Eduardo Bandeira revela que Lucas Paquetá estava incomodado

Vendido ao Milan por 35 milhões de euros (aproximadamente R$ 150 milhões), o negócio envolvendo Lucas Paquetá deixou muito torcedor do Flamengo insatisfeito. A joia rubro-negra foi negociada em outubro, durante a disputa do Campeonato Brasileiro. Diante das críticas, o ex-presidente Eduardo Bandeira de Mello teve mais uma oportunidade de se defender. No Aqui com Benja, dos canais Fox Sports, o ex-dirigente elogiou a transação.

— Foi o melhor negócio possível para o Flamengo. O jogador estava incomodado desde a Copa do Mundo, tinha algumas propostas. Isso vocês analistas perceberam que ele caiu de produção. Natural, um menino de 20 anos que tem a possibilidade de resolver a vida da família, isso pode botar a perder se tiver uma contusão grave -, disse Bandeira, que ainda revelou outros detalhes envolvendo o negócio.

FOTO: GILVAN DE SOUZA

— O Paquetá tinha um contrato até 2020, a partir do momento que vai rodando o tempo, vai reduzindo o tempo de contrato, é natural que esse valor até diminua. Foi uma das maiores negociações brasileiras. Se a não tivesse no processo eleitoral, seria aplaudido. Depois da negociação, ele subiu de produção, deu tranquilidade -, concluiu.

O dinheiro adquirido com a venda de Paquetá será pago pelo time italiano até 2020. No Velho Continente, o Garoto do Ninho já vem chamando a atenção, sendo colocado como titular em partidas recentes. Enquanto isso, o Flamengo tenta não perder mais um meio-campista importante. A renovação de Diego Ribas está sendo negociada e é dada como provável pelo empresário e pai do jogador, Djair Ribas.

Por: Coluna do Flamengo

O FlaHoje é um portal eletrônico de notícias voltado exclusivamente os torcedores do Flamengo. Nosso objetivo é mostrar as principais notícias com qualidade, rapidez e imparcialidade, focando notícias do nosso time favorito, o Rubro-Negro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.