CBF passará a exigir estádio próprio para disputa do Brasileirão.

Por: Fla hoje

Foto: Gilvan de Souza / Flamengo

RODRIGO
MATTOS
: A CBF divulgou nesta semana o seu regulamento de licenciamento de
clubes que inclui uma série de exigências para os times. Essas regras serão
aplicadas de forma gradual a partir de 2018: algumas já valerão para os times
do Brasileiro da Série A. O processo pode demorar de sete a dez anos. Fato é
que os clubes serão obrigados a mudar bastante durante esse período.

São
regras para as agremiações nas áreas jurídicas, infraestrutura, de finanças e
esportiva. A CBF ainda vai estabelecer um cronograma para a implantação do
regulamento.
”Será
escalonado. Não vamos proibir de jogar de uma hora para a outra. Podemos
demorar 10 anos para implantar tudo. Sabemos das dificuldades dos clubes”,
analisou o diretor de registros da CBF, Reynaldo Buzzoni, que rechaçou que as normas
não sejam cumpridas. ”Sim, lógico que vamos (punir em caso de descumprimento).
É para todo mundo. O regulamento vale para time grande ou qualquer outro.”
A CBF
pretende estabelecer o cronograma de aplicação das regras até o meio do ano.
Antes disso, faz um diagnóstico dos clubes, principalmente na parte de
infraestrutura, para estabelecer o calendário real. Certo é que as exigências
comuns à Conmebol, pré-requisito para a Libertadores, já valem para 2018.
Pelo
sistema, quando um time não cumprir um item, a comissão nomeada pela CBF vai
instituir uma advertência. Em casos de insistência do descumprimento, o clube
poderá perder direito de transferências, sofrer bloqueios de cotas de tv e até
ser impedido de jogar.
Esse
tipo de sistema já funciona na Europa. ”Esse é o mundo ideal. Vamos fazer um
estudo pra saber que parte que já dá para a aplicar. A UEFA demorou sete
anos”, contou Buzzoni. Exigências jurídicas e algumas esportivas devem ser as
primeiras da lista. As obrigações de infraestrutura, CTs e estádios terão maior
tolerância porque a CBF entende que os clubes terão de gastar dinheiro. Aí vão
a lista das exigências.
1) Divisão de base
Clubes terão de ter dois times até 20 anos.
2) Técnico
Terão de ter curso da CBF ou da Conmebol, ou de mesmo nível da Europa.
3) Estádio
Clubes terão de ter um estádio próprio, ou um com quem mantenham aluguel com o
proprietário. Haverá regras com padrões mínimos para as arenas.
4) CT – Todos os clubes
terão de ter CT. E haverá especificações feitas pela CBF.
5) Finanças
Publicação de balanços com informações detalhadas para dívidas, investidores e
demonstrações de resultados, entre outros pontos. Haverá também necessita de
orçamentos.
6) Administrativas
Necessidade de contratações de diretores financeiro, de marketing e de futebol
profissionais que respondam por seus departamentos.
7) Manutenção de times femininos – Isso
já valerá para a Libertadores de 2019.
8) Estatutos
Apresentações das regras jurídicas de cada clube para a CBF.

MAIS LIDOS

Jorge Jesus não esquece do titulo do Mengão e surpreende

O Flamengo ganhou na última semana o titulo do Campeonato Brasileiro. O Rubro-negro carioca conquistou o seu oitavo titulo do Brasileirão, algo que foi...

Vasco estuda proposta para contratar atleta do Flamengo

O Flamengo tem hoje o principal elenco do futebol sul-americano. Com tantos atletas de qualidade a disposição, o time carioca costuma não dar muito...

Flamengo x Nova Iguaçu ao vivo

Flamengo x Nova Iguaçu ao vivo: O Flamengo joga na noite desta terça-feira na estreia do Campeonato Carioca. O confronto terá transmissão do Facebook...

Flamengo descarta a chegada de zagueiro da Seleção

O Flamengo possui um dos grandes elencos do futebol sul-americano. Com tantos investimentos nos últimos anos, o Rubro-negro continua sendo alvos constantes de especulações....