Em reunião, Orlean fala sobre metas do Marketing do Flamengo.

Por: Fla hoje

Foto: Divulgação

FLA
MAIS
: Daniel Orlean, apesar de jovem,38 anos, traz consigo belo histórico.
Graduado em engenharia e mestre pela PUC/RJ, empreendeu e montou a empresa a
qual administrou por 15 anos, 12 dos quais a frente da Diretoria de Marketing e
Comercial. Optou por vender sua empresa em 2015, quando contava com mais de 800
funcionários e atendia a algumas das maiores empresas do Brasil.

Em sua
avaliação, Daniel se diz um Rubro-Negro consciente e não fanático. Segundo ele
“só quem não é consciente não é Rubro-Negro”.
Em sua
postura ética não criticou e apenas elogiou o ponto forte dos seus
antecessores. Disse ter até hoje contato com antigos professores que já
participaram de gestões anteriores e que continuam colaborando com o Flamengo
de outras formas.
Perguntado
sobre a situação do departamento, marketing, quando da sua chegada e das
mudanças implementadas, disse que sua primeira ação foi reunir sua equipe e
alguns colaboradores de outras áreas do clube para montar um planejamento
estratégico para o marketing. Afirmou que o marketing não pode ter apenas um
plano de metas e necessita de planejamento e acompanhamento constante.
Este
planejamento envolvia sócio torcedor, licenciamento, branding, inovação, entre
outras frentes.
Buscou
a estruturação de um modelo de negócios para o Flamengo e lutou pelo aumento da
equipe de marketing tendo êxito neste quesito que julga relevante para fazer o
marketing avançar. Um dos aumentos, por exemplo, foi na equipe que atende
embaixadas e outro na frente de eventos.
Ao ser
questionado sobre uma das principais críticas ao Marketing do Flamengo, de que
o mesmo é um mero departamento comercial, não respondendo as necessidades do
clube, disse ser uma meia verdade, pois entende que muitas das ações de
marketing já promovidas ainda irão gerar resultados satisfatórios e que esta
trabalhando para que esses resultados venham mais rapidamente. 

“Hoje temos uma
equipe muito talentosa e aguerrida, com um volume de trabalho muito grande”,
reconheceu.

Sobre
Sócio Torcedor expôs que a maior conquista e uma de suas metas é que o mesmo
traga benefícios para todos os sócios todo o tempo, e não apenas durante a
temporada, garantindo a fidelização.
Afirmou
que outro foco é garantir que o ST sinta o tamanho do benefício que está
recebendo e possa mensurar quanto “ganhou” por participar do programa e por
ajudar o Flamengo.
Sobre
esportes Olímpicos informou que uma das ações que surtiu efeito foi alocar um
profissional exclusivo para cuidar do marketing, em especial eventos do mesmo,
para poder dar a atenção que este segmento merece.
Sobre
o basquete especificamente, disse que conseguir patrocínios não pode significar
descer ao mesmo patamar financeiro de contratos de alguns adversários.
Hoje o
Flamengo tem uma camisa cerca de seis vezes mais valiosa que seus rivais e não
esta tendente a reduzir o valor apenas para “fecha-la”.
Sobre
a eterna comparação do Marketing do Flamengo com o dos clubes europeus, defende
dizendo que estes começaram a enxergar a necessidade e a importância e investir
em marketing muitos anos antes, com uma estratégia voltada para a
internacionalização de suas marcas desde o começo, e que o Flamengo está no caminho
certo.
Quanto
a aproximação da Nação com seus ídolos, afirmou com orgulho que 2016 foi o ano
com mais experiências com torcedores, o que deu indícios que a tendência de sua
gestão é aumentar estas experiências.
Sobre
projetos, apresentou inúmeras iniciativas a serem implementadas a curto prazo,
o que foi um alento para os presentes, acostumados com promessas a longo prazo.
Tais iniciativas, contudo não podem ser aqui divulgadas para não atrapalhar o
trabalho da equipe.
Se
mostrou um Vice-presidente moderno, ciente das necessidades de interação do
Flamengo com a nação em tempo real, exaltou a necessidade de explorar novos
ativos, uma vez que os já utilizados cheguem ao limite máximo de exploração,
exaltando a exploração das redes sociais como ativos, hoje o Flamengo conta com
17 Milhões de seguidores em suas redes, exploração do e-commerce.
A
reunião se encerrou quase as onze horas da noite por “pena” dos integrantes do
Fla+ do dia corrido do Vice-presidente que em nenhum momento sequer ventilou
qualquer necessidade de encerrar a reunião em que pese o avançado da hora,
dando a todos a impressão de que se fosse para falar de Flamengo a reunião
entraria pela madrugada.

MAIS LIDOS

Após vexame, Renato Gaúcho volta a falar do Flamengo e revolta torcedores

O Grêmio jogou na noite deste domingo diante do Palmeiras, em jogo válido pela final da Copa do Brasil. O time gaúcho não conseguiu...

Rei do Vexame: Renato Gaúcho vira alvo da torcida do Fla após vexame

O Palmeiras jogou na noite deste domingo diante do Grêmio, em jogo válido pela final da Copa do Brasil. O time paulista já tinha...

Abel Braga ainda reclama da arbitragem no jogo contra o Fla

Após vários trabalhos ruins seguidos, o técnico Abel Braga chegou sem muita expectativa no Internacional. Entretanto, ele conseguiu fazer um bom trabalho a seu...

Torcida se encanta com Ramon e mandam recado para Renê

O Flamengo jogou na noite deste sábado, diante do Macaé, em jogo válido pela 2ª rodada do Campeonato Carioca. O Rubro-negro conseguiu vencer com...