sábado, setembro 26, 2020
Início Notícias Bandeira isenta Flamengo de briga: "Criminoso tem CPF, não CNPJ."

Bandeira isenta Flamengo de briga: “Criminoso tem CPF, não CNPJ.”

Foto: Gilvan de Souza/ Flamengo

GOAL: Pouco
depois de o Ministério Público do Rio de Janeiro pedir para que os clássicos
cariocas tenham torcida única, o Flamengo se manifestou para combater essa
ideia. O presidente do clube, Eduardo Bandeira de Mello, afirmou que isso não
resolve o problema da violência do futebol.

“Sou
totalmente contrário a essa medida. Acho que descaracteriza a o futebol e seria
uma pá de cal no futebol carioca. O ideal é ter famílias no estádio compostas
de pessoas com times diferentes e que possam torcer para o seu time, como
sempre foi. Essa medida é simplista e não resolve o problema. Ela parte de uma
ótica errada”, opinou Bandeira.
O
mandatário do Fla criticou duramente os membros de torcida organizada que
praticam violência dentro e fora dos estádios. Ele não acha que tal medida vá
conter os “criminosos”.
“As
mortes ocorrerão longe dos estádios, como acontece quando esse grupos, que se
denominam torcedores, marcam encontro para realizar seus conflitos. O Flamengo
vai ter sempre interesse em colaborar com as autoridades, mas essa ótica está
errada. Criminoso não tem CNPJ, tem CPF”.

MAIS LIDOS

UFC 253 ao vivo: Adesanya x Borrachinha

O fim de semana terá muitos eventos esportivos ao vivo. Um dos mais esperados é o UFC 253 ao vivo, onde envolve o brasileiro Paulo...

Palmeiras x Flamengo é suspenso

O jogo entre Palmeiras x Flamengo, que iria acontecer neste domingo, está suspenso. O Sindiclubes, sindicato que representa os atletas do Rio, entrou na...

Surto na dupla Fla-Flu escancara realidade da CBF

Após o Flamengo apresentar um surto de covid-19, é a vez do Fluminense passar pela mesma situação. Na noite de ontem, nove jogadores testaram...

Escalação do Flamengo contra o Palmeiras

Mesmo com todas as tentativas do Flamengo, o Rubro-negro irá entrar em campo na tarde deste domingo, no jogo contra o Palmeiras. O confronto é histórico porque o...