domingo, setembro 20, 2020
Início Notícias Contratações UOL continua insistindo em Luxemburgo no São Paulo.

UOL continua insistindo em Luxemburgo no São Paulo.

UOL – O
presidente do São Paulo, Carlos Miguel Aidar, se irritou com respostas evasivas
e desistiu da negociação com o argentino Alejandro Sabella. Não há, neste
momento, um projeto definido sobre a contratação de um treinador. Mas há uma
nova lista de candidatos, traçada pela diretoria entre desejos de Aidar e do
vice-presidente de futebol Ataíde Gil Guerreiro. E, neste momento, a ideia que
mais agrada e que parece mais próxima de um desfecho positivo é permanecer com
Milton Cruz como interino até o meio do ano para contratar o argentino Jorge
Sampaoli, da seleção chilena, após a Copa América. No mesmo prazo, o português
André Villas-Boas e Cuca também são citados.
De
quinta-feira (23) para esta sexta-feira (24) o nome de Vanderlei Luxemburgo
perdeu força. Não porque a diretoria do São Paulo passou a gostar menos, mas
porque o acordo com o treinador é hoje menos provável. Segundo pessoas próximas
do presidente, Aidar foi aconselhado a não entrar em disputa pública com o
Flamengo, com o qual Luxemburgo tem contrato até o fim do ano. Nos últimos
dias, segundo o relato, Aidar conversou com o presidente flamenguista Eduardo
Bandeira de Mello e foi questionado sobre o assunto. Membros da diretoria
são-paulina que não estão no departamento de futebol e são favoráveis à
contratação de Luxemburgo afirmam que Aidar disse na quinta-feira que, por
respeito a Bandeira de Mello, não irá mais negociar com o técnico do Flamengo.
Mas
tudo isso pode mudar se Vanderlei Luxemburgo deixar o cargo no Flamengo, seja
por vontade própria ou por iniciativa do clube. Se estiver desempregado, o
treinador deverá receber uma proposta do São Paulo. O nome não está descartado.
Durante
a última semana Carlos Miguel Aidar foi pressionado por dirigentes são-paulinos
a desistir de Alejandro Sabella, que insistia em pedir mais tempo para
responder à consulta, por priorizar a possibilidade de comandar um clube na
Inglaterra a partir de julho. Desde a última segunda-feira, o único defensor da
ideia de aguardar o argentino entre a cúpula são-paulina era o vice de futebol
Ataíde Gil Guerreiro. Dentre quase todos os outros integrantes da diretoria,
Luxemburgo era o nome mais querido.
André Villas-Boas e Cuca
A
vitória sobre o Corinthians e a consequente classificação às oitavas de final
da Copa Libertadores aliadas à mudança de postura em relação a Vanderlei
Luxemburgo resultam em um cenário que favorece, neste momento, a ideia de
esperar até o meio do ano para contratar o substituto de Muricy Ramalho. Assim
como Sampaoli, citado publicamente como uma das quatro opções – além de
Sabella, Luxemburgo e Abel Braga –, entram neste cenário André Villas-Boas e
Cuca.
O
português que atualmente treina o Zenit, da Rússia, negociava desde o início de
2015 com Ataíde Gil Guerreiro a possibilidade de assumir o São Paulo em janeiro
de 2016, caso Muricy não quisesse renovar o contrato. “Se em dezembro o
Muricy não quisesse continuar, nós tínhamos acertado com ele [Villas-Boas] a
intenção de ele vir para o Brasil desde que a gente acertasse as bases
salariais”, disse Ataíde Gil Guerreiro, ao UOL Esporte, no último dia 17.
Neste momento, segundo dirigentes de fora do departamento de futebol,
Villas-Boas volta a ser cotado porque poderia esperar o fim da temporada
europeia para assumir – última rodada do Campeonato Russo acontece já no dia 30
de maio, e o Zenit foi eliminado nesta quinta-feira da Liga Europa.
Para
contratar Villas-Boas, porém, o entrave financeiro seria maior do que com
qualquer outro candidato. O patamar salarial do português que já passou pelo
Chelsea, da Inglaterra, é muito superior ao de Sampaoli, por exemplo. Ele
também ainda tem contrato até junho de 2016 com o clube russo.
Cuca
foi um nome pedido por dirigentes do São Paulo ao presidente Carlos Miguel
Aidar na noite da última quarta-feira. E segundo quem conversou com Aidar, a
sugestão foi bem recebida. Cuca, no entanto, atualmente está no Shandong
Luneng, da China, e tem uma multa rescisória milionária que o impede de deixar
o clube antes do fim de junho. A partir do segundo semestre, no entanto, a
liberação é muito mais fácil – a informação é confirmada por quem trabalha com
Cuca.
Possibilidades antes de junho


pontuais situações de mercado que, se aparecerem, devem fazer o São Paulo
repensar a ideia de esperar até o meio do ano para contratar um treinador. Além
da já citada hipótese de ter Vanderlei Luxemburgo livre no mercado, os nomes de
Marcelo Oliveira, do Cruzeiro, Levir Culpi, do Atlético-MG, e Tite, do
Corinthians, instigariam o São Paulo a tentar negociação se deixassem os cargos
que hoje ocupam. Os três nomes são citados por quem está próximo de Aidar na
diretoria. O São Paulo tem consciência que é improvável que qualquer um deles
deixe o emprego atual antes do fim do ano.

MAIS LIDOS

Thuler titular: Torcedores pedem oportunidades ao zagueiro

O Flamengo vem de uma dura derrota para o Independiente del Valle. No jogo contra os equatorianos, pela Libertadores da América, o sistema defensivo...

Perfil diz que Jorge Jesus aceitaria retornar ao Fla num cenário

O torcedor do Flamengo estava torcendo para Dome Torrent conseguir fazer com que o Flamengo continuasse jogando um futebol de alto nível. Entretanto, isso não aconteceu....

Flamengo terá que abrir os cofres caso demita Domenec

Domenec Torrent está por um fio de ser demitido do Flamengo, uma nova derrota diante do Barcelona de Guayaquil será o fim precoce de...

Diego Alves deve renovar o seu contrato com o Flamengo

O Flamengo possui um dos grandes elencos do futebol sul-americano. Mesmo com a sequência de títulos, o Rubro-negro conseguiu se segurar e manteve os...