terça-feira, setembro 29, 2020
Início Notícias Dívida do Flamengo vem caindo de forma mais contida.

Dívida do Flamengo vem caindo de forma mais contida.

Livro
A Nação – O Flamengo publicou alguns dias atrás o Balanço Financeiro Trimestral
do 2º Tri de 2015.
Para
relembrar os resultados anteriores, revisite a análise detalhada dos números
referentes ao fechamento de 2014 (veja aqui) e a análise dos números do 1º Tri de 2015.
A
análise mais uma vez se debrçará sobre indicadores de estoque: Empréstimos de
Curto Prazo, Dívida e Razão Dívida/Receita Anualizada (indicadores de estoque
são um retrato de momento) e em indicadores de fluxo: Receita Total, Receitas
Brutas do Futebol e Resultado Líquido (os indicadores de fluxo são crescentes
no exercício, acumulando-se ao longo do ano até o resultado anual final).
Eu
havia dito na Análise do Balanço Financeiro de 2014: “o que mostra como a
situação, ainda que tendo melhorado bastante, está longe de ser tranquila é que
cresceram nestes dois anos tanto os Empréstimos com vencimento de curto prazo
(eram R$ 70,9 milhões no fechamento de dezembro de 2014), quanto o volume de
Contas a Pagar de curto prazo (eram R$ 51,8 milhões no fechamento de dezembro
de 2014). Estas duas rúbricas precisam ser atentamente acompanhadas nos
exercícios de 2015 e 2016”.
Estas
contas precisam ser monitoradas de perto, como termômetro da Saúde Financeira
do Flamengo. As contas a pagar de curto prazo estão estáveis, já os empréstimos
seguem em viés de alta! É nesta rubrica que cabe maior atenção! Ao fim do 2º
Tri 2015, eram R$ 55,9 milhões em empréstimos de curto prazo, bem próximo aos
R$ 53,7 milhões do fim do 1º Tri e bem abaixo dos R$ 70,9 milhões do fim de
2014, porém bem acima dos R$ 32,3 milhões verificados no fim de 2013.

Quanto
aos fluxos, notícias também muito boas! O nível de receitas do Flamengo
continua muito bom, mantendo o patamar de 2014, quando o clube passou a ser o
líder em receitas no futebol brasileiro.
O
Flamengo teve em 2014 a maior receita da história do futebol brasileiro: R$
334,3 milhões. A receita do 1º Tri 2015 já havia sido maior que a do 1º Tri
2014 (R$ 86,8 MM vs R$ 85,7 MM, um aumento de R$ 1,1 milhão). No 2º Tri, as
receitas líquidas fecharam em R$ 163,7 milhões, apenas R$ 1,2 milhão abaixo dos
R$ 164,9 MM do fechamento do 2º Tri do ano anterior. O Flamengo caminha a
passos largos para o Bi-campeonato Nacional em Receita. O caminho indica que as
receitas em 2015 deverão ser maior, ou na pior das hipóteses manterão o mesmo
excelente patamar, frente a 2014.

Abrindo
as receitas do futebol, vemos que elas cresceram de 2014 para 2015. As receitas
brutas, sem o desconto dos impostos pagos, fecharam o 2º Tri de 2015 em R$ 150
milhões, acima dos R$ 146 milhões verificados no mesmo período do ano anterior,
indicando que o fechamento de 2015 tende a ser próximo ao patamar de R$ 300
milhões já verificado em 2014 (muito acima dos R$ 178 MM de 2012 e dos R$ 240
MM de 2013).

Entretanto,
o gráfico abaixo mostra que a grande responsável pela melhoria de receita no
comparativo entre o 1º Semestre de 2015 frente ao mesmo período de 2014 foi a
TV, as receitas com transmissão cresceram R$ 10 milhões (R$ 76 MM no 2º Tri
2015 contra R$ 66 no 2º Tri 2014).

As
receitas de bilheteria tiverem leve queda em 2015 frente ao mesmo período em
2014. A ausência na final do Campeonato Carioca (em 2014 o Flamengo fez dois
jogos da final contra o Vasco) foi a grande responsável pelo delta negativo.
Uma análise complementar feita aqui no blog mostra que a grande quantidade de
jogos contra pequenos no meio de semana no Maracanã também tem grande parcela
de responsabilidade: veja aqui.

Já a
receita com patrocínio do futebol também subiu, R$ 3 milhões a mais do que o
verificado no mesmo período do ano anterior. Coroa o excelente trabalho de
marketing da diretoria. Com a crise econômica grave pela qual passa o país,
esta rubrica tende a sofrer nos próximos doze meses, mas é um problema que já
afeta a todos os clubes, que tendem a sofrer neste quesito mais do que o
Flamengo (muitos já estão sofrendo bastante).

Por
fim, as receitas com o Sócio-Torcedor, que caíram na comparação dos dois
primeiros trimestres de 2015 frente aos dois primeiros trimestres de 2014. Mas
é uma rubrica que os números já indicam que terão um forte crescimento a partir
do 3º Tri 2015, já que as adesões cresceram muito após as contratações de
Emerson Sheik e, sobretudo, Paolo Guerrero. O fechamento de 2015 tende a ser
superior aos R$ 30 milhões obtidos em 2014.

O
Resultado Líquido segue seu caminho de superávit. Em 2014 o Flamengo teve o
maior superávit do futebol brasileiro e o maior da história do clube. No 1º Tri
2015 o resultado superou em R$ 4,1 milhões o do 1º Tri 2014. No 2º Tri 2015,
porém, ficou R$ 2,4 milhões abaixo do de 2014 (R$ 36,7 MM no 2º Tri 2015 contra
R$ 39,1 MM do 2º Tri 2014). Mas os números apontam que repetiremos em 2015 um
excelente superávit, ainda que com um resultado menos positivo do que o
verificado em 2014.

Por
fim, voltando aos estoques, o resultado indica que a dívida do Flamengo deixou
de cair aceleradamente! Ela vem se mantendo praticamente no mesmo patamar desde
o fim de 2014, tendo tido uma ligeira queda. No fim de 2012, a dívida era de R$
715 milhões. No fim de 2013 estava em R$ 626 milhões (queda de R$ 89 milhões no
ano). No fim de 2014 terminou em R$ 577 milhões (queda de R$ 49 milhões no
ano). Ao fim do 1º Semestre de 2015 fechou em R$ 551 milhões (queda de R$ 26
milhões em 1/2 ano).

O
endividamento mantém a trajetória de queda, mas de forma mais contida. A razão
entre dívida e receita era de 1,76 no 1º Tri 2014 e terminou o 2º Tri 2015 em
1,68, acima do patamar de 1,61 no qual havia terminado o 1º Trimestre do ano.
Ainda é um resultado muito bom! Principalmente porque esta relação era de 3,6x
no fim de 2012, passou a 2,4x no fim de 2013 e a 1,73x no fim de 2014. Mantém
praticamente o mesmo patamar desde o começo do ano.

O
histórico das análises publicadas no blog está em: Gestão Azul: Diário da Revolução Prometida.
Marcel
Pereira

MAIS LIDOS

Grupo City fica perto de contratar Lincoln

O Fla hoje possui uma das bases mais promissoras do futebol sul-americano. Ao longo dos últimos anos, vários atletas de muita qualidade técnica foram negociados...

Agente se revolta e não descarta a saída de Lincoln

O Flamengo mediu forças diante do Palmeiras, na tarde deste domingo, em jogo válido pelo Campeonato Brasileiro. O time Rubro-negro foi a campo com...

Segundo Fábio Sormani, Flamengo usou de “laranja” para se beneficiar

Na tarde desta segunda-feira, o grande e responsável jornalista Fábio Sormani soltou mais uma daqueles declarações complicadas de se ingerir numa rede de televisão....

Presidente do Sport admite interesse em contratar atacante do Flamengo

O Flamengo possui uma das bases mais qualificados do futebol sul-americano. O Rubro-negro se acostumou a fazer grandes negócios com o mercado da Europa,...