O Flamengo tem partida decisiva hoje na Copa do Brasil. Diante do Athletico-PR e com vantagem considerável conquistada na primeira partida, o Flamengo precisa simplesmente “virar a faca” para se classificar. É claro que o respeito ao adversário é sempre uma obrigação dentro de campo. Mas fora dele, é impossível imaginar e aceitar a possibilidade de eliminação hoje.

O Athletico vive uma temporada péssima, tem um elenco muito limitado e que hoje ainda terá nove desfalques.

Apesar de ter o retorno de sua dupla de zaga titular, o Athletico terá problemas nas duas laterais. Aliás, já é um padrão da equipe na temporada. O Flamengo poderá se dar bem forçando jogo pelas pontas. Mas além das pontas, o Athletico também estará desfalcado no meio, Citadini, considerado por muitos o melhor da equipe, não joga.

Com um meio sem sua principal peça e com qualidade duvidosa, teoricamente o Flamengo também deverá ter o domínio da posse de bola. Apesar de ter vantagem no meio e nas pontas, o Flamengo precisa ficar atento a velocidade de Carlos Eduardo e ao poder de finalização de Walter. Se o Athletico pode surpreender hoje, provavelmente seria com esses dois jogadores.

A aposta em zagueiros mais rápidos e seguros por parte do Flamengo, poderia diminuir ainda mais as chances paranaenses. A escolha por uma dupla da base não seria absurda, ainda mais pelo futebol praticado por Gustavo Henrique e Léo Pereira.

A previsão para o jogo de hoje é de vitória do Flamengo, e apenas uma atuação desastrosa rubro negra e/ou perfeita do Athletico poderia mudar esse cenário. Mas seria vexame.

Leia também: Em busca de defesa mais sólida, Flamengo encara Athletico-PR

Veja também: Em coletiva na Gávea, Flamengo e ENS apresentam parceria para os esportes olímpicos