Com Zé em risco, Flamengo busca recuperação contra o Avaí.

Jogadores do Flamengo no CT do Ninho do Urubu – Foto: Gilvan de Souza

UOL: O
Campeonato Brasileiro está apenas na sexta rodada, mas o Flamengo tem uma
decisão pela frente neste domingo (11), contra o Avaí, em Florianópolis. Com
apenas uma vitória na competição, o Rubro-negro atravessa grave crise, na qual
o técnico Zé Ricardo está no olho do furacão. Uma derrota diante dos
catarinenses, às 16h (de Brasília), pode decretar a saída do treinador do
comando da equipe.

Apesar
do discurso oficial de respaldo ao trabalho de Zé Ricardo, a pressão é enorme
nos bastidores. A convicção no profissional já não é a mesma e emplacar uma
sequência de bons resultados é quase que obrigação para tranquilizar o ambiente
e promover a manutenção da estrutura no Ninho do Urubu.
Além
da pressão interna, o Flamengo lida com uma sequência de protestos da torcida.
Foi assim no desembarque após a derrota por 2 a 0 para o Sport e também na
última sexta-feira (9), quando cerca de 200 torcedores foram ao centro de
treinamento para uma manifestação mais robusta e que contou até com gás de
pimenta e balas de borracha da Polícia Militar para controlar os ânimos. A
chegada em Florianópolis teve os dirigentes no centro das atenções, na terceira
manifestação em três dias.
O fato
é que o Flamengo precisa urgentemente da vitória. Após conversa com o comando
do departamento de futebol, o técnico Zé Ricardo deve fazer alterações no time.
A tendência é que o goleiro Alex Muralha seja barrado e dê lugar ao jovem
Thiago. Outro que pode ganhar uma oportunidade é o menino de R$ 164 milhões,
Vinicius Júnior. Ele foi testado no ataque rubro-negro.
Sem
Guerrero e Trauco, servindo à seleção peruana, Zé Ricardo trabalhou com as
permanências de Renê e Leandro Damião na equipe. O mistério existe e outras
mudanças podem ocorrer. Recuperado da cirurgia no joelho e após longa
recuperação, o argentino Conca foi relacionado pela primeira vez e pode estrear
pelo Rubro-negro. No momento difícil, o Flamengo conta com a experiência dos
mais velhos para tentar sair da crise e reencontrar o rumo perdido desde a
eliminação vexatória na Copa Libertadores.
“Passamos
um mês de maio bastante turbulento. Foram decisões seguidas. Até o San Lorenzo
estávamos passando ilesos, mas infelizmente perdemos. Tivemos um começo de
Brasileiro aquém do esperado, óbvio que existia uma pressão. Mas a cobrança é
dividida com todo mundo”, afirmou o veterano Juan.
“A
tabela é difícil e deixamos alguns pontos importantes no meio do caminho.
Acabamos punidos em alguns jogos de maneira mais rígida. Talvez a torcida
reconheça que podemos dar mais. Temos perdido pouco, mas há derrotas que
custaram muito, como a da eliminação na Libertadores. O fundamental é reagir,
pois o pessoal lá da frente está pontuando”, completou o zagueiro.

Compartilhe

O FlaHoje é um portal eletrônico de notícias voltado exclusivamente os torcedores do Flamengo. Nosso objetivo é mostrar as principais notícias com qualidade, rapidez e imparcialidade, focando notícias do nosso time favorito, o Rubro-Negro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.