domingo, setembro 20, 2020
Início Notícias Diretor da base do Fla fala sobre estrutura.

Diretor da base do Fla fala sobre estrutura.

Nos últimos anos, o futebol de base do Flamengo tem ganhado uma ascensão cada vez maior. A conquista da Copa São Paulo Júnior de 2018, simultânea à boa campanha no Carioca, colocou em evidência o trabalho que vem sendo realizado com os Garotos do Ninho. O diretor das categorias de base do Fla, Carlos Noval, concedeu entrevista ao Globo Esporte, explicando alguns pontos do projeto e da evolução apresentada pelo rubro-negro.

Uma das perguntas feitas ao dirigente foi em relação ao investimento financeiro. Ao responder, Noval fez questão de destacar a grande mudança após a chegada do presidente Eduardo Bandeira de Mello ao clube, em 2013.
– Entramos em junho de 2010, convidados pela presidente Patrícia (Amorim), até para profissionalizar mais o departamento. Ano a ano isso veio evoluindo. Com a entrada do Bandeira realmente tivemos um salto muito grande […] Naturalmente as coisas andaram, melhorias de estrutura, tanto física quanto material humano, orçamento. Nos saímos de um orçamento de R$ 9 milhões, fomos evoluindo e hoje estamos entre R$ 15 milhões e R$ 17 milhões. Isso tudo contribui. Consequentemente você forma um jogador muito mais preparado para um alto rendimento.  O investimento subiu dentro da gestão dele (Bandeira). Eles tiveram grande mérito de terem entendido que a base é investimento, e estão com isso na cabeça, muito focados. Ele, Rodrigo Caetano, Fred Luz também. Temos um VP hoje, que é o Luis Gustavo, nos ajuda muito no processo. Só tende a cada vez mais melhorar e crescer o investimento.

Carlos Noval tem três Copinhas no currículo pelo Flamengo (Foto: Reprodução)Imagem: Reprodução Globo Esporte

Durante o bate papo com o GE, foi citada a postura do Fla para captar novos talentos. Um dos exemplos é o atacante Vitor Gabriel, destaque da última copinha, que foi revelado pelo Nova Iguaçu.
– Antigamente a gente quase não tinha essa rede de captação, então fomos implementando aos poucos. Hoje temos uma das melhores do país. São dez observadores espalhados pelo Brasil. Mas damos muito ênfase ao futsal, à entrada cada vez mais precoce de atletas. A busca incessante tem que ser lá embaixo […] Os jogadores começam desde muito cedo no futsal do Flamengo, o ponto de partida, mas nada impede de a gente estar procurando jogadores de meia confecção, como falamos, em clubes parceiros. Por isso toda essa cadeia de observação. Quando identificamos algum atleta, fazemos a prospecção e colocamos dentro do clube.
Por Coluna do Flamengo

MAIS LIDOS

Renato Gaúcho fala da goleada sofrida pelo Flamengo

O Flamengo está vivendo o seu pior momento na temporada. Após a saída de Jorge Jesus, o Rubro-negro investiu em Dome Torrent, entretanto, o...

Zagueiro do Del Valle revela pedido dos jogadors do Flamengo

O Flamengo foi humilhado pelo Del Valle na quinta-feira passada, em jogo da Libertadores da América. O Rubro-negro não viu a cor da bola e, por...

Entrevista de Marcos Braz não responde muita coisa

Marcos Braz deu sua entrevista coletiva neste sábado para falar sobre a derrota do Flamengo na quinta-feira e quais seriam as consequências dela. Mas...

Em coletiva, Braz banca permanência de Domenec

A tão aguardada coletiva de imprensa online de Marcos Braz na tarde deste sábado ocorreu a pouco, o tema principal, Domenec. Braz aproveitou a...