sexta-feira, setembro 18, 2020
Início Notícias Eficiência vale muito, e o Inter ensinou isso ao Flamengo.

Eficiência vale muito, e o Inter ensinou isso ao Flamengo.

TRIVELA
– Às vezes até parece que ninguém quer ficar com a quarta vaga do Brasileirão
na Libertadores. Enquanto Corinthians, Atlético Mineiro e Grêmio abrem folga
nas três primeiras posições, a última colocação do G-4 é terra de ninguém. Em
algumas rodadas, quase todo mundo derrapa, como a passada. Nesta 31ª, porém, a
maioria dos concorrentes parece ter acordado. Palmeiras e Ponte Preta fizeram
sua parte, o Santos está fazendo (no momento em que o texto é redigido) e nem o
São Paulo pode reclamar da vida, diante das circunstâncias em que o empate com
o Vasco saiu. No entanto, o grande vitorioso da rodada é o Internacional.
Recuperou o fôlego ao vencer o Flamengo dentro do Maracanã por 1 a 0. Derrubou
o rival direto, em um jogo de eficiência.
As
estatísticas no Rio de Janeiro deixam bem claro como se desenrolou o jogo. O
Flamengo teve 60% de posse de bola e acertou 76% dos passes, contra apenas 60%
do Inter. Além disso, os rubro-negros finalizaram mais que o dobro dos
adversários, 17 a 8. Mas os detalhes fizeram muita diferença. Enquanto o time
de Oswaldo de Oliveira abusava dos erros na definição, os colorados foram
fatais na grande chance que tiveram. A partir de mais um buraco na zaga do Fla,
nas recorrentes falhas de marcação nas jogadas aéreas, Ernando acertou o único
chute no alvo dos gaúchos. Nas redes, em belíssimo gol.
De um
bom início de jogo, pressionando e se movimentando, o Flamengo sentiu o baque
após o gol aos 18 minutos. E murchou. Poderia até ter buscado o empate,
especialmente em chute de Guerrero que carimbou a trave. Mas o domínio era
inútil. As muitas tentativas terminavam indo longe da meta de Alisson. De todos
os 17 chutes dados, o goleiro só precisou pegar três. Aproveitamento
baixíssimo, e que pesou em partida tão importante. Não à toa, a irritação se
tornou evidente no Maracanã, com vaias e gritos de “vergonha”. Por mais que o
Inter também não tenha feito uma partida tão exuberante, foi bem mais seguro de
si. Segurou a pressão e jogou em cima dos erros adversários. Mesmo não levando
tanto perigo, também criou em seus contra-ataques.
No fim
das contas, os três pontos valem muito para o Internacional, depois da
irregularidade nas últimas rodadas, beirando o G-4. E pesam ainda mais contra o
Flamengo, que perdeu o embalo do início do trabalho de Oswaldo de Oliveira e
entrou em espiral. Diante da gangorra em volta do G-4, até dá para seguir
acreditando na Libertadores. Mas o campeonato se afunila, e cada partida se
torna ainda mais decisiva. Ganha-se nos detalhes e na eficiência. O que sobrou
aos colorados e faltou aos rubro-negros no Maracanã.

MAIS LIDOS

Jorge Jesus é relembrado por torcedores do Flamengo após goleada

Jorge Jesus marcou seu nome na história do futebol brasileiro e do Flamengo. Com cinco títulos na bagagem, o português deixou o Mais Querido...

Fla: Comentarista faz duras críticas à Domènec após goleada

A goleada sofrida pelo Fla na última quinta-feira (17), por 5 a 0, contra o Independiente Del Valle, do Equador, fez com que muitas...

Técnico do Del Valle afirma: “Somos muito melhores”

Na última quinta-feira (17), o Flamengo sofreu uma das maiores goleadas na sua história pela Libertadores diante do Del Valle. O resultado surpreendeu os...

Zinho avalia que o Flamengo errou ao contratar Torrent

Torrent vive o seu pior momento desde que chegou no Flamengo. Após acumular quatro vitórias seguidas no Campeonato Brasileiro, o Rubro-negro foi derrotado pelo...