segunda-feira, setembro 21, 2020
Início Notícias Azul, verde e branco: eleição do Fla terá três candidatos.

Azul, verde e branco: eleição do Fla terá três candidatos.

ESPN –
Setembro chegou ao fim e, com ele, o prazo para a inscrição de novas chapas
para a eleição do Flamengo. Restaram, mesmo, três opções para comandar o clube
no triênio de 2016 a 2018: o atual presidente, Eduardo Bandeira de Mello,
candidato da Chapa Azul; Wallim Vasconcellos, da Chapa Verde; e Cacau Cotta, da
Chapa Branca. A cisão dos integrantes da atual diretoria teve uma última
tentativa de aproximação antes da confirmação da divisão nesta quarta-feira.
No dia
7 de setembro, o atual vice de planejamento do clube, Flávio Godinho, tentou
costurar um acordo entre Bandeira de Mello e Wallim ao promover um jantar em
sua casa com a presença de ambos. Era o último sopro para tentar unir o grupo
original que assumiu o clube em dezembro de 2012. Questões que causaram o racha
na diretoria foram debatidas, como o embate com a Ferj e o suposto acordo de
rodízio de candidatos a presidente dentro da Chapa Azul original. No fim,
apesar de um clima mais ameno, não houve acordo por uma chapa única. Bandeira
seguiu para um lado e Wallim, para o outro.
De
acordo com o estatuto do clube, a eleição deve ocorrer entre os dias 1 e 10 de
dezembro deste ano. A data ainda não está marcada, mas o dia 7, uma
segunda-feira, é uma das mais cotadas. Por enquanto, o comportamento das três
chapas é distinto. A Chapa Verde, de Wallim Vasconcellos, considerada a maior
oposição a Bandeira, tem buscado movimentação intensa na divulgação da
campanha, principalmente com os chamados influenciadores digitais entre sócios
e torcedores, com vasta participação em redes sociais, por exemplo. A
estratégia é semelhante à utilizada pela Chapa Azul em 2012, que teve ações
também planejadas por Luiz Eduardo Baptista, o Bap, hoje um dos nomes fortes do
lado verde.
A
Chapa Azul, por sua vez, ainda não fez um lançamento oficial de campanha, ao
contrário das Chapas Verde e Branca. Reuniões menores com grupos aliados já
foram iniciadas, o plano de proposta para o próximo triênio elaborado, mas a
movimentação é tímida até por conta da agenda do candidato e atual presidente
do clube, Eduardo Bandeira de Mello. A intenção é, também, não antecipar em
excesso o clima político e misturá-lo com o dia a dia rubro-negro. Flávio
Godinho, vice de planejamento, é um dos responsáveis pela articulação política
nos corredores da Gávea.
Neste
embalo, o ex-vice de futebol do clube e secretário de esporte do Rio de
Janeiro, Marcos Braz, deverá apoiar Bandeira, assim como Jorge Rodrigues,
terceiro colocado na última eleição. Lysias Itapicurú, que se anunciou
candidato para este ano mais uma vez e desistiu da corrida, colocou-se ao lado
de Wallim Vasconcellos. Figura importante na Gávea, o ex-presidente Marcio
Braga ainda não tornou pública sua opção nesta eleição rubro-negra. Na última
ele apoiou a Chapa Azul, encabeçada por Eduardo Bandeira de Mello.

MAIS LIDOS

Willian Arão é criticado por Mauro Cezar Pereira

Com a saída de Jorge Jesus e chegada de Dome Torrent, os torcedores já esperavam que alguns atletas iriam ter uma queda de dempenho,...

Quatro jogadores do Flamengo testam positivo para covid-19

A onda de notícias ruins não acabam no rubro-negro. Segundo o repórter Vene Casangrande, quatro jogadores do Flamengo testaram positivo para covid-19. E todos...

Thuler titular: Torcedores pedem oportunidades ao zagueiro

O Flamengo vem de uma dura derrota para o Independiente del Valle. No jogo contra os equatorianos, pela Libertadores da América, o sistema defensivo...

Perfil diz que Jorge Jesus aceitaria retornar ao Fla num cenário

O torcedor do Flamengo estava torcendo para Dome Torrent conseguir fazer com que o Flamengo continuasse jogando um futebol de alto nível. Entretanto, isso não aconteceu....