Convocado pelo Uruguai , Arrascaeta pode ser liberado com antecedência por conta da final da Libertadores

O Flamengo montou, em 2019, um dos melhores elencos da história do futebol brasileiro. Os resultados comprovam isso: campeão carioca, o Rubro-Negro tem ampla vantagem na liderança do Brasileirão, já bateu todos os rivais diretos com sobras e voltou à final da Libertadores após 38 anos. O caminho, porém, tem seus percalços: com elenco tão estrelado, o Mais Querido passou a ver as datas FIFA – e as convocações das seleções – como pedras no caminho. No próximo mês, porém, a Nação pode ter um pouco mais de tranquilidade.

Neste sábado (26), o jornalista uruguaio Carlos Bardakian afirmou que Arrascaeta, convocado pela seleção uruguaia, só deve atuar em um dos dois jogos programados pela Celeste Olímpica para o mês de novembro. O técnico Óscar Tabárez montou lista para jogar nos dias 15 e 19 de novembro e chamou o meia rubro-negro, mas deve poupá-lo da segunda partida. Isto ajudaria na preparação para a decisão da Libertadores: o craque chegaria antes a Santiago – e com menos desgaste.

Por causa da final da Libertadores, o Rubro-Negro não teve nenhum jogador convocado por Tite para a Seleção Brasileira. Os amistosos internacionais acontecem poucos dias antes da decisão continental, que está marcada para o dia 23 de novembro.

Arrascaeta teve participação fundamental nas semifinais da competição. Apesar de ter sofrido lesão no jogo de ida, conseguiu se recuperar a tempo da volta e foi participou dos lances de dois gols cinco gols. Primeiro, cobrou escanteio que resultou em gol de Gabigol. Depois, – novamente em cobrança de canto – colocou a bola na área para que Pablo Marí, de cabeça, marcasse o quarto tento rubro-negro.

O uruguaio é um dos mais importantes jogadores do Flamengo na temporada. Mesmo tendo enfrentado lesões e um breve período como reserva, Arrascaeta tem 14 gols e 12 assistências com o Manto Sagrado em 2019. Com estes números, ele já superou seu último ano pelo Cruzeiro, quando teve 13 gols e 10 assistências.

Por: Coluna do Fla

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.