01
  • Início
  • Coluna
  • Flamengo
  • Clubes Brasileiros estão tentando negociar com os governos a liberação de público nos estádios

Clubes Brasileiros estão tentando negociar com os governos a liberação de público nos estádios

O acordo da CBF para o retorno do público ao estádio desenvolvido há alguns meses é muito parecido com o acordo da Conmebol anunciado no último final de semana: só pessoas totalmente vacinadas podem entrar e, dependendo do laboratório, duas ou uma dose da vacina vão ser dado a covid-19. Ou um teste de RT-PCR negativo foi realizado 48 horas antes do evento, e o limite de assentos era de 50% do estádio.

A CBF planeja anunciar o acordo em agosto e reabrir as portas em setembro, que é o início da segunda rodada da rodada A do Brasil. O campeonato não abriu mão da igualdade, ou seja, todos os clubes podem ter torcedores ao mesmo tempo, mesmo em diferentes números de vagas gratuitas.

Movimentos nos clubes

Foto: Conmebol

Mas a Conmebol foi imediatamente divulgada ao público na Libertadores e na Sul-Americana, pressionando a CBF. Foi feito um acordo entre a CBF e o clube que o presidente negociou diretamente com o governo do estado e das cidades; que por um acaso já começou a ser discutida, como é o exemplo do Ceará.

Os clubes queriam um aval especial para colocar no Castelão público vacinado, mesmo que fossem convidados, no clássico de 1 de agosto, mas não houve acordo.

O Estado semanalmente tem liberado setores da economia com a diminuição no número de infectados e mortos por covid-19 e não se descarta que o futebol possa se encaixar na flexibilização em breve.

São Paulo é um estado-chave porque tem cinco times na Série A, o que representa 25% dos participantes. É fundamental ter o aval do governador João Dória, do PSDB, que no início de julho projetou a volta de público para outubro.

América e Atlético, representantes mineiros da Série A, poderiam, caso todos os outros locais liberassem, mandar seus jogos no interior do Estado, se for da vontade dos mesmo.

O Flamengo tentou com a prefeitura do Rio receber com público no Maracanã o Defensa Y Justicia, da ARG na quarta da semana que vem, pelas oitavas da Libertadores, mas não conseguiu. Contudo, conseguiu transferir o jogo para Brasília, onde lá, poderá receber público; seguindo todas as normas de vigilância sanitária.


© Copyright 20 Fla Hoje. Todos os direitos reservados
Website desenvolvido por Azarod