quinta-feira, outubro 1, 2020
Início Notícias Amir Somoggi exalta o Flamengo: "Mostrou o caminho."

Amir Somoggi exalta o Flamengo: “Mostrou o caminho.”

Lancenet
– Acabo de finalizar meu estudo anual sobre as finanças dos clubes brasileiros
e os resultados infelizmente são os piores possíveis. Em boa parte dos
indicadores batemos recorde negativo histórico. O levantamento analisa os dados
financeiros dos 20 maiores clubes em receitas a cada ano desde 2003.

As
finanças dos clubes no ano passado mostram uma estagnação das receitas, aumento
substancial dos déficits e uma evolução do endividamento. Os únicos clubes que
fecharam no azul em 2014 foram o Flamengo, Atlético-PR, Goiás, Vitória e Avaí.
Os dois últimos com superávits irrisórios. Os déficits somados dos 20 clubes
atingiram R$ 598 milhões.
Nos
últimos 2 anos os clubes analisados somaram perdas de mais de R$ 1 bilhão, nos
últimos 4 anos os déficits acumulados foram de R$ 2,4 bilhões e desde 2003 o
rombo é de R$ 3,1 bilhões.
Isso
significa que vivemos o pior momento financeiro da história do futebol
brasileiro. Consequência de anos de aumento nos gastos salariais, falta de
responsabilidade no recolhimento de impostos e principalmente pela gestão
alavancada dos clubes, que há anos é alimentada com empréstimos bancários que
contribuem ainda mais para a nossa atual situação.
Se em
2013 foi o ano do estouro da bolha financeira do futebol nacional em 2014 foi a
consolidação da profunda crise que essa gestão desequilibrada produziu. Pelos
meus cálculos os clubes analisados deveriam cortar em 20% seus custos com
futebol imediatamente para terem um mínimo de equilíbrio.  Isso significa reduzir despesas em mais de R$
450 milhões.
O
cenário atual do futebol brasileiro é tão preocupante que até clubes que
apresentavam certa solidez financeira, encerraram 2014 com grandes perdas. Um
exemplo é o São Paulo que fechou o ano com déficits de R$ 100,2 o segundo pior
do Brasil e outro foi o Corinthians com perdas de R$ 97 milhões, o terceiro
pior. Os dois somente ficaram atrás do Botafogo, que fechou com déficits de R$
175 milhões.
Outro
aspecto preocupante foi o aumento do endividamento em 17%, enquanto que as
receitas caíram mais de 1% Atualmente o endividamento dos clubes é de mais de
R$ 6,3 bilhões, sendo que 34% de dívidas fiscais, frente aos 38% a 40% dos
últimos anos. Isso significa que os clubes estão a cada ano ampliando seu
endividamento com atrasos em salários, processos trabalhistas, empréstimos e
outras dívidas.
O
Flamengo mostrou o caminho para o mercado e foi a única grande exceção do
cenário atual. A gestão do clube da Gávea está fundamentada em um tripé:
maximização constante das receitas, controle efetivo dos custos e redução do
endividamento. É o único clube brasileiro orientado para uma gestão
sustentável. Fechou com superávit de R$ 64 milhões e espera encerrar 2015 com
R$ 100 milhões de ganhos.
O
atual ambiente político e legal, com a possibilidade de aprovação do PROFUT é
talvez a única saída para revertemos esse cenário de profunda crise financeira.
Caso nada seja feito em pouco tempo nosso futebol estará operando com perdas
anuais próximas a R$ 1 bilhão.
Reverter
esse quadro é o maior desafio da história do nosso futebol.
Amir
Somoggi

MAIS LIDOS

Audiência do Flamengo no SBT vence a Globo; veja os números

O Flamengo jogou na noite desta quarta-feira diante do Independiente del Valle, em confronto válido pela Libertadores da América. Diferentemente do jogo de ida...

Torcedores invadem perfil do Del Valle e devolvem provocações após goleada

O Flamengo entrou em campo na noite desta quarta-feira, em jogo válido pela Libertadores da América. O torcedor do Rubro-negro ficou preocupado com o...

Flamengo se impõe e atropela Del Valle em noite de classificação garantida; veja as notas

O Flamengo entrou em campo diante do Independiente Del Valle, mais uma vez todo remendado. Mas a presença dos garotos do sub-20 parece não...

Com novidades: Escalação do Flamengo contra o Del Valle

O Flamengo entra em campo na noite desta quarta-feira em jogo válido pela Libertadores da América. O confronto colocará frente a frente o atual...