Brasileirão 2015 está imprevisível.

UOL – Não,
torcedor, a tabela do Campeonato Brasileiro não está invertida. De fato, após
as quatro primeiras rodadas, os favoritos ao título estão longe da zona de
classificação da Libertadores. Pior: dois deles, Flamengo e Cruzeiro, estariam
rebaixados se o campeonato terminasse hoje. Os azarões, por sua vez, ocupam
todas as posições do G4.
Depois
de quatro partidas, o Atlético-PR lidera o Brasileirão, com nove pontos,
seguido de Sport, Ponte Preta e Goiás, todos com oito pontos — os três times,
são, também, os únicos invictos do campeonato.
Em
contrapartida, Flamengo e Cruzeiro são as equipes com mais derrotas até aqui:
são três, com apenas um empate (o Joinville, último colocado, tem a mesma
campanha, mas fica atrás por conta do saldo de gols). O Vasco, com três pontos,
completa a zona de rebaixamento.
A
tabela do Brasileirão, dessa forma, desmistifica qualquer prognóstico feito
antes de a bola rolar. O Internacional, por exemplo, ocupa a modesta 14ª
posição, com cinco pontos conquistados, como Santos, Palmeiras e Grêmio.
O
Corinthians, por sua vez, apontado como o melhor time do Brasil no começo da
temporada, apesar dos sete pontos e da oitava colocação na tabela, venceu dois
jogos por 1 a 0, além de empatar sem gols com, o Fluminense e perder em casa
para o Palmeiras.
Já o
Atlético-PR, primeiro colocado, precisou disputar o quadrangular da morte para
evitar a queda à Série B do Campeonato Paranaense. A Ponte é um dos times que
conseguiu o acesso à elite do Brasileirão neste ano.
Com
sete pontos, o Avaí, outro time que veio da segunda divisão, é outra surpresa
do Brasileirão. O time catarinense, que vem de duas vitórias seguidas, tem a
mesma pontuação de Atlético-MG, São Paulo (à frente devido ao saldo de gols),
Corinthians e Fluminense.
Fato raro
Desde
que os pontos corridos foram implantados pela CBF. apenas as edição de 2004 e
2009 registraram algo parecido. Há 11 anos, depois de quatro rodadas, a Ponte
Preta era líder do Brasileirão, com dez pontos. São Paulo, Figueirense e
Cruzeiro completavam o G4. Dali a cinco anos, Vitória e Náutico se juntaram a
Inter e Santos.
Nas
outras edições, apenas um azarão fez parte da zona da Libertadores após quatro
partidas disputadas: São Caetano (4º em 2003), Juventude (4º em 2005), Paraná
(2º em 2007),   Náutico (3º em 2008),
Ceará (4º em 2010), Vitória (4º em 2013) e Bahia (4º em 2014).
Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.