quarta-feira, setembro 23, 2020
Início Notícias Da goleada à queda: o calvário do Corinthians até rever o Flamengo.

Da goleada à queda: o calvário do Corinthians até rever o Flamengo.

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

GLOBO
ESPORTE
: O Corinthians que enfrenta o Flamengo neste domingo, às 17h (horário
de Brasília), no Maracanã, é muito diferente daquele que enfrentou o mesmo
rival há quase quatro meses, na tarde de 3 de julho, pela 12ª rodada do
Campeonato Brasileiro.

A
goleada por 4 a 0 na Arena Corinthians, sob comando de Cristóvão Borges,
representou a melhor atuação do Timão na competição nacional e credenciou a
equipe à briga pelo título. Desde então, porém, saídas de jogadores, problemas
políticos, duas trocas de técnico e a queda na Copa do Brasil deixaram o
ambiente tenso. E a vaga na Libertadores em risco.
Neste
domingo, Oswaldo de Oliveira tentará resgatar ao menos parte daquele futebol
vistoso de quatro meses atrás. Na época, o Corinthians ainda tinha fortes
resquícios do trabalho de Tite, que havia saído há poucas semanas para dirigir
a seleção brasileira. Agora, o papel de Oswaldo é reconstruir uma equipe
esfacelada pelas perdas.
– Nós
vamos trabalhar bastante. Vejo o time com potencial para melhorar, para vencer
a maioria das partidas que temos pela frente. À medida que for trabalhando,
jogando, identificando a melhor forma de jogar, procurando colocar em campo os
jogadores em melhores condições, aí sim vamos procurar nestes sete jogos dar
mais agressividade à equipe – receitou o técnico.
O
GloboEsporte.com lista abaixo os cinco principais pontos que fizeram aquele
time que goleou o Flamengo por 4 a 0 cair tanto de produção.
Distância da era Tite
A
goleada sobre o Flamengo foi apenas o quarto jogo de Cristóvão Borges no
comando do Corinthians. Na época, sua missão era mexer o mínimo possível no
legado de Tite. A cada jogo, porém, o técnico foi tentando dar sua cara ao time
– a missão deu errado. Com uma defesa mais exposta, o Timão começou a sofrer
mais gols, perder jogos e cair na tabela. Depois dos 4 a 0, o Corinthians
passou a ter o mesmo número de pontos do então líder Palmeiras, que venceria o
Sport no dia seguinte e voltaria à ponta isolada da tabela.
Mais um desmanche
Da
goleada ao reencontro com o Flamengo, o Corinthians negociou cinco jogadores e
fez Cristóvão Borges reinventar a equipe. Saíram Elias, Bruno Henrique, André,
Luciano e Maycon. Os três primeiros eram titulares no momento em que foram
negociados. Sem Bruno e Elias, principalmente, o Corinthians perdeu proteção na
marcação do meio-campo e qualidade na saída de bola. O time, mais uma vez,
sentiu o baque.
Falta de convicções
Em campo,
Cristóvão mostrou dúvidas em vários momentos e deixou transparecer que não
tinha o elenco nas mãos. Insistiu em substituições erradas, manteve Cássio no
gol mesmo em má fase – para não “perder” o goleiro – e viu o
Corinthians jogar cada vez menos. Fora de campo, a diretoria garantiu o técnico
até o fim do ano. Três dias depois, Cristóvão foi demitido por causa da derrota
para o Palmeiras.
Crise política
Antes
unidos, o presidente Roberto de Andrade e o ex-presidente Andrés Sanchez estão
cada vez mais distantes. A divisão respinga no futebol, que viveu uma crise
interna durante o processo de contratação de Oswaldo de Oliveira. O diretor
adjunto Eduardo Ferreira, ligado a Andrés, pediu para sair porque não foi
consultado sobre o nome do técnico. O vice-presidente André Luiz de Oliveira
vai tomar o mesmo caminho. Isolado no poder, Roberto bancou sozinho a chegada
de Oswaldo. O time sabe das confusões fora de campo.
Elenco no limite
Mesmo
com tantos problemas, o Corinthians avançou às quartas de final da Copa do
Brasil e venceu o jogo de ida contra o Cruzeiro. Na volta, porém, o desmanche
do elenco teve seu preço. Com poucas opções no banco, Oswaldo mal pôde mudar o
panorama da derrota por 4 a 2. Do outro lado, Mano Menezes – rejeitado por
Roberto de Andrade – conseguiu mudar seu time e buscar a vitória no segundo
tempo. Para o Timão, agora, só resta o Brasileiro.

MAIS LIDOS

As notas da vitória do Flamengo em Guayaquil

Em partida complicada pela Libertadores o Flamengo conseguiu uma vitória super importante. Com gols de Pedro e Arrascaeta, o rubro-negro bateu o Barcelona de...

César é criticado pela torcida mesmo após vitória

Na noite desta terça-feira, o Flamengo jogou diante do Barcelona de Guayaquil, no Equador. O Rubror-negro foi a campo com diversos desfalques, inclusive no...

Primeiro tempo do Flamengo encanta Rubro-negros; veja os comentários

Se baseando na última atuação do Flamengo, onde o Rubro-negro simplesmente foi atropelado pelo Independiente del Valle, poucos flamenguistas acreditavam que o primeiro tempo...

Saiu a escalação do Flamengo contra o Barcelona SC

O Flamengo joga nesta terça-feira, em jogo válido pela quarta rodada da fase de grupos da Libertadores da América. O Rubro-negro carioca não poderá...