quarta-feira, setembro 23, 2020
Início Notícias Cristóvão reclama de perseguição, e estatística o defende.

Cristóvão reclama de perseguição, e estatística o defende.

Globo
Esporte – A fala mansa e o discurso sereno para tratar de vitórias ou derrotas
do Flamengo compõem um comportamento praticamente imutável de Cristóvão Borges.
Mas abordar a opção por três volantes realmente faz o técnico franzir a testa e
torcer o nariz. Não por ter de explicar a escolha, algo que já havia feito
detalhadamente no último dia 31, mas em função de se julgar perseguido por uma
pessoa que, em sua visão, o critica premeditadamente.

Fala-se nos três volantes como se fosse o grande câncer, o mal do futebol. A
gente vê grandes equipes jogando assim. Antes de eu estar aqui, o Flamengo
jogou 12 partidas dessa forma. Não sei por que bate-se tanto de forma estranha
e fala-se tanto nisso. A mim causa um pouco de estranheza. Quando cheguei,
perdi mais do que ganhei. Não estou ganhando, não falei nada. O time começou a
ganhar e não mudou nada. Estou falando especificamente de algumas críticas.
Continua uma coisa que parece pessoal, diária – desabafou.
O
técnico foi muito vaiado após o empate por 2 a 2 com o Santos, no último
sábado. O ápice dos protestos deu-se quando Everton pediu para sair aos 48
minutos do segundo tempo, após perder chance que poderia ter dado a vitória ao
Flamengo. Logo surgiram os gritos de “burro”.

Tenho certeza que vocês acharam estranho (os gritos). São críticas
sistemáticas, e há a preparação de um ambiente para isso. A torcida do Flamengo
está lá, cobra e quer que ganhe. O jogador pede pra sair faltando um minuto e
eu que sou burro? É ambiente que está sendo preparado faz tempo. É real e
estranho.
Apesar
de toda a celeuma diante do fato, as estatísticas provam que jogar com três
volantes não é uma obsessão de Cristóvão. Em seus dois primeiros jogos, contra
Fluminense e Cruzeiro, utilizou apenas dois. São 14 partidas à frente do
Flamengo, e a divisão é igualitária: sete com três meio-campistas defensivos e
outros sete com dois. Saiu-se melhor com equipe mais fechada: cinco vitórias e
duas derrotas (aproveitamento de 71,4%). Ao subtrair um de seus cães de guarda,
o retrospecto cai drasticamente: duas vitórias, quatro derrotas e um empate
(33,33%). Confira tabela abaixo:

MAIS LIDOS

Torrent desabafa após vitória do Flamengo

O Flamengo atuou na noite desta terça-feira diante do Barcelona de Guayaquil, em jogo válido pela quarta rodada da fase de grupos da Libertadores...

Jogadores comemoram vitória do Flamengo nas redes sociais

O Flamengo venceu o Barcelona de Gayaquil, na noite desta terça-feira, em jogo válido pela Libertadores da América. O Rubro-negro não fez uma das suas...

As notas da vitória do Flamengo em Guayaquil

Em partida complicada pela Libertadores o Flamengo conseguiu uma vitória super importante. Com gols de Pedro e Arrascaeta, o rubro-negro bateu o Barcelona de...

César é criticado pela torcida mesmo após vitória

Na noite desta terça-feira, o Flamengo jogou diante do Barcelona de Guayaquil, no Equador. O Rubror-negro foi a campo com diversos desfalques, inclusive no...