sexta-feira, setembro 25, 2020
Início Notícias Como recusa de Alex Muralha já fez Jaílson ser campeão brasileiro.

Como recusa de Alex Muralha já fez Jaílson ser campeão brasileiro.

Foto: THIAGO CALIL/Photopress/Gazeta Press

ESPN: Quatro
anos antes de Palmeiras e Flamengo brigarem ponto a ponto pelo título do
Campeonato Brasileiro, a carreira de Jaílson mudou drasticamente por causa de
uma decisão de Alex Muralha.

O
atual goleiro flamenguista, que estava com 23 anos e atuava pelo Comercial-SP,
havia sido anunciado por empréstimo em julho pelo Oeste de Itápolis, após a
equipe ter estreado com duas derrotas seguidas e ter levado seis gols na Série
C.
“Ele
acabou não gostando da conversa. Eu não sei a razão. Ele pediu uns dias para
resolver algumas pendências. Nós dissemos que não poderíamos e que precisávamos
de alguém para ontem”, contou Mauro Guerra, então diretor de futebol do
Oeste, ao ESPN.com.br.
Com a
recusa de Alex, que sequer estreou, foi trazido Jaílson, que tinha 30 anos e
jogava a Série B pelo Guaratinguetá.
“Ele
era reserva no time porque o titular era o Fernando Leal, hoje no América-MG.
Mas se postou muito bem porque toda vez que entrava em campo resolvia nosso
problema”.
O
Oeste se recuperou durante a competição e conquistou o acesso para a Série B do
Campeonato Brasileiro. O atual arqueiro alviverde acabou entrando nas finais
diante do Icasa-CE e foi campeão. Teve atuação destacada no empate por 0 a 0
fora de casa e na vitória por 2 a 0 em Itápolis.
“Jaílson
tem estrela porque foi bem demais nessas partidas e salvou nosso time. É um
predestinado. Acabou saindo na foto de campeão na hora de levantar o
caneco”.
“Ele
é um cara muito entusiasmado e otimista, esse é o ponto forte dele. Não é de
reclamar e por isso chegou onde está. Se dedica mesmo quando não está jogando,
nunca ficava triste. É um jogador de grupo, sempre alegre”.
Jaílson
ficou mais algum tempo em Itápolis e depois defendeu o Ceará antes de chegar ao
Palmeiras, em 2014. Ele ficou quase dois anos na reserva, mas com a lesão de
Fernando Prass e as atuações irregulares de Vagner virou titular.
Depois
de não acertar com o Oeste, Muralha virou ídolo no Comercial e por Shonan
Bellmare-JAP, Mirassol e Figueirense até chegar ao Flamengo neste ano. Na
Gávea, venceu a concorrência com Paulo Victor e até foi chamado por Tite para
as Eliminatórias para Copa do Mundo.
Apesar
de ver visto muitas situações diferentes no tempo em que trabalha no esporte, o
dirigente se surpreendeu com o destino dos arqueiros.
“No
futebol não se pode duvidar de nada. Às vezes em questão de meses se reverte a
vida de um jogador. É uma prova que precisa acreditar sempre. Nunca podemos
dizer que não acreditávamos neles, mas um chegar até seleção e outro ser
titular do Palmeiras foi algo muito grande”.
Mauro
torce para que os goleiros continuem brilhando com as camisas dos líderes do
Campeonato Brasileiro.

“A gente fica contente pelos dois, que são
jogadores que acompanho há muitos anos, e espero que tenham mais sucesso na
carreira”.

MAIS LIDOS

Conmebol nega pedido do Fla para inscrever mais dez atletas na Libertadores

O Flamengo sofre com o surto de contaminação pelo novo coronavírus instalado no clube. 16 jogadores pegaram Covid-19 nos últimos dias e a equipe...

Jair Ventura pede atacante do Flamengo pagando 100% do salário

O Flamengo possui um dos times mais qualificados do futebol sul-americano. Com tamanha qualidade técnica, é certo que muitos jovens atletas não terão a...

Cada um pensando em seu próprio umbigo

Muito do que tem acontecido nas últimas horas no futebol brasileiro serve para reforçar algo que já é histórico em relação a nossos dirigentes:...

Dirigente espera poder contar com atletas infectados na quarta

O Flamengo está passando por um surto de covid-19 em seu elenco. Ao todo, são 23 casos, inclusive entre comissão técnica e dirigentes. O...