Damião reencontra adversário de sua estreia pelo Flamengo.

Leandro Damião, atacante do Flamengo – Foto: Gilvan de Souza

GOAL: Leandro
Damião está prestes a completar um ano no Flamengo, e nesta quarta-feira (07)
reencontra o clube contra o qual fez a sua estreia pelo clube da Gávea. O
atacante, que apareceu em 2010 com pompas de futura estrela no ataque do
futebol brasileiro teve três excelentes temporadas no Inter, mas viu o seu
rendimento cair no quarto ano como colorado [2013] antes de decepcionar também
com a camisa do Santos.

Emprestado
ao Cruzeiro, em 2015, teve um início promissor na Raposa. Mas voltou a cair de
rendimento e quando o Real Bétis, da Espanha, acenou com o interesse em seus
talentos parecia ser a oportunidade ideal: o futebol espanhol, afinal de
contas, historicamente é um bom terreno para atacantes e meias brasileiros
terem uma primeira experiência no futebol europeu. Não foi o que aconteceu:
foram apenas três jogos como titular e nenhum gol.
Por
isso, quando o atacante fez a sua estreia no dia 13 de agosto do último ano,
contra o Sport Recife, na Arena Pernambuco, poucos torcedores esperavam ver
algo de bom do novo reforço. Quando saiu do banco de reservas para ocupar o
lugar de Marcelo Cirino, o Flamengo já perdia por 1 a 0. Faltavam pouco mais de
20 minutos para o término do encontro e o camisa 18 não conseguiu fazer quase
nada. Estreia com derrota, em um jogo duro.
As
suas participações seguintes, no entanto, aumentaram a expectativa de uma
torcida conhecida pelo extremo otimismo: contra o Grêmio, converteu pênalti
apitado após mão na bola de Geromel na vitória por 2 a 1. Foi também da marca
da cal que o centroavante saiu do banco para garantir outros três pontos no
triunfo, fora de casa, por 3 a 1 sobre a Chapecoense. Chegou até mesmo a ganhar
chances mais constantes na equipe titular, mas não entregou de volta um bom
futebol. Inclusive, perdeu um pênalti contra o Figueirense – que só não foi
dramático pela vitória por 2 a 0.
No
final da temporada, em 15 partidas de Brasileirão anotou apenas 3 gols. Seu
principal concorrente na função de reserva imediato de Paolo Guerrero no
ataque, Felipe Vizeu, anotou 5 tentos no mesmo número de jogos – ainda que
tenha tido 808 minutos em campo contra 689 de Damião.
Em
2017, Damião vem se mostrando mais prolífico em relação à jovem revelação do
ataque rubro-negro. Mas há ressalvas a serem feitas. Afinal de contas, se leva
vantagem nos gols marcados [5 contra 2 de Vizeu] teve mais tempo em campo [666
frente a 440]. Entretanto, os números são referentes a todos os torneios
disputados. Quatro dos tentos de Damião foram anotados no Campeonato Carioca,
sendo que três deles frente à frágil Portuguesa da Ilha. Os gols de Vizeu
também foram no estadual, mas se mostraram mais decisivos [1 a 0 sobre o
Resende e 1 a 1 contra o Volta Redonda].
Leandro
Damião também já deixou a sua marca neste Brasileirão, ao anotar o segundo gol
nos 3 a 0 sobre o frágil Atlético-GO. Aos 27 anos, idade que geralmente marca o
auge físico e técnico de um atleta, ele não decepciona o torcedor que avaliava
os seus feitos nos anos anteriores. E isso não deixa de ser algo negativo para
alguém que já mostrou ter muita qualidade.
Por
isso nesta quarta-feira (07), no primeiro jogo do Flamengo sem Paolo Guerrero
(estrela do ataque comandado por Zé Ricardo), Leandro Damião deverá receber,
exatamente contra o adversário de sua estreia, uma oportunidade para se colocar
como suplente imediato do peruano e tomar a vaga de Vizeu. Será mais uma,
dentre tantas chances que o centroavante que encantou o Brasil com seus
primeiros gols terá. Se chegou para ser sombra, não pode ser eclipsado.

Compartilhe

O FlaHoje é um portal eletrônico de notícias voltado exclusivamente os torcedores do Flamengo. Nosso objetivo é mostrar as principais notícias com qualidade, rapidez e imparcialidade, focando notícias do nosso time favorito, o Rubro-Negro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.