terça-feira, setembro 29, 2020
Início Notícias Após 22 anos, Flamengo e Fluminense reerguem o Maracanã.

Após 22 anos, Flamengo e Fluminense reerguem o Maracanã.

Torcedor mirim (criança) do Flamengo no Maracanã – Foto: Gilvan de Souza

RODRIGO
MATTOS
: Após o final de semana, o Estadual do Rio ganhou em atração ao ter um
Fla-Flu decidindo título após 22 anos do gol de barriga de Renato Gaúcho que
deu o título emblemático ao tricolor. O confronto de 1995 foi, porém, parte de
um octogonal final. A última final entre as duas equipes foi em 1991.

O
clássico é um sopro de esperança para um campeonato desgastado por uma fórmula
esdrúxula feita pela Ferj e pelo excesso de jogos da competição. É também uma
chance de os clubes se entenderam sobre um futuro para o Maracanã.
Não dá
para dizer que o Estadual de 2017 foi empolgante. A fórmula escolhida criou
jogos inúteis como as semifinais e finais dos dois turnos, houve longas 18
datas enquanto os times se preocupavam mais com outras competições e para
completar houve pouco público e violência.
As
duas semifinais reuniram menos de 50 mil pessoas. O público, o mesmo que tem
lotado partidas de Libertadores e de Sul-Americana, não é bobo e tem dado
seguidas demonstrações de reprovação ao modelo atual do Estadual, longo e sem
sentido.
Em
campo, os resultados foram os óbvios. No sábado, o Fluminense de Abel Braga
usou sua velocidade e garotos para vencer com sobras um perdido Vasco,
mostrando como é grande a diferença entre os dois times. E o Flamengo com seu
time encorpado teve domínio sobre o Botafogo em que sobra garra e disciplina
tática, mas falta elenco para brigar em duas frentes – melhor priorizar a
Libertadores.
A
repetição da final depois de duas décadas ocorre em um momento emblemático em
que se discute o futuro do Maracanã para muito tempo. E a dupla Flamengo e
Fluminense, principais interessados no estádio, demonstrou discursos opostos e
sinais de colisão sobre a rota desse patrimônio carioca.
A
diretoria rubro-negra briga por uma nova licitação. É um pleito justo diante
dos sérios indícios de fraudes na concessão dada à Odebrecht. Não pode, no
entanto, o Flamengo esperar uma concorrência que dê o estádio só para si. No
discurso, o presidente Eduardo Bandeira de Mello afirma que quer o Fluminense
como sócio e prevê abrir o Maracanã a todos.
Mas há
o temor expresso pelo presidente tricolor, Pedro Abad, em entrevista no sábado.
Como expresso ali, é seu direito pedir acesso igual ao estádio já que seria
injusto privilegiar o Flamengo. Discordo dele quando insiste na atual concessão
e na venda do estádio à Lagardère pelos problemas já expressos na licitação,
não por conta da empresa. Mas seu discurso é de defesa dos interesses do clube.
Flamengo
e Fluminense deveriam aproveitar a final para sentar juntos e pensar em um
modelo para o Maracanã. A diretoria rubro-negra terá de ceder pois não vai
cuidar de tudo sozinha. E a diretoria tricolor terá de ceder porque seu
contrato feito com a Odebrecht é impraticável no novo cenário em que todos têm
que pagar contas. Nem com a Lagardère o clube ficará imune de pagar despesas.
Para
jogar no Maracanã, cada clube terá direitos e ônus, não há outro jeito pois não
se deve tirar dinheiro público para isso. Um caminho do meio é bem possível se
conversado com o governo do Estado, com participação também de Vasco e Botafogo
apesar de ambos terem outros estádios para jogar.
A
dupla Flamengo e Fluminense não tem motivo para alimentar suas rivalidades fora
de campo, visto que foram bons os resultados para ambos quando se uniram fora
dele – um exemplo foi a questão de torcida única. Que reservem todo o seu
antagonismo para o jogo da final do Estadual quando poderão viver a sua face de
irmãos Karamazov como descrito por Nelson Rodrigues.

MAIS LIDOS

Grupo City fica perto de contratar Lincoln

O Fla hoje possui uma das bases mais promissoras do futebol sul-americano. Ao longo dos últimos anos, vários atletas de muita qualidade técnica foram negociados...

Agente se revolta e não descarta a saída de Lincoln

O Flamengo mediu forças diante do Palmeiras, na tarde deste domingo, em jogo válido pelo Campeonato Brasileiro. O time Rubro-negro foi a campo com...

Segundo Fábio Sormani, Flamengo usou de “laranja” para se beneficiar

Na tarde desta segunda-feira, o grande e responsável jornalista Fábio Sormani soltou mais uma daqueles declarações complicadas de se ingerir numa rede de televisão....

Presidente do Sport admite interesse em contratar atacante do Flamengo

O Flamengo possui uma das bases mais qualificados do futebol sul-americano. O Rubro-negro se acostumou a fazer grandes negócios com o mercado da Europa,...