Junto ao crescimento tático do Flamengo devemos destacar, também, a evolução de um dos jogadores mais criticados por parte da torcida: Willian Arão. O volante está entre os profissionais com mais tempo de clube e vive grande momento, principalmente desde a chegada de Jorge Jesus. Após a 17ª rodada do Brasileirão, o atleta somou média de 6,27 e abriu vantagem sob o segundo colocado para o prêmio de melhor segundo volante do ‘Bola de Prata’, da ESPN – Carlos Sánchez, vice-líder, pontuou 6,17.

Melhores segundos volantes do Bola de Prata
1º – Willian Arão (Flamengo) – 6,27
2º Carlos Sánchez (Santos) – 6,17
3º Juninho (Fortaleza) – 5,99
4º Edenílson (Internacional) – 5,79
4º Bruno Henrique (Palmeiras) – 5,70

FOTO: ALEXANDRE VIDAL/MARCELO CORTES/FLAMENGO

Pelo Campeonato Brasileiro, Willian Arão soma 15 jogos, em 17 rodadas, e os números chamam atenção: são quatro assistências (top 3 no ranking do torneio), 44 desarmes (sendo 34 certos e uma média de 77,3%) e sete interceptações sendo cinco corretas.

Suspenso do jogo que definiu a classificação do Flamengo às semifinais da Copa Libertadores, Arão soma 26 desarmes em nove jogos pela competição. Após cumprir punição, o atleta poderá retornar para os dois confrontos contra o Grêmio, adversário da próxima fase. O jogo de ida será em Porto Alegre, na Arena do Grêmio, e a decisão será no Maracanã.

Por: Coluna do Fla