quinta-feira, outubro 1, 2020
Início Notícias Contratações "Quando apareceu o Flamengo eu nem pensei", diz Kayke.

“Quando apareceu o Flamengo eu nem pensei”, diz Kayke.

Globo
Esporte – Após os dois clubes chegarem a um acordo sobre a multa de liberação,
o atacante Kayke assinou a rescisão com o ABC na manhã desta quinta-feira. O
novo reforço do Flamengo esteve no centro de treinamento do Alvinegro para se
despedir dos companheiros e da comissão técnica, e deve seguir para o Rio de
Janeiro ainda nesta quinta. Depois de sete meses em Natal, o vice-artilheiro da
Série B retorna ao clube que o revelou e confessou que é um sonho voltar a
compor o setor ofensivo do Rubro-Negro.
– Eu
não tinha nem projeção de estar voltando para um time grande como o Flamengo.
Foram muitas propostas de vários times, mas quando apareceu o Flamengo eu nem
pensei. Não era um objetivo e, sim, um sonho distante. Eu achava que teria
passar por alguma etapa ainda antes de chegar lá, mas Deus me abençoou dessa
forma e agradeço ao ABC por isso. Joguei 12 anos pelo Flamengo, atuei algumas
vezes em 2007 e hoje eu estou voltando para continuar essa história – contou o
novo centroavante do Fla em entrevista coletiva.
No
Flamengo, Kayke será o reserva de Paolo Guerrero, uma vez que é centroavante e
os demais atacantes do grupo rubro-negro atuam mais pelas pontas. Sobre a
concorrência, que ainda tem Emerson Sheik e Marcelo Cirino, o atacante disse
estar tranquilo.
– Na
minha carreira nada foi fácil. Não estou pensando muito nisso. Estou pensando
em fazer uma coisa de cada vez. Espero chegar, ajudar da melhor forma e buscar
meu espaço de acordo com meu desempenho. No futebol é assim. Da forma que você
for produzindo, vai conseguindo as oportunidades. Eu confio muito no futebol –
declarou.
Na
coletiva de despedida, Kayke agradeceu ao ABC e à torcida alvinegra pelo
período que passou no clube. Apesar de não conquistar nenhum título, conseguiu
se destacar como um dos artilheiros do Brasil jogando com a camisa 9 do time de
Natal.

Queria agradecer publicamente ao ABC, a cada um dos funcionários que aqui
trabalham. Queria agradecer também aos jogadores que fazem parte da minha
conquista pessoal; se eu estou voltando ao Flamengo eles fazem parte dessa
história. Estou indo embora muito feliz por tudo que consegui fazer pelo ABC.
Quero agradecer ainda torcida que sempre me apoiou e eu desejo muita sorte ao
ABC. Espero que o time saia dessa situação – disse.
20 gols no ano
Kayke
chegou ao ABC em janeiro, sob o olhar desconfiado dos torcedores, que clamavam
pelo título estadual no ano do centenário. O início do camisa 9 no Alvinegro
foi irregular. Embora conseguisse balançar as redes, ainda ouvia críticas das
arquibancadas – o que também é normal para a posição. A equipe abecedista não
venceu o primeiro turno. Mas a maré virou com a chegada do técnico Josué
Teixeira, o ataque decolou, o ABC conquistou o returno invicto e Kayke se
sagrou artilheiro do estadual com 12 gols – sendo eleito ainda o craque do
campeonato.
Kayke
não levantou a taça de campeão estadual, é verdade, mas se destacou nas
primeiras rodadas da Série B do Brasileirão. Marcou oito gols e ganhou
notoriedade entre os artilheiros do Brasil, ficando atrás apenas de Robert, do
Vitória, e Ricardo Oliveira, do Santos. Atualmente, o atacante figura na terceira
posição do ranking nacional, com 20 gols no ano, e é vice-artilheiro da
Segundona.
Com o
ABC em crise, sem vencer no Estádio Frasqueirão há 12 jogos, parte da torcida
usou a violência para protestar contra o clube, que figura na zona de
rebaixamento do Brasileiro. Após a derrota para o lanterna Ceará, no fim do mês
passado, integrantes de uma organizada do Alvinegro depredaram carros no
estacionamento dos jogadores, inclusive o de Kayke. Depois do incidente, o
centroavante se mostrou indignado e desconfortável para seguir no elenco
abecedista.
Na
terça-feira, o ABC revelou a negociação com o Flamengo e o diretor de futebol,
Marcelo Abdon, admitiu que o clube potiguar havia reduzido o valor da multa
rescisória para adiantar a saída do jogador. O Alvinegro só aguardava o
comprovante do pagamento da multa para liberar o atleta.
Depois
de ser sondado por times da Série A, como Santos e Corinthians, e ter recebido
proposta para jogar no futebol árabe, Kayke optou por voltar ao Flamengo, clube
onde atuou por 12 anos nas categorias de base marcando mais de 200 gols. Como
profissional na Gávea, Kayke fez apenas quatro jogos no Fla, todos disputados
no Campeonato Brasileiro de 2007, à época aos 19 anos.

MAIS LIDOS

Audiência do Flamengo no SBT vence a Globo; veja os números

O Flamengo jogou na noite desta quarta-feira diante do Independiente del Valle, em confronto válido pela Libertadores da América. Diferentemente do jogo de ida...

Torcedores invadem perfil do Del Valle e devolvem provocações após goleada

O Flamengo entrou em campo na noite desta quarta-feira, em jogo válido pela Libertadores da América. O torcedor do Rubro-negro ficou preocupado com o...

Flamengo se impõe e atropela Del Valle em noite de classificação garantida; veja as notas

O Flamengo entrou em campo diante do Independiente Del Valle, mais uma vez todo remendado. Mas a presença dos garotos do sub-20 parece não...

Com novidades: Escalação do Flamengo contra o Del Valle

O Flamengo entra em campo na noite desta quarta-feira em jogo válido pela Libertadores da América. O confronto colocará frente a frente o atual...