peruano é de três jogos, três
vitórias e três gols pelo clube, média de um por partida. Com ele em campo, o
time derrotou Internacional e Grêmio pelo Campeonato Brasileiro, e Náutico pela
Copa do Brasil.
A
festa no Maracanã foi embalada pelo funk do camisa 9 da Gávea. “Acabou o
caô! O Guerrero chegou! O Guerrero chegou!”, cantavam os torcedores. As
próprias caixas de som do estádio bombaram o hit antes do jogo começar e também
no intervalo, enquanto a letra da música era mostrada nos telões. Mas ele
próprio não entrou no oba-oba. Não fez nem sinal de agradecimento para a
torcida. Tampouco chegou a entender a letra. O motivo foi nobre e de perfeito
entendimento para os milhares que o prestigiaram.
– Não
dá para ouvir, porque estou muito focado no jogo, pensando em fazer gols –
explicou.
A
concentração deu certo, afinal, foi dele o gol que garantiu o triunfo. O lance,
no fim do primeiro tempo, foi de puro oportunismo – que estava fazendo falta ao
Flamengo -, aproveitando a sobra na área após cabeçada de Marcelo que parou na
defesa de Marcelo Grohe. Guerrero, por outro lado, fez questão de exaltar a
torcida e se disse impressionado com a festa nas arquibancadas.

Fiquei impressionado, sim. Não sabia que teria essa festa, que estaria assim,
lotado. Deu uma motivação extra para a gente conseguir os três pontos.
Guerrero
sumiu no segundo tempo. Mas, quando apareceu, foi de forma decisiva. Com um
passe perfeito de cabeça, deixou Wallace na boa para marcar o segundo gol do
Fla, mas a cabeçada do zagueiro caprichosamente bateu no travessão. O peruano
ainda foi caçado pelos defensores do Grêmio durante toda a partida. Reclamou de
falta e recebeu atendimento médico no campo em algumas oportunidades. Balançou
a cabeça com as não marcações do árbitro. Mas o importante, para ele, foi a
vitória, e a mudança de ares pela qual o time passou.
– Esse
é o Flamengo que todo mundo quer ver, indo forte em todas as jogadas, todo
mundo se entregando, concentrado e focado. Esse é o Flamengo que toda a torcida
quer ver. Acho que a gente conseguiu fazer um grande jogo – afirmou o
artilheiro.
Pelo
menos nesse início de Guerrero no Flamengo, o atacante vem resolvendo com gols
os problemas do time, que só tem vencido com ele. Acabou o “caô”? Os
próximos jogos vão dizer. Mas a melhora da equipe com a presença do peruano em
campo é evidente.

MAIS LIDOS

Tudo normal: Diego Alves tira onda após mais um titulo do Mengão

O Flamengo foi campeão após uma temporada muito irregular. O Internacional chegou a ficar disparado na ponta da tabela do Brasileirão, entretanto, o Rubro-negro...

Denílson não deixou barato. Ele colocou uma máscara do Gabigol e aloprou a Renata Fan

O Flamengo jogou na noite desta quinta-feira diante do São Paulo, em jogo válido pela 38ª e última rodada do Campeonato Brasileiro. O Rubro-negro...

”Cabo, Flamengo é campeão”: Reação desesperada do torcida do Inter com titulo do Mengão

O Flamengo jogou na noite desta quinta-feira diante do São Paulo, em último jogo do Campeonato Brasileiro. O Rubro-negro carioca não jogou nada bem...

Põe no DVD: Patrick chora muito com titulo do Mengão; torcida do Fla tira onda

O Flamengo é novamente  campeão brasileiro. Após um ano difícil, com a pandemia e a saída e contratação de treinadores, o Rubro-negro conseguiu uma...