ESPN –
Diferentemente do que se comenta no Palmeiras, Alexandre Mattos garante que
quer renovar com Valdivia, apesar de a primeira proposta ter incomodado o
chileno, e enxerga no meia a mesma vontade. Mas o diretor de futebol já se
antecipa pedindo compreensão caso o contrato do jogador mais caro do elenco não
seja renovado em agosto.

“O
Valdivia está conhecendo o projeto novo, escutou o Palmeiras, não está fazendo
exigências cabulosas nem de tratamento diferenciado ou nada para permanecer. O
próprio presidente já disse que a ideia é que ele encerre a carreira aqui e é o
que tentamos fazer. Caso a gente não consiga, não tem nenhum tsunami,
mercenário, incompetente ou mau caráter. São profissionais, e ciclos passam ou
permanecem. A vida é assim, tudo dentro de uma normalidade”, disse o
dirigente à rádio Transamérica.
Valdivia
já usou seu Twitter para criticar Alexandre Mattos e, após dar entrevistas
ameaçando jogar em outro clube brasileiro caso se sinta “sacaneado”,
parou de falar sobre a renovação. O diretor, por sua vez, garante ter bom
relacionamento com o camisa 10, em quem enxerga clara vontade de permanecer.
“É
um profissional que vem cumprindo rigorosamente com o que vem sendo passado, em
questão de tratamento, manutenção e treinamento, dedicando-se como todos os
outros, da forma que exigimos. Todas as vezes em que nos direcionamos para
qualquer tipo de conversa, o desejo dele de permanência e contribuir é claro,
nítido. Percebemos isso olhando no olho. O Valdivia realmente quer participar
desse projeto”, contou.
O
dirigente até admite dificuldade financeira na negociação. O chileno não quer
assinar um contrato por produtividade (recebendo mais de acordo com sua
frequência nos jogos), uma exigência do presidente Paulo Nobre, e teve acesso à
primeira proposta feita ao seu pai, seu representante nas conversas, na qual o
clube lhe oferece um salário fixo que representa 25% do que ganha atualmente –
se jogar todas as partidas no mês, receberia cerca de metade dos seus
vencimentos atuais.
Com a
dificuldade na negociação, o Flamengo já realizou sondagens e o Cruzeiro
manifestou interesse no meia, mas Mattos não vai liberá-lo agora.
“É
um jogador que o Palmeiras quer contar, não tem nenhuma negociação com o
Cruzeiro ou qualquer outra equipe. Quero ter todo grande jogador no meu time, e
não quero de maneira nenhuma que ele saia para reforçar outro time”,
avisou, mais preocupado em fazer o camisa 10 jogar – só atuou três vezes neste
ano, nenhuma delas por mais de 45 minutos.
“Indiscutivelmente,
é um excepcional jogador. Talvez um dos melhores meias em atividade. Tem o
potencial de, realmente, resolver coisas difíceis, fazer jogadas que só ele tem
qualidade. Não tenham dúvida de que estamos cuidando dele, tentando blindá-lo
da melhor maneira possível e lhe dando tranquilidade para desempenhar dentro de
campo como pode. O Valdivia tem o espaço dele já há algum tempo dentro do clube
e respeitamos isso. Mas ele mesmo quer dividir a responsabilidade e hoje
confiamos em outros grandes jogadores com capacidade para isso”, apontou.