quinta-feira, outubro 1, 2020
Início Notícias Contratações Confira a situação dos emprestados pelo Flamengo.

Confira a situação dos emprestados pelo Flamengo.

GLOBO
ESPORTE
: Sanear as finanças do clube é a marca da atual gestão rubro-negra, e
uma das estratégias para se encontrar o alívio financeiro é o empréstimo de
jogadores – o Flamengo estima economia de R$ 7,4 milhões nessa solução. São 17
em tal situação. Dos “estrangeiros”, os atletas em maior evidência
atualmente são o meia Adryan e o zagueiro Welinton, atuando pelo Nantes, da
França, e Umm-Salal, do Catar, respectivamente. Quem está em crescimento é
Mattheus, do Estoril. Nesta segunda-feira, marcou os seus dois primeiros gols
com a camisa do clube português, na vitória por 3 a 1 sobre o Rio Ave. No
Brasil, os volantes Luiz Antônio e Jonas têm um início positivo por Sport e
Ponte Preta, o primeiro em relação a boas atuações, enquanto o outro por ser
titular absoluto, apesar de não ter se destacado. Confira abaixo a lista, com o
tempo de contrato e do período de empréstimo dos jogadores:

Foto: infoesporte
ADRYAN
Depois
de passar por Cagliari-ITA e Leeds United-ING sem brilho, o meia Adryan se
encontrou no futebol francês. Na atual temporada, soma 23 partidas – 18 como
titular -, com sete gols e duas assistências. Torcedores do Nantes já levam
bandeiras do Brasil em homenagem ao camisa 23. No último sábado, seu time foi
goleado por 4 a 1 pelo Rennes, mas foi dele o gol de honra.
WELINTON
Muito
contestado nos tempos de Flamengo e jogador que sempre contou com a simpatia de
Vanderlei Luxemburgo, o zagueiro Welinton mantém a mesma regularidade desde que
estreou pelo Umm-Salal, do Catar. Para se ter uma ideia, a liga está na 21ª
rodada. O jogador de 26 anos participou de 20 jogos e em todos na condição de
titular. De quebra, ainda marcou dois gols no campeonato local.
O
empréstimo de Welinton ao Umm-Salal vence em junho, e o contrato do defensor
com o Flamengo vai até dezembro de 2016.
MATTHEUS
O
filho de Bebeto chegou ao Estoril, de Portugal, em janeiro de 2015 e pouco
atuou. Mas na atual temporada, iniciada no segundo semestre do ano passado, o
panorama mudou. Já são 19 partidas – 11 como titular -, e os dois primeiros
gols saíram nesta segunda-feira, frente ao Rio Ave na vitória de sua equipe por
3 a 1. O empréstimo de Mattheus chega ao fim no mesmo dia em que seu contrato
com o Flamengo se encerra: 19 de junho de 2016. Questionado se o Fla não deve
renovar com o atleta de 21 anos, o diretor executivo Rodrigo Caetano respondeu
“provavelmente”. A tendência é que o jovem siga seu caminho em outro
clube.
– Ele
demorou algum tempo para entrar na equipe do Estoril, mas agora já vai para 19
jogos e fez seus primeiros gols. Tem estado a melhorar muito e é uma aposta do
Rio Ave até o final da temporada – disse Bruno Fernandes, repórter do jornal
português “Record”.
LUIZ ANTONIO
Luiz
Antônio jogou os dez jogos do Sport no ano. Entrou no segundo tempo nos dois
primeiros e foi titular nos oito seguintes. O Leão não perde justamente há oito
jogos (cinco vitórias e três empates). Ele tem jogado bem e sua a entrada foi
fundamental para que o time, que começou muito mal (duas derrotas), se
arrumasse. Fez um dos gols da vitória de virada no clássico contra o Santa
Cruz.
Apesar
de estar jogando bem, Luiz Antônio é a primeira opção de Falcão para deixar o
time caso opte por deixar de jogar com três volantes. O técnico começou jogando
com dois, mas o time teve muitos problemas de lesões e por isso decidiu
reforçar a marcação no meio de campo.
JONAS
O
piauiense é titular absoluto desde que chegou. Já são sete jogos com a camisa
da Macaca. Pelo estilo agressivo, ganhou prestígio com a torcida da Ponte, mas
ainda mostra as mesmas deficiências dos tempos de Flamengo, principalmente com
a bola nos pés. Como a fase do time também não ajuda, tem tido pouco destaque
até aqui.
PAULINHO
Paulinho começou a temporada
como titular no Santos, mas, após virose, perdeu a vaga para Patito Rodríguez e
para Serginho posteriormente. Iniciou jogando nos três primeiros jogos do Paulistão,
mas foi substituído em todos. No último domingo, entrou no segundo tempo da
vitória por 2 a 0 sobre o Corinthians e participou efetivamente do segundo gol
de Ricardo Oliveira. O técnico Dorival tem o costume de elogiá-lo e dizer que
ele ainda precisa se adaptar ao esquema do Peixe, no qual joga mais aberto
pelos lados e não precisa buscar tanto as jogadas na defesa.
O
camisa 26 teve muito prestígio no início de sua trajetória no Flamengo,
sobretudo em 2013, quando foi um dos destaques na conquista do tri da Copa do
Brasil. Em 2014 pouco atuou e no ano passado acabou punido por ter ido a uma
festa após treino ao lado de Pará, Marcelo Cirino, Everton e Alan Patrick. É o
único do quinteto que acabou emprestado.
NOS CLUBES NOVATOS DE SÃO PAULO
O meia
Rodolfo, boa figura do Flamengo no
início de 2013, tem participação bem discreta com a camisa do Grêmio Osasco
Audax. Participou somente de três partidas, todas na condição de reserva.
No RB
Brasil desde o ano passado, Igor Sartori
começou como titular o Paulistão, na primeira rodada, contra o São Paulo (1×1),
mas posteriormente virou opção para o decorrer das partidas. Participou de
outras três, todas entrando no segundo tempo. No último domingo, na vitória por
2 a 0 sobre o São Bento, foi colocado em campo somente aos 46 minutos da etapa
final.
EM SANTA CATARINA
Os
velocistas Rafinha e Thomás tentam a sorte em Santa
Catarina, com as camisas de Metropolitano-SC e Joinville, respectivamente. O
primeiro tem sido elogiado justamente pelo estilo veloz. Estreou na terceira
rodada e partir de então não saiu do time titular, exceto na sétima, quando
estava indisponível para atuar. Companheiro de time e ex-parceiro de Flamengo,
Léo Moura o exaltou:
– Ele
ainda não fez gol, mas está de titular sim e jogando bem. Temos procurado
colocar a nossa parceria em prática e tem dado certo, ainda mais agora jogando
mais próximo da área com ele.
Thomás,
bem na campanha rubro-negra no Brasileiro de 2011, após empréstimos para
Siena-ITA, Ponte Preta e Seattle Sounders-EUA, ainda não emplacou. Atuou em
cinco partidas, todas como reserva, porém o clube aposta bastante nele.
LÉO
Destaque
no vice-campeonato do Atlético-PR na Copa do Brasil de 2013, competição em que
os curitibanos foram derrotados justo pelo Flamengo, o lateral-direito Léo
chegou ao clube em 2014 para esperar uma brecha do xará Léo Moura, mas não
vingou. Deu-se mal também em empréstimo ao Internacional e agora, de volta ao
Furacão, seu início de temporada é bem negativo: titular na vitória por 1 a 0
sobre o Fluminense, na estreia da Primeira Liga, acabou expulso após briga com
Fred e pegou cinco jogos de gancho.
Realizou
mais três jogos na equipe principal no Campeonato Paranaense: nenhum gol,
nenhuma assistência e nenhum cartão. É o reserva imediato de Eduardo hoje.
MUGNI
De
volta à Argentina no ano passado para tentar reencontrar seu melhor futebol no
país onde nasceu, Mugni em nenhum momento alcançou o status de protagonista no
Newell’s Old Boys. Na atual temporada, jogou quatro vezes, somente uma como
titular. Em 2015, disputou 13 partidas oficiais, 10 delas iniciando no time
principal.
ANDERSON PICO
Sem
chances no Flamengo desde que Jorge assumiu e não largou mais a titularidade na
lateral esquerda rubro-negra, Anderson Pico começou com sequência no Dnipro, da
Ucrânia. Em seus dois primeiros meses, fez oito jogos, apenas um como reserva.
Não atuava desde dezembro e voltou a campo no último sábado, participando dos
minutos finais da vitória sobre o Dínamo de Kiev por 2 a 0.
CÉSAR, BAGGIO E VITOR HUGO
César
chegou à Ponte Preta cercado de expectativa, mas sofreu lesão no tríceps logo
na primeira semana de treinos de Macaca. No último sábado, contra o XV de
Piracicaba, foi relacionado pela primeira vez, mas na condição de terceiro
goleiro.
O
atacante Douglas Baggio, emprestado ao Luverdense no último dia 23, ainda em
situação irregular, não estreou por sua nova equipe.
Vitor
Hugo tem contrato com o Flamengo até 31 de março, mesmo dia em que seu vínculo
com o Boavista se encerra. Ele não voltará ao Rubro-Negro.
RECIFE
Utilizado
por Jayme de Almeida na campanha da Libertadores 2014 pelo Flamengo, Recife,
cujo contrato com o Rubro-Negro vai até março de 2017, está em seu segundo
empréstimo. Após defender o Atlético-GO, agora veste o preto e branco do
Tupi-MG. Seu início é bastante irregular. Na estreia de sua equipe no
Campeonato Mineiro, o único jogo em que atuou 90 minutos, mas o América-MG
atropelou: 3 a 0. Voltou a ser titular na derrota por 1 a 0 para o Cruzeiro e
entrou no segundo tempo de outras três partidas. No último fim de semana, no
revés por 1 a 0 para o Villa Nova, ficou no banco, porém não entrou.

MAIS LIDOS

Lincoln brilha em partida que poderá ter sido a última pelo Fla

Diante de tantos desfalques, surgiu para Lincoln algumas novas oportunidades de aparecer no elenco. O jogador ainda possui 19 anos, é um jovem em...

Grata surpresa: Flamengo tem elenco maior do que imaginava

O cenário nos últimos dias era caótico, o Flamengo simplesmente não tinha time para entrar em campo. Ou será que tinha? Bem, a realidade...

Jordi Guerrero recebe eleogios da torcida: ”Fica”

A vitória do Flamengo por 4 a 0 foi muito comemorada pelos torcedores nas redes sociais. Com o resultado, o Fla se garantiu nas...

Libertadores: Gerson cutuca o Del Valle após goleada

O Flamengo jogou na noite desta quarta-feira diante do Independiente del Valle, em confronto válido pela Libertadores da América. O Rubro-negro não tomou conhecimento do rival, vencendo...