Audiência de Flamengo x Timão reforça igualdade nas cotas.

Por: Fla hoje

Cosme
Rimoli – Não se restringiu aos 3 a 0, o efeito de o Corinthians não liberar
Guerrero e Sheik. O Flamengo perdeu a chance de lotar o Maracanã. O prejuízo
foi enorme. Foram apenas 26.209 pagantes. A arrecadação ficou em R$
1.184.210,00. Foi cerca de um terço tanto em torcedores como do que o dinheiro
que a partida poderia render. Uma estupidez em tempos de crise.

Mas o
efeito colateral bateu no peito dos executivos globais. Corinthians e Flamengo
são os grandes privilegiados na distribuição das cotas da tevê. Ganham
proporcionalmente o que Real Madrid e Barcelona arrecadam na Espanha.
O
confronto entre os dois times mais populares do Brasil já chegou a 60 pontos de
audiência na década de 80. 27 pontos já seriam comemorados com entusiasmo e
lágrimas nos olhos na emissora carioca.
Mas a
resposta veio duríssima. O jogo oscilou entre 18 e 16 pontos. Acabou dando 17
pontos consolidados. Um fracasso para a perspectiva do confronto.
O
fracasso já repercutiu. Presidentes de clubes que desejam o fim do privilégio a
Corinthians e Flamengo ganharam argumento fortíssimo. Não há cabimento o
desequilíbrio nas cotas. A audiência não justifica.
Na
Globo a desculpa está no fato de o Corinthians ter impedido Guerrero e Sheik de
jogar. Acabou tirando o maior atrativo do confronto.
Dirigentes
de Vasco, Palmeiras, São Paulo, Cruzeiro, Atlético Mineiro, Internacional,
Grêmio e Fluminense têm trocado telefonemas e e-mails. Estão se sentindo cada
vez mais forte. Querem exigir que a diferença caia a partir de 2016.
No ano
que vem, a diferença está prevista para aumentar. E muito.

para exemplificar a distorção. Em 2009, eram pagos R$ 25 milhões para
Corinthians, Flamengo, Vasco, São Paulo e Palmeiras, R$ 18 milhões para o
Santos, R$ 16 milhões para Fluminense, Botafogo, Atlético Mineiro, Cruzeiro,
Grêmio e Internacional.
Tudo
melhorou. Principalmente para corintianos e flamenguistas.
Flamengo
e Corinthians recebem De R$ 110 milhões por ano. A partir de 2016, serão R$ 170
milhões. O São Paulo ganha R$ 80 milhões. Passará a R$ 110 milhões. Vasco e
Palmeiras de R$ 80 milhões para R$ 100 milhões. O Santos recebe R$ 60 milhões.
Ganhará R$ 80 milhões.
Atlético
Mineiro, Cruzeiro, Grêmio, Internacional, Fluminense e Botafogo estão no mesmo
patamar. Apenas R$ 45 milhões. Passarão a receber R$ 60 milhões. Outros times
da Série A passarão de R$ 27 milhões para R$ 35 milhões.
A
revolta está sendo cuidadosamente articulada.
A
Globo sabe e promete resistir.
Já se
programou.
Em vez
do R$ 1 bilhão de agora, passará a pagar R$ 1,6 bilhão.
Não
aceita aumentar cotas combinadas de ninguém.
Tem
como armas os contratos assinados, se houver confronto.
As
diretorias de Corinthians e Flamengo se fingem de mortas.
Só não
aceitam, de jeito algum, receber um centavo a menos.
Querem
seus R$ 170 milhões em 2016.
E
ponto final…

MAIS LIDOS

Rei do Vexame: Renato Gaúcho vira alvo da torcida do Fla após vexame

O Palmeiras jogou na noite deste domingo diante do Grêmio, em jogo válido pela final da Copa do Brasil. O time paulista já tinha...

Abel Braga ainda reclama da arbitragem no jogo contra o Fla

Após vários trabalhos ruins seguidos, o técnico Abel Braga chegou sem muita expectativa no Internacional. Entretanto, ele conseguiu fazer um bom trabalho a seu...

Torcida se encanta com Ramon e mandam recado para Renê

O Flamengo jogou na noite deste sábado, diante do Macaé, em jogo válido pela 2ª rodada do Campeonato Carioca. O Rubro-negro conseguiu vencer com...

Rodrigo Muniz manda recado à nação após grande atuação; assista

O Flamengo jogou na noite deste sábado diante do Macaé, em jogo válido pela segunda rodada do campeonato carioca. O Rubro-negro foi a campo...