Análise individual dos jogadores do Flamengo contra o Boavista

O Flamengo mostrou um bom futebol nesta terça-feira, venceu o Boavista por 3 a 1, e garantiu vaga na próxima fase da Taça Guanabara. E a conquista dos três pontos se deu principalmente pela atuação dos dois atacantes. Henrique Dourado e Uribe mostraram poder de fogo, anotando um gol cada. Por outro lado, Vitinho teve apenas atuação regular e chegou a ouvir algumas vaias quando foi substituído.

Foto: Alexandre Vidal

Confira as notas do confronto:

7,0 – CÉSAR: Cara a cara com Lucas, fez defesaça e evitou que o time saísse atrás do placar pela quarta vez no Carioca. Sem culpa no gol de Arthur Rezende.

5,5 – RODINEI: Em alguns lances, parece sentir a cobrança das arquibancadas e comete erros simples. Ontem, não comprometeu defensivamente e só.

5,5 – LÉO DUARTE: Fez partida segura, mas deu muito espaço a Arthur Rezende na entrada da área – e o meia aproveitou para empatar o jogo. De resto, sem sustos.

7,0 – RODRIGO CAIO: Coroou a atuação segura com o terceiro gol do Flamengo, já no fim. Foi bem quando o time foi contra-atacado. Apresentação de zagueiro titular.

7,0 – TRAUCO: Segunda partida como titular no Estadual, segunda assistência do lateral peruano. Muita qualidade para atacar, participou dos melhores lances.

7,0 – PIRIS DA MOTTA: Bem posicionado, fez bons desarmes e impediu mais contra-ataques perigosos do adversário Parece estar mais solto e evoluindo a cada jogo.

6,5 – JEAN LUCAS: Fez boa cobertura dos laterais e meias e ainda rondou a área rival com perigo. Assustou ao errar e dar contra-ataque ao rival: César o ‘salvou’.

6,0 – ARRASCAETA: Por vezes disperso, perdeu algumas bolas que resultaram em contra-ataques. Ofensivamente, participou de bons lances e perdeu dois gols.

6,5 – GABIGOL: Não foi desta vez que o camisa 9 marcou pelo Flamengo. Gabigol buscou o jogo, contribuiu na parte defensiva, mas não teve chance de finalizar.

7,0 – HENRIQUE DOURADO: Fez o que se espera de um centroavante. Na única finalização que teve na primeira etapa, guardou. Também complicou a saída de bola adversária.

6,0 – VITINHO: Desta vez, foi posicionado pela direita por Abel Braga. O lado não foi tão efetivo quanto o oposto e, apesar de atuação regular, foi vaiado na saída.

6,5 – BRUNO HENRIQUE: Impressiona pela velocidade e o controle de bola. Entrou no lugar de Vitinho e foi mais incisivo, invadindo a área adversária com frequência.

7,0 – URIBE: Assim como o seu concorrente pela vaga de centroavante – o Ceifador -, Uribe entrou e, logo na primeira chance, fez o gol. Briga promete ser boa.

7,0 – EVERTON RIBEIRO: É um dos atletas que, sempre que possível, deve estar em campo. Entrou e deu novo ritmo ao ataque. Criou, acertou a trave e deu uma assistência.

7,0 – ABEL BRAGA: A vitória, no fim, foi tranquila, mas o Flamengo não impôs o ritmo ou teve o controle total do jogo. As substituições foram decisivas para o triunfo.

Por: Lance!

Compartilhe

O FlaHoje é um portal eletrônico de notícias voltado exclusivamente os torcedores do Flamengo. Nosso objetivo é mostrar as principais notícias com qualidade, rapidez e imparcialidade, focando notícias do nosso time favorito, o Rubro-Negro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.