Concessionária cobrará consumo de energia de jogos no Maracanã.

Por: Fla hoje

Foto: Gilvan de Souza/Flamengo

LANCE:
A Concessionária Maracanã, consórcio liderado pela Odebrecht que é responsável
pela gestão do Complexo Maracanã, irá cobrar o consumo de energia das partidas
oficiais e amistosas que foram realizadas nos meses de novembro e dezembro no
estádio. Nesse período, foram realizadas partidas de Flamengo e Fluminense pelo
Brasileirão 2016, além de jogos festivos em dezembro, como o Jogo das Estrelas
comando por Zico. Segundo a Concessionária, a cobrança será em relação aos
responsáveis pela liberação do estádio para tais eventos.

Em
comunicado divulgado na noite desta terça-feira, o consórcio liderado pela
Odebrecht aponta ainda que solicitou à Light a transferência das contas dos
meses de setembro e outubro de 2016 para o CNPJ do Comitê Rio-2016. Segundo a
companhia, os valores dos dois meses de consumo de energia no Complexo somam R$
1,8 milhão e ainda estavam no CNPJ da Concessionária. Em relação à dívida, o
Comitê Rio-2016 diz que já negociou o parcelamento dos valores junto à Light.
Outro
tem abordado na nota da Concessionária Maracanã foi em relação à disputa das
empresas que pretendem adquirir a administração do Complexo. Estão na disputa
os grupos Lagardère e CSM.
Segundo
o consórcio, o governo do estado do Rio ainda não enviou os dados com a
liberação da habilitação das empresas interessadas na gestão do estádio e que
são necessários para dar continuação no processo de venda do controle acionário
do Maracanã.
Veja abaixo o comunicado da Concessionária
Maracanã.
A
Concessionária Maracanã S.A. informa que solicitou à Light a transferência das
contas de energia elétrica em atraso dos meses de setembro e outubro de 2016
para o CNPJ do Comitê Rio 2016. As dívidas destes dois meses somam R$ 1,8
milhão e ainda estão registradas no CNPJ do Maracanã.
A
Concessionária também iniciou negociações com a Light para a quitação dos
valores de novembro e dezembro de 2016. A Concessionária reitera que, como só
reassumiu o complexo em 18 de janeiro de 2017, vai cobrar o consumo de energia
das partidas oficiais e amistosas realizadas no complexo esportivo neste
período dos responsáveis pela liberação do estádio para tais eventos.
A
Concessionária informa ainda que não recebeu do governo do estado do Rio os
dados com a liberação da habilitação das empresas interessadas em adquirir as
ações da controladora da Concessionária, responsável pela administração do
complexo esportivo do Maracanã. A habilitação das empresas interessadas
permitirá a continuação do processo de venda do controle acionário da
Concessionária Maracanã S.A.

MAIS LIDOS

Após vexame, Renato Gaúcho volta a falar do Flamengo e revolta torcedores

O Grêmio jogou na noite deste domingo diante do Palmeiras, em jogo válido pela final da Copa do Brasil. O time gaúcho não conseguiu...

Rei do Vexame: Renato Gaúcho vira alvo da torcida do Fla após vexame

O Palmeiras jogou na noite deste domingo diante do Grêmio, em jogo válido pela final da Copa do Brasil. O time paulista já tinha...

Abel Braga ainda reclama da arbitragem no jogo contra o Fla

Após vários trabalhos ruins seguidos, o técnico Abel Braga chegou sem muita expectativa no Internacional. Entretanto, ele conseguiu fazer um bom trabalho a seu...

Torcida se encanta com Ramon e mandam recado para Renê

O Flamengo jogou na noite deste sábado, diante do Macaé, em jogo válido pela 2ª rodada do Campeonato Carioca. O Rubro-negro conseguiu vencer com...