domingo, setembro 27, 2020
Início Notícias Em clima de baixaria, Vasco e Botafogo atacam o Flamengo.

Em clima de baixaria, Vasco e Botafogo atacam o Flamengo.

Atrasado, Eurico interrompe fala de Eduardo Bandeira, Presidente do Flamengo – Foto: Bruno Giufrida‏

GLOBO
ESPORTE
: A audiência pública sobre o imbróglio envolvendo o Maracanã já havia
começado há mais de uma hora. Os presidentes de Flamengo e Fluminense, Eduardo
Bandeira de Mello e Pedro Abad, chegaram cedo e acompanhavam com atenção as
explanações dos deputados e, em seguida, começaram a dar suas posições sobre o
tema. O clima de atenção foi quebrado quando Eurico Miranda, presidente do
Vasco, adentrou à sala. Com seu casaco bege e seus famosos suspensórios, o
mandatário Cruzmaltino cruzou a frente dos presidentes da dupla Fla-Flu,
conversando com deputados e interrompendo o raciocínio de Bandeira de Mello:
“Presidente, quer falar antes de mim?”, questionou o rubro-negro.

Logo
em seguida, foi a vez de Carlos Eduardo Pereira, presidente do Botafogo, também
chegar ao local. Duas pessoas deram lugar a Eurico e CEP, que se sentaram-se à
direita da mesa onde estavam os demais presidentes. Nenhum dos dois estava na
lista divulgada de convidados, mas garantem que foram chamados. E como se trata
de uma audiência pública, fizeram questão de participar. Participaram da
reunião o secretário de Estado de Esporte, Lazer e Juventude, Thiago Pampolha;
o secretário de Estado da Casa Civil, Christino Áureo, e o presidente da
Federação de Futebol do Rio (Ferj), Rubens Lopes, além de representantes dos
clubes Fluminense e Flamengo. Minutos depois, Eurico pediu a palavra. E se
posicionou contra a intenção do Fla:
– O
Maracanã não pode ser dado a um clube. Os quatro clubes têm que ter tratamento
isonômico. Claro que o Maracanã não é do Flamengo. É do povo! E o Vasco faz
parte desse povo – bradou.
Na
sequência foi a vez de Carlos Eduardo Pereira se opor à direção do Flamengo e
disse que clube rubro-negro faltou com ética:
– A
minha sugestão é que a gente desarme os espíritos e discuta algo justa. As
limitações não são com o clube, mas com a gestão que trabalha de modos
inadequados.
Bandeira
de Mello retrucou e clima esquentou:

Ética é obrigação no Flamengo – disse.
Minutos
depois, a audiência foi encerrada. Sem nenhuma conclusão ou entendimento quanto
ao futuro do Maracanã. Uma nova audiência será realizada no próximo dia 9 de
maio para debater o assunto.

MAIS LIDOS

TST derruba decisão e teremos partida!

O TST acabou de derrubar a decisão anterior de outros dois tribunais, sendo assim teremos partida daqui a pouco diante do Palmeiras, pelo Campeonato...

Delegação do Flamengo embarca para o Allianz Parque

Apesar da decisão da justiça comum, o Flamengo embarca neste momento para o estádio Allianz Parque. A decisão final do TST ainda não saiu...

Justiça indefere pedido da CBF e jogo segue suspenso

A novela sobre a partida Flamengo e Palmeiras segue. Mas nas últimas horas a CBF sofreu várias derrotas na justiça comum, primeiro pelo Tribunal...

Torcida do Flamengo responde palmeirenses após provocações

O Flamengo tentou desde do meio da última semana adiar o jogo contra o Palmeiras, neste domingo. O confronto só foi adiado após o...