sexta-feira, setembro 25, 2020
Início Notícias Bilheterias: Fla já teve R$ 19,8 milhões de renda bruta.

Bilheterias: Fla já teve R$ 19,8 milhões de renda bruta.

Lancenet
– A derrota do Palmeiras por 1 a 0 para o Atlético-PR no Allianz Parque freou a
arrancada do clube no Brasileiro, mas devolveu ao time alviverde a primeira
posição no ranking de renda bruta do ano. O Palmeiras tinha perdido a posição
para o Corinthians na quarta-feira passada, quando o timão derrotou o Vasco na
Arena por 3 a 0.
Agora,
o Palmeiras acumula R$ 45,7 milhões em bilheteria no ano, com média de R$ 71 o
ingresso, o mais caro do Brasil. No entanto, a média de pagantes ainda é menor
do que a do rival, com 30.275 por partida. 
O recorde de renda do clube e do futebol brasileiro em 2015 aconteceu na
vitória por 1 a 0 contra o Santos, no primeiro jogo da final do Paulista,  com R$ 4,1 milhões. A partida do último
domingo rendeu R$ 3,3 milhões.
Em
segundo lugar, o Corinthians tem renda bruta de R$ 43,7 milhões no ano e tem a
vantagem de ter disputado a Libertadores no primeiro semestre, com poder de
atração maior. Não por acaso, as quatro maiores rendas são da competição
continental.  No Brasileiro, a maior
receita veio da vitória por 1 a 0 sobre o Atlético-MG, R$ 2,3 milhões. Em 2015,
o recorde foi contra o São Paulo na vitória por 2 a 0, renda bruta de R$ 3,5
milhões.  
Com
menos da metade dos dois primeiros, o Internacional tem renda bruta de R$ 20,3
milhões no ano, com destaque para a vitória por 2 a 1 sobre o Tigres, do
México, pela Libertadores. Na noite de 15 de julho, mais de 40mil foram ao
Beira-Rio e a renda atingiu R$ 2,3 milhões.
A
estreia de Guerrero no Maracanã é a principal responsável pelo salto do
Flamengo no ranking. Cerca de 52 mil foram ao estádio para ver o empate por 2 a
2 com o Santos, renda de R$ 2,4 milhões. No ano, são R$ 19,8 milhões de renda
bruta.
O São
Paulo também aproveitou a Libertadores para lotar o Morumbi e lucrar. Com 98%
de ocupação na vitória por 1 a 0 sobre o Cruzeiro nas oitavas de final, o
tricolor teve R$ 3,6 milhões de renda, a segunda maior do país neste ano. Em
2015, acumula R$ 17,4 milhões e o número deve subir com o clássico de comingo
contra o Corinthians.
Líder
do Brasileirão, o Atlético-MG não usou o Mineirão na Libertadores e reduziu a
chance de lucrar mais. Das cinco maiores rendas do ano, apenas uma foi pelo
torneio continental. A maior renda foi contra a Caldense na final do Mineiro,
com 53 mil pagantes e renda de R$ 2,3 milhões. No ano, a renda é de R$ 17,2
milhões.
O
rival do galo aparece logo atrás com R$ 17 milhões de renda no ano. A amarga
derrota por 3 a 0 para o River Plate no Mineirão segue como o maior público do
ano da raposa, com quase 55 mil pagantes e renda de R$ 3,6 milhões, terceira
maior do Brasil em 2015.
Completam
o top-10 Grêmio, Botafogo e Fluminense. Os gaúchos têm R$ 13,5 milhões no ano,
contra R$ 8,76 milhões do Botafogo e R$ 8,72 milhões do Fluminense. Os dados
são do aplicativo do GloboEsporte.

MAIS LIDOS

Landim chama de absurdo o jogo não ser adiado

O Flamengo vive um momento muito conturbado fora do campo. O Rubro-negro possui muitos atletas contaminados e, por conta disso, buscou o adiamento da...

Palmeiras x Flamengo: Mauro Cezar diz que Fla “tem que se virar”

O Flamengo vivo um drama nos últimos dias após ter 16 jogadores testados positivos para o COVID-19. O Mais Querido pediu o pedido de...

Jornalista diz que Fla mostra “incoerência” com pedido de adiamento

Apesar de admitir que a situação do Flamengo é difícil, por conta da onda de contaminação pelo novo coronavírus dentro do clube, o jornalista...

Milton Neves sugere que o Fla não entre em campo

O Flamengo está vivendo um momento muito complicado dentro e fora de campo. Com vários jogadores contaminados com o novo coronavírus, o Rubro-negro pediu...