sexta-feira, setembro 25, 2020
Início Notícias Arena da Ilha uniu Botafogo e Flamengo há 12 anos.

Arena da Ilha uniu Botafogo e Flamengo há 12 anos.

O acordo foi anunciado em março de 2005 – Foto: Reprodução

CHUTE
CRUZADO
: Atualmente um dos palcos da discórdia entre Botafogo e Flamengo por
conta de obras na tubulação de esgoto, o estádio Luso-Brasileiro, na Ilha do
Governador, no Rio de Janeiro, foi motivo de união dos clubes há 12 anos. Na
ocasião, o Maracanã fora fechado para mais uma de suas reformas – a da vez
visava os Jogos Pan-Americanos de 2007. Ainda sem a existência do Engenhão,
Botafogo e Flamengo firmaram acordo com a Petrobras e o Governo do Rio para
financiar a reforma do local para a temporada. Deu certo. O tom em nada
lembrava o belicoso dos dias atuais.

“A
parceria demonstra claramente que Botafogo e Flamengo têm os mesmos problemas e
buscam as mesmas soluções. Seremos parceiros fora de campo, mas dentro das
quatro linhas continuaremos ferrenhos e eternos adversários. Acima de tudo,
buscamos a retomada do futebol carioca”, disse o então presidente do Botafogo,
Bebeto de Freitas, ao lado de Marcio Braga, então presidente do Flamengo.
Em
março daquele ano, as partes anunciaram a parceria. O Governo do Rio ajudou com
R$ 2 milhões em forma de incentivos fiscais. A Petrobras bancou a maior parte
com R$ 3 milhões. Em troca, teve direito aos naming rights do Estádio
Luso-Brasileiro até o fim daquele ano. Oficialmente, o nome dado foi de
Petrobras Lubrax Arena. Mas Arena Petrobras ou Arena da Ilha se tornaram mais
populares. Com os R$ 5 milhões da reforma houve a instalação de três
arquibancadas tubulares, aumentando a capacidade de 5 mil para 30 mil
torcedores. O gramado foi trocado e teve as dimensões ampliadas para 108m x
72m. 90 refletores foram instalados, assim como houve reformas nos vestiários e
cabines de transmissão.
A
previsão era de que 36 jogos seriam disputados no local. Clássicos, no entanto,
seriam evitados por precaução a brigas de torcedores na região. Foi cumprido,
em parte. O Botafogo disputou 20 partidas na Arena da Ilha. E dois clássicos. Um
contra o próprio Flamengo e outro contra o Vasco. Já os rubro-negros jogaram 17
vezes na Petrobras Lubrax Arena.
Portões fechados e ingressos em conta
Punido
no Brasileiro do ano anterior, o Botafogo disputou as duas primeiras partidas,
contra Corinthians e Atlético-MG, de portões fechados. Apenas no terceiro jogo
como mandante, vitória de 2 a 0 sobre o Atlético-PR, pôde receber público.
Foram 12.894 pagantes. No total, o time venceu 12 jogos, empatou quatro e
perdeu outros quatro. Marcou 36 gols e sofreu 21. O Flamengo, por sua vez,
sofreu mais.
Nas 17
partidas disputadas, venceu sete, empatou cinco e perdeu cinco. Fez 28 gols e
sofreu 27. Na estreia, diante do Santos de Robinho, 7.785 torcedores pagaram
para assistir à vitória rubro-negra por 2 a 1, com grande atuação do goleiro
Diego. Os ingressos estavam em conta. Atrás do gol, o valor era de R$ 5 (R$
9,83 no valor corrigido). Na área central, R$ 15 (R$ 29,48 corrigidos). Nas
cadeiras, R$ 30 (R$ 58,96). A média de público do Rubro-Negro foi de 3.302 torcedores
na Arena da Ilha.

MAIS LIDOS

Conmebol nega pedido do Fla para inscrever mais dez atletas na Libertadores

O Flamengo sofre com o surto de contaminação pelo novo coronavírus instalado no clube. 16 jogadores pegaram Covid-19 nos últimos dias e a equipe...

Jair Ventura pede atacante do Flamengo pagando 100% do salário

O Flamengo possui um dos times mais qualificados do futebol sul-americano. Com tamanha qualidade técnica, é certo que muitos jovens atletas não terão a...

Cada um pensando em seu próprio umbigo

Muito do que tem acontecido nas últimas horas no futebol brasileiro serve para reforçar algo que já é histórico em relação a nossos dirigentes:...

Dirigente espera poder contar com atletas infectados na quarta

O Flamengo está passando por um surto de covid-19 em seu elenco. Ao todo, são 23 casos, inclusive entre comissão técnica e dirigentes. O...