Dois Mengo e dezessete: considerações iniciais.

Por: Fla hoje

Foto: Daniel Vorley/Gazeta Press

ESPN
FC:
Por Marcos Almeida

É
isso, meus queridos. Virou o ano. Pula onda aqui, faz promessa ali, se entope
de uva, lentilha, o escambau. Tudo pra ter um 2017 melhor que o 16. Vale. E
2017 melhor que 2016 – em âmbito terrestre – significa Mengão campeão.
Para
isso, a diretoria já confirmou 2 atletas que integrarão o elenco rubro-negro:
Darío Conca e Miguel Trauco. Este último não conhecemos tão bem. Titular da
seleção e eleito melhor jogador do Campeonato Peruano, chega com uma certeza: é
melhor que Chiquinho. Pequeno Francisco, coitado, foi-se. Ainda bem. Trauco
desembarca, em tese, para disputar a lateral esquerda. Sobre titularidade, é
cedo demais para falar, mas é fundamental que tenhamos alguém para assumir a
posição caso Jorge seja vendido. O que, convenhamos, pode muito bem acontecer.
Conca
é outra história. Uma história – infelizmente – ainda distante. Vem de lesão; e
para se recuperar dela. A expectativa é que só possa jogar em abril/maio. Não
sairá caro e pode dar muito certo. Se o joelho esquerdo não atrapalhar, tem
tudo para conhecer o Rio de Janeiro de verdade, não aquele que via pela varanda
nas outras vezes que morou por aqui.
Marinho
não trocará o vermelho e preto pelo rubro-negro. Ao que parece, nem por outras
cores com um toque de Brasil. Na real? Bom para o Mengo. Investimento alto por
um jogador inegavelmente folclórico, mas sem garantia alguma de que lidaria bem
com o peso do Manto Sagrado.
Dos
atletas até agora especulados na Gávea, resta Rômulo. Um baita nome para compor
nossa volância. Que a grana do novo patrocinador possa ajudar a trazê-lo da
Rússia, já que Márcio Araújo renovou e Cuéllar não vingou.
E Ronaldo?
Então…
e Ronaldo. Foi quem mais encantou no Mengãozinho campeão da Copa São Paulo
2016. Precisa ser integrado de verdade aos profissionais. Pelo futebol
apresentado na base, tem potencial pra virar jogadorzão. Além dele – dentre a
molecada vencedora –, só boto fé em Thiago Ennes. Fez uma Copinha monstruosa e,
nesse mundo carente de laterais, pode muito bem se destacar. Sabe defender,
apoiar, cruza legal e também aparece para finalizar.
Quanto
aos outros campeões, rola um pé atrás. Nada pessoal, apenas o ceticismo em
relação à base. Afinal, quem o Flamengo revelou nos últimos anos? Bons de bola
mesmo, que deixaram o clube nesse século 21, podemos apontar Adriano, Juan,
Júlio César, Renato Augusto e… Felipe Melo.
Ele
mesmo, o super-rubro-negro que queria jogar por amor no Mengo em 2015, desde
que recebesse mensalmente R$ 750 mil livres de impostos. É tanto amor que agora
foi parar no Palmeiras.

Falando
em sentimentos do coração, torcedor que não quiser ter ataque cardíaco em 2017
sabe: precisamos de zagueiro(s). Rafael Vaz é inconstante, Juan está com a
idade pesando e Réver pode entregar o jogo a qualquer momento, bem como
retornar ao Internacional. Léo Duarte é jovem (e falhou nos 2 gols corintianos
na final da Copinha) e Donatti ninguém sabe quem é. Até agora não dá pra
entender o motivo de Zé Ricardo ter optado por Juan em vez testar o argentino
na reta final do Brasileirão (por favor, que não seja questão técnica!).
Com 5
dias no ano, é mais ou menos isso. Resta à Nação esperar. Por Rômulo, por um
zagueiro, por alguma supresa, e por uns 419 dias. A Libertadores só começa no
longínquo março e a baixo astral Taça Guanabara, no último domingo de janeiro.
Enquanto isso
Vamos
rumo ao bi da Copinha… Difícil. Mengãozinho não empolgou na estreia contra o
potente Central de Caruaru, desfalcado de 4 jogadores e com apenas 3 homens no
banco de reservas. Seguramos o 0 a 0 até os 10 minutos do segundo tempo.
Patrick, inclusive, perdeu o pênalti, mas o juizão mandou voltar. E quem foi
pegar uma cerveja para brindar o primeiro gol Flamengo no ano, voltou à sala e se
deparou com 5 a 0 no placar.
Viu um
Gabriel Silva muito superior aos companheiros, deixou de ver um tal Vinícius
Júnior. 16 anos nas pernas, entrou aos 19’ e fez 2 gols. Deu show! Aí não tem
como não se encher de esperança. Podem anotar: Vinícius Júnior é craque.
E tem
gente, por aí, com a cara de pau de dizer que não se empolga com a base do
Mengão.

MAIS LIDOS

Após vexame, Renato Gaúcho volta a falar do Flamengo e revolta torcedores

O Grêmio jogou na noite deste domingo diante do Palmeiras, em jogo válido pela final da Copa do Brasil. O time gaúcho não conseguiu...

Rei do Vexame: Renato Gaúcho vira alvo da torcida do Fla após vexame

O Palmeiras jogou na noite deste domingo diante do Grêmio, em jogo válido pela final da Copa do Brasil. O time paulista já tinha...

Abel Braga ainda reclama da arbitragem no jogo contra o Fla

Após vários trabalhos ruins seguidos, o técnico Abel Braga chegou sem muita expectativa no Internacional. Entretanto, ele conseguiu fazer um bom trabalho a seu...

Torcida se encanta com Ramon e mandam recado para Renê

O Flamengo jogou na noite deste sábado, diante do Macaé, em jogo válido pela 2ª rodada do Campeonato Carioca. O Rubro-negro conseguiu vencer com...