segunda-feira, setembro 28, 2020
Início Notícias Características pessoais de Carpegiani preocupam elenco.

Características pessoais de Carpegiani preocupam elenco.

Carpegiani comandou seus primeiros treinos no Ninho do Urubu e deixou uma ótima impressão. Apesar de ter sido contratado para o cargo de coordenador, aceitou ir à campo e comandar a equipe, mostrando ideias modernas de trabalho e de jogo.
Apesar de Carpegiani ter títulos de peso como técnico do Flamengo, como Brasileiro, Libertadores e Mundial, o treinador de 68 anos volta ao comando com certa desconfiança. Primeiro por não vencer um título de expressão há anos e segundo por seu temperamento forte e postura firme nas cobranças com o elenco.
Seu último trabalho obteve certo destaque no Bahia, conseguindo vitórias seguidas, fugindo da zona de rebaixamento e chegando perto da Libertadores. No Coritiba, em 2016, voltou a comandar uma equipe após três anos afastado do futebol, ficando 6 meses no comando técnico. Na ponte Preta, em 2010, o treinador ficou menos de dois meses, completando apenas 11 jogos no comando e pediu demissão.
No Vitória, em 2009, Paulo Carpegiani trouxe uma inovação, não tão aceita por dirigentes e jogadores na época. Ele comandava o time das cabines e camarotes dos estádios, deixando seu filho Rodrigo na beira do campo. No clube baiano o treinador teve sérios desentendimentos com o elenco. 
Já no no São Paulo, em 2011, se envolveu em polêmicas com o pentacampeão Rivaldo, que havia retornado ao Morumbi.
Os relatos são de um comandante com temperamento genioso, que já desejava assumir outro cargo, deixando seu filho, Rodrigo Carpegiani, no comando à beira do gramado. Contudo, Rodrigo também já teve problemas com jogadores no passado. Porém, assim como o pai, deixou ótima impressão no Flamengo, pelos seus conhecimentos técnicos e de campo.
Em 2012, Carpegiani saiu do Vitória com relatos de discussão com o então presidente do clube por, mais uma vez, tentar promover seu filho ao cargo de técnico de futebol. Além de haver relatos de perda do vestiário.
De acordo com a reportagem do jornal A Tarde de 2012, o começo do racha entre treinador e elenco se deu ao forte temperamento e voz autoritária do filho Rodrigo.”Ele tinha um temperamento difícil e estava querendo mandar mais do que o pai“, relatou o jornal, na ocasião. Ainda segundo o veículo, os jogadores não sabiam a quem ouvir e reclamaram quando Paulo Carpegiani colocou Rodrigo à beira do campo. No Coritiba, Kleber Gladiador comemorou bastante a saída de Carpegiani. Houve forte desgaste entre elenco e treinador.
O agora técnico do Flamengo tem a família incluída no meio do futebol. Seu outro filho, Fabiano Carpegiani, é empresário de jogadores e cuida do “Grupo Carpegiani”, responsável por atualizar as redes sociais da família.

MAIS LIDOS

Denilson critica Palmeiras x Flamengo: ”Vergonhoso”

Na tarde deste domingo, o Flamengo enfrentou o Palmeiras, em jogo válido pelo Campeonato Brasileiro. O confronto só foi confirmado 10 minutos antes da...

Neto detona o Flamengo após tentativa de adiar a partida contra o Palmeiras

Conhecido por suas furtes e polêmicas declarações, Neto, apresentador do 'Os Donos da Bola", da TV Bandeirantes, fez duras críticas a conduta do Flamengo...

Mauro critica Felipe Melo no empate com o Fla

Na tarde deste domingo, o Flamengo mediu forças diante do Palmeiras, empatando o jogo em 1 a 1, em um jogo onde os torcedores...

Presidente do Atlético-MG afirma que vai pedir a exclusão do Fla do Brasileirão

Após muita polêmica, a partida entre Palmeiras e Flamengo foi realizada. O ocorrido gerou muitas reclamações de outros clubes pelo fato de o time...