quarta-feira, setembro 23, 2020
Início Notícias Arbitragem do Rio é a mais cara do Brasil.

Arbitragem do Rio é a mais cara do Brasil.

Rodrigo
Mattos – Considerados os jogos decisivos dos últimos dois anos, os árbitros da
Ferj (Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro) têm cometido bem mais
erros do que em outros Estados. Mesmo assim, os juízes do Rio continuam a ser
os mais caros do país em 2015 como já ocorria em 2014.

No
final de semana, a arbitragem das semifinais custou R$ 19.236 por partida,
incluindo INSS e confrontos sub-20. Em um jogo, deu gol em que houve
impedimento de jogador do Botafogo. Em outro, marcou pênalti inexistente em
favor do Vasco contra o Flamengo, entre outros erros. Também houve falhas em
boa parte dos clássicos.
O
valor gasto é levemente mais baixo do que no ano passado quando as semifinais
geraram R$ 21 mil para os árbitros do Rio – lembre-se havia cinco em campo
naquela ocasião. O blog mostrou que, em 2014, a arbitragem carioca já era a
mais cara do país com cerca de R$ 40 mil em uma final.
Em
Minas Gerais na atual temporada, todas as taxas somadas para as semifinais
giram em torno de R$ 6 mil no caso de árbitros Fifa. Na final da Copa do
Brasil, gastou-se R$ 13 mil por trio de arbitragem por jogo – lembre-se que as
partidas tiveram rendas bem superiores do que o Estadual do Rio. O Rio Grande
do Sul e São Paulo também têm taxas menores do que as cariocas.
Questionada,
a Ferj explicou que não considera os valores altos: informou que elas são
acertadas entre a federação e a comissão de arbitragem antes do campeonato. A
argumentação da federação é de que os valores são baixos consideras as rendas
milionárias e a necessidade de qualificação dos árbitros. Lembra que eles
passam por treinamento, psicólogos, etcs.
O
dinheiro não vai diretamente para as mãos dos árbitros. É destinado à Coopaferj
(cooperativa de árbitros), teoricamente, formada para facilitar o recebimento
dos valores visto que os juízes não são profissionais. Um de seus diretores é
Jorge Rabello, que acumula o cargo com a presidência da comissão de arbitragem.
Não foram encontrados representantes da cooperativa pelo blog.
Os
árbitros mais bem remunerados são bem jovens: a Ferj conta que fez uma
renovação no quadro e que a média de idade 
caiu de 39 anos para 32 anos nos últimos sete anos. A avaliação da
federação em relação ao ano passado foi de que houve poucos erros, em torno de
4%, mas o problema é que um deles foi no jogo do título. O relatório deste
campeonato não está pronto.
Não se
sabe qual a nota da arbitragem do Estadual: certo é que esta receberá uma boa
recompensa financeira na final independentemente do resultado.

MAIS LIDOS

Torrent desabafa após vitória do Flamengo

O Flamengo atuou na noite desta terça-feira diante do Barcelona de Guayaquil, em jogo válido pela quarta rodada da fase de grupos da Libertadores...

Jogadores comemoram vitória do Flamengo nas redes sociais

O Flamengo venceu o Barcelona de Gayaquil, na noite desta terça-feira, em jogo válido pela Libertadores da América. O Rubro-negro não fez uma das suas...

As notas da vitória do Flamengo em Guayaquil

Em partida complicada pela Libertadores o Flamengo conseguiu uma vitória super importante. Com gols de Pedro e Arrascaeta, o rubro-negro bateu o Barcelona de...

César é criticado pela torcida mesmo após vitória

Na noite desta terça-feira, o Flamengo jogou diante do Barcelona de Guayaquil, no Equador. O Rubror-negro foi a campo com diversos desfalques, inclusive no...