O nome de Luiz Eduardo Baptista (Bap) vice-presidente de relações externas do Flamengo, tem sido muito comentado desde segunda-feira, após a demissão do gerente de futebol Paulo Pelaipe. A situação expôs o embate político de lideranças internas, assim como visto no caso Abel Braga. Em entrevista à FOX Sports, Bap foi questionado e esclareceu o ocorrido na contratação do ex-técnico.

– Nós discutimos o perfil ideal de técnico pro Flamengo quando tínhamos três nomes. Nada no Flamengo precisa de unanimidade para ser aprovado. O Conselho chegou a conclusão coletivamente que a opção da época seria o Abel Braga -, ressaltou.

FOTO: REPRODUÇÃO

Bap foi um dos responsáveis pela contratação de Abel Braga e tentou manter o ex-treinador no cargo. Ao comando de Abel, o Flamengo não alcançava resultados positivos e a Maior Torcida do Mundo ficou insatisfeita. Os torcedores protestaram contra o ex-técnico e, em maio, Abel pediu demissão. Marcos Braz negociou com Jorge Jesus e o português assumiu o Rubro-Negro no meio do ano, durante a parada para a Copa América. Ao final de 2019, o Mister provou que Braz marcou um golaço ao fechar sua contratação e encerrou a temporada com a conquista dos títulos do Campeonato Brasileiro e da Copa Libertadores da América.

A ‘briga’ interna do clube tem, de um lado, Marcos Braz, vice-presidente de futebol, e BAP; no entanto, no Ninho do Urubu, o assunto Pelaipe é página virada. O Flamengo segue com seu planejamento normal no Centro de Treinamento.

Por: Coluna do Fla