Autor de golaço quase deixou Flamengo devido a ‘panelinha’ de Zé.

Cuéllar vem ganhando mais espaço no time do Flamengo – Foto: Gilvan de Souza

UOL: O
Flamengo empolgou a torcida com a vitória por 2 a 0 sobre o Santos. Berrío,
Diego e Guerrero foram alguns dos destaques na noite da última quarta-feira
(28), na Ilha do Urubu. Nenhum outro jogador, no entanto, foi tão exaltado
pelos rubro-negros como o volante Cuéllar. A história do colombiano na Gávea é
curiosa e começa a ser reescrita com certo atraso, principalmente após o golaço
marcado sobre o Alvinegro.

Gustavo
Cuéllar chegou ao Flamengo no começo de 2016. O clube investiu R$ 8 milhões na
contratação a pedido do ex-técnico Muricy Ramalho. O jogador assumiu a
titularidade no Rubro-negro e a perdeu assim que Zé Ricardo passou a comandar o
time profissional. Foi um ano de indefinição. Por muito pouco, inclusive, ele
não se transferiu recentemente.
Com Zé
Ricardo, o colombiano do golaço sobre o Santos chegou a ficar fora de 34 jogos
desde o ano passado. Inicialmente, foi preterido por Márcio Araújo. Ele também
se acostumou a vivenciar situação semelhante em relação ao volante Willian
Arão. As chances de jogar no Flamengo pareciam encerradas. O volante chegou a
falar em respirar novos ares.
Atlético
Nacional-COL, Boca Juniors-ARG e Vitória sondaram a situação. O clube baiano
foi quem mais se aproximou de contratá-lo por empréstimo. Parecia um bom
negócio para todos os envolvidos, até que Zé Ricardo resolveu apostar no
colombiano para a vaga de Willian Arão, longe de viver um bom momento.
Tem um
mês que a história de Cuéllar começou a mudar. De lá para cá, o volante foi
titular em cinco das nove partidas disputadas. Uma evolução considerável para
quem era pouco utilizado. Ele passou a ser pedido com frequência pela torcida
nas arquibancadas e também no universo das redes sociais.
“Conversei
com o Cuéllar no início do ano. Mostrei que contávamos com ele. Eu não sabia da
proposta do Vitória. Soube por vocês [imprensa]. A diretoria me passou para
contar com todos os jogadores enquanto não houvesse nada oficial. O Cuéllar foi
muito bem”, explicou Zé Ricardo.
Com
contrato até 27 de janeiro de 2018, Cuéllar não pensa mais em sair. As chances
demoraram, mas apareceram. O camisa 26 só quer ter sequência. O golaço sobre o
Santos trouxe ao treinador Zé Ricardo mais um problema para resolver. Na briga
por uma vaga no meio de campo, o volante está em vantagem.
“Temos
que aproveitar quando a oportunidade aparece. Estou aproveitando. Esperei muito
por esse momento e trabalhei bastante para isso. Quero melhorar e ajudar o
Flamengo. Isso é o mais importante. Todos que estão aqui desejam colocar o
clube no lugar onde merece”, encerrou o colombiano.
Por: FlaHoje

MAIS LIDOS

Ribamar faz jogo horroroso e flamenguistas brincam: ”Pior que Vitinho”

A quinta-feira foi de futebol. No Rio de Janeiro, o Vasco da Gama mediu forças diante do Defensa y Justicia, em duelo válido pela...

Marí retorna de lesão e faz gol pelo Arsenal

Pablo Marí ficou alguns dias lesionado pelo Arsenal. O zagueiro que rendeu aos cofres rubro-negros cerca de 95 milhões de reais, logo que chegou...

Flamengo pede e CBF libera Natan para partidas do Brasileirão

O Flamengo solicitou nos últimos dias a CBF a liberação do seu zagueiro da base de maior potencial. O jovem Natan se destacou com...

Adeus: Fla vende jogador por R$ 20 milhões

O Flamengo está vivendo um dos momentos mais complicados do mandado de Rodolfo Landim. O Rubro-negro foi eliminado da Liberadores da América e deixou...