segunda-feira, setembro 28, 2020
Início Notícias Ainda dá!

Ainda dá!

FLAMENGO
RJ – Vencer ou vencer, eis a questão!!! Teremos as voltas de Guerrero e Jorge,
esperamos também as voltas do comprometimento, da vontade, da garra
rubro-negra, da intensidade de jogo. As chances matemáticas existem e o
Flamengo só dependerá de seus resultados para alcançar a vaga na Libertadores.
A direção segundo informações chamou a Comissão Técnica e os jogadores as
falas, esperamos que tenha um resultado prático. O Inter ainda tem chances de G
4, somente a vitória interessa para o time colorado. Deveremos ter um jogo
franco no Maracanã, a “magnética” deverá comparecer em bom número,
não cremos em casa cheia, mas um bom público depois da derrota
“broxante” de quarta-feira… Que torcida é essa!!!
Não se
entende a titularidade absoluta de Canteros, a não escalação do único volante
de contenção que temos no elenco o Jonas, a insistência em Almir como
alternativa de mudança de jogo.  O
Paulinho também está devendo depois de apenas alguns lampejos em jogos
passados, o Sheik precisa voltar a jogar pro time, deixar as filigranas e
jogadas de efeito de lado, voltar a jogar com objetividade, o Alan Patrick ser
mais constante, o Guerrero voltar a justificar o esforço do clube por sua
contratação, o treinador Oswaldo  de
Oliveira  pelo menos exigir vontade dos
seus comandados.
Vamos
pro jogo, valendo a força do mando de campo, o incentivo da
“magnética” e esperamos  a
vontade dos nossos jogadores…
Ainda dá!!!
Parece
que os Deuses do Futebol resolveram dar uma mãozinha ao Flamengo depois do
vexame contra o esforçado Figueirense. Todos os nossos adversários diretos na
busca da vaga para Libertadores tropeçaram, o Palmeiras, o São Paulo, o Inter,
o Santos também foram derrotados em seus jogos nessa rodada. Portanto,
matematicamente ainda temos amplas possibilidades de chegarmos ao decantado G
4. Todavia, precisamos melhorar muito o nosso desempenho dentro das quatro
linhas, demonstrar o comprometimento que nos faltou em diversos jogos,
principalmente no vexame de Floripa. O treinador Oswaldo de Oliveira também tem
que se conformar menos com o que acontece de ruim dentro do jogo, o time faz um
primeiro tempo pavoroso, sem vontade, perdendo todas as divididas e volta para
o segundo tempo da mesma forma, nada mudou, também observar que sem uma
marcação forte no meio campo, qualquer defesa ficará exposta, um meio  campo com M.Araújo, Canteros , Alan Patrick e
Everton não tem a mínima pegada, com três atacantes , o problema piora ainda
mais. Um grande time, um esquadrão com astros e estrelas insofismáveis poderá
se dar ao luxo de jogar dessa forma, porém ainda estamos muito longe de
encontrarmos este padrão, na realidade, o nosso time e elenco são apenas
medianos, dentro da realidade do sofrível futebol jogado no Brasil. Nossos
próximos jogos serão muito difíceis, porém com a possibilidade de
enfrentarmos   o Santos e o Atlético
Paranaense fora de suas arenas, um bom indício para bons resultados,
paralelamente Santos, S.Paulo e Palmeiras estão na disputa de uma possível Copa
do Brasil. Nada está perdido, pelo menos uma luzinha do fundo do túnel ainda dá
pra se perceber…
Histórias Rubro-Negras
É
CAMPEÃO… 1987 O TETRA É NOSSO E PONTO FINAL!!!
Jogos
finais contra o colorado dos pampas, no primeiro jogo em Porto Alegre um empate
de 1 x 1 foi o placar final, Bebeto aos 30 minutos do primeiro tempo inaugurou
o placar para o grande Flamengo, no segundo tempo Amarildo aos 17 minutos
decretou o empate no Beira-Rio. Um público de 63 228 pagantes compareceram ao
estádio do Inter.
No Rio
, na finalíssima, o velho maraca recebeu 91 034 pagantes num domingo dia 13 de
dezembro, jogo transmitido pela TV. A 
decisão começou com o domínio rubro-negro, um urubu é jogado no gramado,
logo o ponta Renato Gaúcho o recolhe e o entrega na beira do campo,  alguns lances perigosos davam a noção que
eramos favoritos para aquele embate. logo aos 16 minutos do primeiro tempo,
Andrade em jogada magistral coloca Bebeto na cara do gol, o baiano é rápido
como um raio e desvia a bola das mãos do goleiro Tafarel, Flamengo 1 x 0 Inter,
explosão da “magnética”, um colírio para os olhos, um lenitivo para a
mente  e a alma rubro-negra. O jogo
continua com o total domínio do Flamengo, oportunidades são desperdiçadas, o 1
x 0 é um resultado modesto para a completa superioridade do time da Gávea, no
segundo tempo o panorama não muda, o Inter é presa fácil para o grande
esquadrão rubro-negro, o jogo chega ao fim, o Flamengo é o grande campeão, ao
Inter resta a consolação de ser um coadjuvante lutador, mas nosso time era
infinitamente superior tecnicamente. Nesta decisão atuamos com: Zé Carlos,
Jorginho, Leandro, Edinho e Leonardo, Andrade, Aílton e Zico (Flávio), Renato
Gaúcho, Bebeto e Zinho. O Flamengo, legítimo Campeão Brasileiro do ano de 1987.
SRN
Fernando
Lemos

MAIS LIDOS

Dome se diz “extremamente orgulhoso” da atuação do Fla após empate

Ausente no empate em 1 a 1 diante do Palmeiras, na tarde deste domingo (27), Domènec Torrent, afastado por estar infectado pelo novo coronavírus,...

Torcida do Palmeiras pede a cabeça de Luxa após empate; veja os comentários

O Flamengo entrou em campo na tarde deste domingo, diante do Palmeiras, no Allianz Parque. O Rubro-negro viu o time paulista abrir o placar, entretanto,...

Jordi Guerrero rasga elogios a Base do Fla: “Estavam preparados para jogar”

Jordi Guerrero, substituto de Domènec Torrent na tarde deste domingo diante do Palmeiras, onde a equipe saiu de campo com um empate em 1...

Lincoln cutuca o Palmeiras após grande atuação

O Flamengo entrou em campo na tarde deste domingo, em jogo contra o Palmeiras. O confronto pelo Campeonato Brasileiro por pouco não saiu do...