sexta-feira, setembro 18, 2020
Início Notícias Até a loira maluca do aeroporto fez gol na gente.

Até a loira maluca do aeroporto fez gol na gente.

BOTECO
DO FLA – Eita… Não falei que eu ando escaldado com essas oportunidades raras
quando há muito tempo para treinar?  Sei
lá o que rolou nesse tempão todo. Apesar de confiar no Oswaldo, acho que
ninguém no time entendeu bulhufas do que era pra fazer. Claro que se entenderam
tudo tão bem a ponto de não julgar necessário correr para realizar os trecos
ensaiados, não tinha mesmo como dar certo e a gente pode isentar o professor de
culpa nessa. Inclusive se mostrou bem chateado com o desempenho bizarro da
equipe. 

Meu
dia, com a correria no trabalho pra sair cedo, mais disparada pra chegar no
aeroporto e o desembarque direto para o Orlando Scarpelli, deve ter queimado
mais caloria que o nosso time inteiro no primeiro tempo. E olha que ainda
sobrou tempo para eu e meu povo praticarmos com maestria a gula que nos é
peculiar, posto que a gastronomia de rua no entorno do estádio do Figueirense é
das mais requintadas e aprazíveis. Dentro, fora as loiras de botas que sempre
hão de nos esnobar, a Nação cantava feliz e confiante em uma entrada no G4 já
nessa rodada de número 30.
Quando
o marombeiro que… (questão de ordem). Sério. Alguém mais aí acha que esse
juiz bombado do jogo de ontem apita todas as partidas do Campeonato Brasileiro?
Enfim… Quando ele autorizou o povo a jogar bola, um balde de água fria. Nosso
desempenho tava pra lá de sofrível, fazendo lembrar alguns dos nossos
“melhores” momentos no primeiro turno. Tirando uma cobrança de falta
e um ou outro lance despretensioso, o que se viu foi um bater de cabeças
infinito sempre que a equipe de Florianópolis rondava nossa área.
No
segundo tempo até melhorou um pouco e oferecemos algum pouco perigo. Nada que
fosse suficiente para anular as seguidas falhas lá atrás que resultaram nos
TRÊS… TRÊS… TRÊS gols do Figueira. Hora de “auto-jogar” uma
verdade no meio da nossa fuça. Não conquistamos NENHUM PONTO em 12 possíveis
contra Figueirense e Vasco. Parece que não há mesmo merecimento que nos leve ao
G4. A não ser é claro, que atropelemos fora de casa Corinthians e Grêmio, por
exemplo, o que convenhamos, não é a maior das probabilidades (ainda que ela exista).
Terminada
a lástima, foi hora daquela habitual atividade-ostentação de dormir no chão do
aeroporto. Não sem antes acompanharmos com umas tremendas caras de babaca os
gols da rodada. Como tudo que está ruim pode piorar, após arrumarmos
confortável recanto no aeroporto de Florianópolis, que já nos proporcionou
noites horrendas de friaca ímpar, uma louca de plantão achou por bem marcar
mais um para o Figueira, na esperança de promover um 7 x 1 moral.
Sabe
aquelas cadeiras de massagem que ficam em locais públicos?  Daquelas em que você coloca umas notas pra
utilizar? Pois bem… Pra quem não sabe, ela apita de forma constante e
irritante caso algum espertinho tente repousar nela sem pagar. Estávamos nós
dormindo de forma humilde e conformada no chão, quando uma senhora loira com um
cachorro, até gostosa por sinal, decidiu, malandramente, catar algum botão que
fizesse o treco silenciar. Não achou e proferiu a sentença… “É, o jeito
vai ser dormir com esse barulho mesmo”. Até esperamos um tempo pra ver se
o Piiiiiiiii… Piiiiiiiiiiiiiiiii… Piiiiiiiiiiiii… faria a moça cair em
si. Nada feito. Tivemos mesmo que nos mudar para outro canto. Bem mais
iluminado e mais frio. Porque não reclamamos? Aqui é Fla Mochila. Não
reclamamos nem com nossa equipe, que voltou no mesmo avião que dois de nós. Já
estamos é catando o jeito de conseguir ingressos para o jogo contra o
Corinthians.
Ah…
Por falar em time, o portão de embarque dos caras era o cinco e muitos deles
insistiram em ficar inertes diante do portão dois até bem poucos minutos antes
do vôo. Hmmmm… Talvez posicionamento na hora da marcação seja um treco
complicado mesmo pra esse povo.
Aos
antis, dessa vez falando diretamente para nossos amigos cruzmaltinos que sempre
aparecem por aqui, foi mal. Agradecemos mesmo a torcida de vocês por uma
vitória do Nosso Flamengo, mesmo que vocês não queiram admitir. Não deu. Fazer
o que?
Como a
irregularidade é uma das maiores marcas do nosso desempenho em 2015… Vai que
o povo decide correr no domingo? A rodada ajudou, só quem não colaborou para os
nossos objetivos ambiciosos fomos nós. Seguimos acreditando. Porque se não for
assim, pra que diabos servimos? Com ou sem merecimento, o G4 (ou quem sabe G5)
ainda é logo ali. Ainda.
Sorín

MAIS LIDOS

Zinho avalia que o Flamengo errou ao contratar Torrent

Torrent vive o seu pior momento desde que chegou no Flamengo. Após acumular quatro vitórias seguidas no Campeonato Brasileiro, o Rubro-negro foi derrotado pelo...

Marcos Braz ameaça pedir demissão; entenda o motivo

Nem o flamenguista mais pessimista poderia imaginar que o resultado do jogo seria 5 a 0. O Rubro-negro foi simplesmente atropelado, sendo esse um...

Mauro Cezar detona a atuação vergonhosa do Flamengo

O Flamengo foi simplesmente atropelado pelo Independiente del Valle, em jogo da Libertadores da América. Perdendo por 5 a 0, os torcedores se revoltaram e já cobram...

Torrent explica goleada do Flamengo, mas avisa: ”São três pontos”

O Flamengo mediu forças diante do Independiente de Valle, na noite desta quinta-feira, em jogo da terceira rodada da Libertadores da América. O gigante carioca tentou explicar...