sábado, setembro 26, 2020
Início Notícias Contratações Flamengo planeja barca no final do ano. Veja lista!

Flamengo planeja barca no final do ano. Veja lista!

Jogadores que podem deixar o Flamengo em 2016 – Arte: FlaResenha.com

FLA RESENHA: Praticamente
garantido na Libertadores 2017, o Flamengo já discute permanências e chegadas
de reforços para a próxima temporada. Nomes como Chiquinho e Paulo Victor
dificilmente deverão permanecer. O primeiro, pelo baixo rendimento desde sua
contratação, e o segundo, pelo descontentamento no banco de reservas desde que
Alex Muralha agarrou a titularidade no começo do ano.

Já o
zagueiro Juan, que tem vínculo com o Flamengo até o final de 2016, terá sua
situação avaliada. Atualmente reserva de Réver e Rafael Vaz, o experiente
jogador ainda disputa posição com Alejandro Donatti e Léo Duarte. O caso é
discutido com paciência já que o jovem já mostrou seu valor e o Clube não quer
frear seu crescimento.
No
meio, Alan Patrick é o que mais preocupa. Apresentando regularidade e boas
atuações na temporada, o jogador vem surpreendendo Zé Ricardo. No entanto, seu
contrato expira no final do ano e o Shakhtar Donetsk descarta a renovação de
empréstimo. Com Clubes do Oriente Médio e da China interessados, os ucranianos
admitem vendê-lo pelo mesmo valor que o compraram, R$ 23 milhões. Porém, seu
valor de mercado gira em torno dos R$ 13 milhões. Com isso, a diretoria
comandada por Eduardo Bandeira de Mello estuda efetuar o pagamento (sua idade
também conta, apenas 25 anos), ou buscar outro meia no mercado. Nomes como
Montillo e Camilo agradam.

O nome de Márcio Araújo é um caso a parte. Com grande rejeição por parte da torcida, o volante tem contrato até dezembro de 2016. No entanto, o jogador agrada Zé Ricardo por sua velocidade e características. Além do mais, o condicionamento físico do jogador de 32 anos surpreende o CEP (Centro de Excelência e Performance) do Flamengo. Para se ter uma ideia, o jogador não se lesionou nenhuma vez na temporada e só ficou fora de partidas quando poupado. Porém, a reserva de Gustavo Cuéllar incomoda seu Empresário, que já chegou a conversar com o Boca Júniors.

A principal situação discutida internamente é o de Marcelo Cirino. Com
contrato até dezembro de 2017, o Rubro-Negro ainda deve pagar a Doyen Sports o
equivalente a R$ 13 milhões. Caso contrário, o jogador poderá ser negociado e o
Clube embolsar apenas 20% do seu passe – mas isso se vendido por tal quantia, caso
contrário, a diretoria ainda terá de desembolsar a diferença ao fundo de
investimentos.
Gabriel
tem tido oportunidades devido ao seu comprometimento tático na marcação,
enquanto Fernandinho mostrou estrela em alguns jogos, mas não foi o suficiente
para convencer a diretoria de sua permanência. O atacante está emprestado pelo
Grêmio até o final do ano.
Já Emerson
Sheik é um caso à parte estudado pela diretoria. Com vínculo até dezembro, o
jogador teve uma temporada muito abaixo do esperado e, para permanecer, deverá
reduzir seu salário consideravelmente. A seu favor, pesa a experiência em Libertadores.
Porém, a tendência é deixar o Clube, mesmo contra sua vontade.
Na
posição, Everton é o de situação mais cômoda. Com contrato até dezembro de
2017, o jogador tem sido titular absoluto desde que Zé Ricardo assumiu o
comando e deve permanecer.
*Matéria
de www.FlaResenha.com

MAIS LIDOS

Flamengo pode ganhar até 8 reforços contra o Del Valle

O foco do Flamengo no momento é na disputa do próximo jogo pelo Campeonato Brasileiro, onde o Rubro-negro irá medir forças diante do Palmeiras....

Fla hoje: Zagueiro se aproxima de deixar o Flamengo

É de conhecimento de todos a excelente categoria de base que o Fla hoje possui. Nos últimos anos, Vinicius Junior, Reinier e Paquetá foram...

Demissão de funcionário revolta torcida do Fla; veja os comentários

O torcedor flamenguista ver mais notícias sobre o extra campo do Fla do que dentro de campo. Na noite desta sexta-feira, foi notificado que...

Vice-Presidente do Fla crítica CBF por manter partida

O Flamengo tem 16 casos de covid confirmados dentro de seu plantel, fato que não parece significar muito para a CBF. Isso sem contar...