Flamengo apresenta Hakeem Rollins.

Por: Fla hoje

Foto: Gabriel Fricke

GLOBO
ESPORTE:
O Flamengo apresentou nesta quinta-feira em sua sede social na Gávea,
na Zona Sul do Rio de Janeiro, o primeiro reforço para seu elenco no ano de
2017. O pivô Hakeem Rollins, de 33 anos e 2,01m, fará sua estreia neste sábado
contra o Franca. Com larga experiência na Argentina, onde passou por Libertad
Sunchales, Regatas Corrientes e Instituto Atlético Central Córdoba, ele é o oitavo
americano na história do basquete rubro-negro. O último, que deixou saudades
nos torcedores, foi o também pivô Jerome Meyinsse.

Foram
três temporadas pelo clube e três títulos do NBB, mas o que conquistou a
torcida mesmo foi seu carisma e interação com o público. Amante de açaí,
Meyinsse chegou a criar uma torcida organizada chamada FLAçaí. Com postagens
engraçadas em suas redes sociais, virou queridinho e, recentemente, quando
esteve de férias no Brasil, ouviu inúmeros pedidos para voltar. Hakeem Rollins
espera seguir os passos do compatriota.

Conheço Jerome, sim. Ele sempre foi dessa forma, muito simpático. Mas eu também
sou (risos). Ele brinca bastante. Tento aprender a cultura, aprender a língua,
conhecer as pessoas como ele. Eu quero fazer isso. Somos similares em como
jogamos e fora de quadra. Também sou simpático, como ele – disse Rollins em
inglês (o jogador ainda não sabe português)
Atualmente,
Meyinsse joga pelo San Lorenzo de Almagro, na Argentina, e terá pela frente
competições importantes, como a Liga das Américas, da qual o Flamengo, pelo
menos até o momento, não irá participar por conta da suspensão da Confederação
Brasileira de Basquete (CBB) da Federação Internacional de Basquete (Fiba).
Além
da experiência no basquete argentino como a que Meyinsse vive agora, Hakeem
Rollins disputou a NCAA em sua terra natal pela Universidade de Washington, mas
nunca passou pela NBA. O jogador também tem passagem pelo SAV Vacallo Basset,
da Suíça. Nas três últimas temporadas pelo basquete argentino, teve média de 12
pontos, 8,5 rebotes e uma assistência por partida. Será sua primeira passagem
pelo NBB. E ele se mostrou ansioso para atuar.

Estou muito animado de estar nesse clube, de participar de uma Liga forte como
a brasileira. Vi alguns jogos e estou animado com esse novo desafio. Os times
que joguei na Argentina me deram experiência, são times fortes, mas eu não tive
a chance de ganhar um título ainda. Infelizmente. Mas eu quero fazer isso com
certeza. Na Argentina, o ritmo é mais lento. No Brasil, tem mais pick and roll,
transição e bolas de três, mas não é tão físico quanto na Argentina – explicou
o jogador ao lado de Alexandre Povoa, vice de esportes olímpicos do clube, e
Marcelo Vido, diretor executivo de basquete.
O
primeiro atleta dos Estados Unidos a integrar o time de basquete do Flamengo
foi David Teague, na temporada 2010/2011. Depois vieram David Jackson, hoje no
Vasco; Chris Hayes; Kojo Mensah; Tony Washan; Jason Robinson; e, por último,
Jerome Meyinsse.

MAIS LIDOS

Escalação do Flamengo contra o Macaé; veja quem deve jogar

O Flamengo joga neste sábado a sua segunda partida no Campeonato estadual. Após vencer o Nova Iguaçu no jogo da última terça-feira, o time...

Goleiro do Flamengo é anunciado pelo CSA

O Flamengo está se organizando pensando na próxima temporada. O Rubro-negro carioca tem hoje o elenco mais qualificado do futebol sul-americano e, por conta...

Flamengo irá economizar R$ 15 milhões com Arrascaeta e Rodrigo Caio

O Flamengo é o time mais rico do futebol brasileiro, porém, a temporada 2021 promete ser mais apertada. O clube já não tem a...

Salário gigante de Rafinha no Fla irrita torcida; veja os comentários

O Flamengo tem hoje um dos grandes elencos do futebol sul-americano. Porém, o Mais Querido continua atento ao mercado da bola, podendo fazer mais...