quarta-feira, setembro 30, 2020
Início Notícias CBF transformou a comemoração do gol em crime.

CBF transformou a comemoração do gol em crime.

Esporte
Final – O futebol é o esporte mais apaixonante do planeta. Sua
imprevisibilidade garante que qualquer lance fortuito possa ser traduzido em
gol. Aí quando ele acontece, o que se vê é uma cena tão forte e rica que nem
mesmo quem está lá consegue explicar a outro que nunca pisou num estádio. O
orgasmo esportivo em sua essência.

As
comemorações também sempre foram um capítulo à parte. Socos no ar, danças,
rolada na grama e provocações ao rival. Até que chegaram ao Brasil, por conta
da Copa do Mundo, as arenas. De longe, todas parecem iguais. De perto, muitas
vezes perdeu-se um detalhe ou outro que caracterizava e construía a lenda sobre
um estádio. Como o abarrotado Maracanã no último domingo, na partida entre
Flamengo e Santos.
Mas há
um legado bem interessante nesses novos espaços: a proximidade de alguns
setores da arquibancada com o campo e, consequentemente, com os jogadores. E
aos poucos, os goleadores perceberam que era possível encurtar ainda mais essa
distância. Um subia a escada, outro pulava uma placa e lá estavam abraçado aos
torcedores numa simbiose perfeita.
Eis
que surge a CBF. Sempre ela. “As advertências com cartão amarelo em razão de
comemoração de gols devem ser mantidas (…) a punição decorre da conduta
antidesportiva adotada. Esses são alguns trechos que constam na circular de
orientação técnicas, disciplinares e gerais que a confederação encaminhou aos
árbitros de todo país. Com o documento em mãos, os juízes têm a desculpa
perfeita para ignorar o bom senso. Correu para a torcida? Cartão amarelo. Já
tem cartão? Rua! A estupidez institucionalizada.
Nos
Estados Unidos, essa prática é bastante comum. Na NFL, por exemplo, há o
“Lambeau-Leap”, que é como os jogadores do Green Bay Packers tradicionalmente
comemoram os touchdowns nos jogos dentro de casa. Atletas de outras equipes
também celebram de forma parecida.
No
mesmo final de semana em que Emerson Sheik foi punido ao pular para ser
abraçado pelos flamenguistas, uma linda cena rodou o mundo: Kaká sendo
fagocitado pela já fanática torcida do Orlando City, clube que estreou esse ano
na MLS e, diante do sucesso da franquia, já estuda a ampliação da capacidade no
projeto do estádio que ainda nem foi construído.
Num
momento em que tanto se discute e lamenta a falta de identificação do
brasileiro com a seleção brasileira, a CBF impõe mais uma regra para higienizar
ainda mais essa relação. A possibilidade da comemoração sem etiquetas é o
antídoto contra a pasteurização de um público que se tornou protagonista na
Copa do Mundo justamente por… não saber torcer. Milhares se produziram à época
como quem vai a uma festa em Ibiza e passavam boa parte do tempo tentando
aparecer na imagem dos telões.
Aos
poucos, o futebol brasileiro tenta deixar o luto e isso só se consegue através
da paixão do torcedor pelo seu clube. São universos bem distintos. Mas a CBF
não parece muito preocupada com isso. O importante é tornar tudo o que é
autêntico em proibido. Um ato claro de censura, calhordamente justificado como
infração esportiva.
Não
existe nem ao menos a inteligência de perceber que a comemoração que coloca
ídolo e torcedor no mesmo patamar torna o espetáculo absurdamente mais
atraente. Mas a CBF não está lá para se atentar ao detalhe. Ela parece existir
justamente para ceifar o pouco que restou de alegria nas arquibancadas. Pobre
daquele que marcar o próximo gol. O torcedor quer reconhecer o herói, mas acaba
abraçando o réu.
Fabio
Chiorino

MAIS LIDOS

Fla vai perder hoje, aposta Milton Neves

O Flamengo joga nesta quarta-feira contra o Independiente del Valle, em jogo válido pela Libertadores da América. O Rubro-negro tem pela frente o Independiente,...

Eliana participará de Flamengo x Del Valle

O Flamengo joga nesta quarta-feira com transmissão do SBT para quase todo o Brasil. A emissora de Silvio Santos transmitirá o dueloentre Flamengo x...

Segundo jornalista, Flamengo acertou novo patrocínio

Segundo jornalista Leo Burlá, do Uol Esporte, o Flamengo acertou nos últimos dias detalhes de seu novo patrocínio para o calção. Trata-se da operadora...

Flamengo pode se classificar pela Libertadores hoje; saiba como

O Flamengo entra em campo diante do Independiente Del Valle hoje, no Maracanã. Com um número considerável de desfalques e para certas posições a...