segunda-feira, setembro 28, 2020
Início Notícias Eduardo Bandeira nega ter rompido com Chapa: "Mentiroso."

Eduardo Bandeira nega ter rompido com Chapa: “Mentiroso.”

ESPN –
A menos de dois meses das eleições presidenciais do Flamengo, o clima político
nos bastidores da Gávea está quente. Neste domingo, em entrevista aos canais
ESPN, o presidente Eduardo Bandeira de Mello negou ter feito um acordo
anteriormente com o seu ex-aliado Wallim de Vasconcellos, descartando ter
prometido que não disputaria a reeleição no clube.
“Nunca
rompi acordo nenhum na minha vida. Qualquer pessoa que fale que eu fiz um
acordo e não cumpri está mentindo. E quem está mentindo é mentiroso”,
rebateu Bandeira, antes do jogo contra o Internacional, no Maracanã.
Wallim,
que também é candidato à presidência do Fla, foi vice de futebol na gestão de
Bandeira e teve participação importante na atual diretoria. No entanto, ele
acabou deixando a Chapa Azul e mudando de lado depois de desentendimentos.
Na
eleição do fim de 2012, Wallim de Vasconcellos não pôde concorrer ao cargo
porque na época não era sócio do clube há pelo menos cinco anos, condição
prevista no estatuto. Com isso, Bandeira foi o candidato, mas, segundo Wallim
acusa agora, ele teria se comprometido a não disputar a reeleição no pleito
marcado para o próximo dia 7 de dezembro.
Além
de negar a acusação, Eduardo Bandeira de Mello também falou mais uma vez sob re
a criação da Liga Sul-Minas-Rio, criticou mais uma vez a Ferj (Federação de
Futebol do Estado do Rio de Janeiro) e a posição de Wallim, que é contra a
formação da liga desta forma.
“Ele
como opositor tem o direito de se opôr da maneira como ele quiser. Ele já
declarou que é a favor de um entedimento com a federação, o que eu acho que é
absolutamente inconcebível. Mas eleição é justamente para isso, pra que o
eleitor decida quem é o melhor candidato, de maneira democrática, respetosa. A
posição do Flamengo é firme e não vai se alterar”, disse o presidente
rubro-negro. A menos de dois meses das eleições presidenciais do
Flamengo, o clima político nos bastidores da Gávea está quente. Neste domingo,
em entrevista aos canais ESPN, o presidente Eduardo Bandeira de Mello negou ter
feito um acordo anteriormente com o seu ex-aliado Wallim de Vasconcellos, descartando
ter prometido que não disputaria a reeleição no clube.
“Nunca
rompi acordo nenhum na minha vida. Qualquer pessoa que fale que eu fiz um
acordo e não cumpri está mentindo. E quem está mentindo é mentiroso”,
rebateu Bandeira, antes do jogo contra o Internacional, no Maracanã.
Wallim,
que também é candidato à presidência do Fla, foi vice de futebol na gestão de
Bandeira e teve participação importante na atual diretoria. No entanto, ele
acabou deixando a Chapa Azul e mudando de lado depois de desentendimentos.
Na
eleição do fim de 2012, Wallim de Vasconcellos não pôde concorrer ao cargo
porque na época não era sócio do clube há pelo menos cinco anos, condição
prevista no estatuto. Com isso, Bandeira foi o candidato, mas, segundo Wallim
acusa agora, ele teria se comprometido a não disputar a reeleição no pleito
marcado para o próximo dia 7 de dezembro.
Além
de negar a acusação, Eduardo Bandeira de Mello também falou mais uma vez sob re
a criação da Liga Sul-Minas-Rio, criticou mais uma vez a Ferj (Federação de
Futebol do Estado do Rio de Janeiro) e a posição de Wallim, que é contra a
formação da liga desta forma.
“Ele
como opositor tem o direito de se opor da maneira como ele quiser. Ele já
declarou que é a favor de um entendimento com a federação, o que eu acho que é
absolutamente inconcebível. Mas eleição é justamente para isso, pra que o
eleitor decida quem é o melhor candidato, de maneira democrática, respeitosa. A
posição do Flamengo é firme e não vai se alterar”, disse o presidente
rubro-negro.
Na
última semana, os grupos da Liga Sul-Minas Rio foram definidos. O grupo 1 terá
Cruzeiro, Fluminense, Avaí e América-MG. O grupo 2 será composto por Grêmio,
Internacional, Atlético-PR e Chapecoense. E a última chave terá como
integrantes Atlético-MG, Flamengo, Figueirense e Coritiba.
Apesar
da ameaça da Ferj de tentar barrar a realização do novo campeonato, Bandeira de
Mello garante que a CBF já deu a permissão.
“Eu
acho que se não formos firmes em um momento como esse, nunca vamos conseguir
melhorar o futebol carioca e brasileiro. A liga já está criada, a CBF deu o
sinal verde, não acredito que a CBF vá voltar atrás”, finalizou o
dirigente.

MAIS LIDOS

Presidente do Atlético-MG afirma que vai pedir a exclusão do Fla do Brasileirão

Após muita polêmica, a partida entre Palmeiras e Flamengo foi realizada. O ocorrido gerou muitas reclamações de outros clubes pelo fato de o time...

Fla hoje: Hugo ou César na Libertadores?

O Fla hoje agora está focado na disputa da Libertadores da América. Na próxima quarta-feira, o Rubro-negro carioca tem pela frente um dos jogos...

Dome se diz “extremamente orgulhoso” da atuação do Fla após empate

Ausente no empate em 1 a 1 diante do Palmeiras, na tarde deste domingo (27), Domènec Torrent, afastado por estar infectado pelo novo coronavírus,...

Torcida do Palmeiras pede a cabeça de Luxa após empate; veja os comentários

O Flamengo entrou em campo na tarde deste domingo, diante do Palmeiras, no Allianz Parque. O Rubro-negro viu o time paulista abrir o placar, entretanto,...