domingo, setembro 27, 2020
Início Notícias Em votação, Bandeira leva a melhor sobre Wallim.

Em votação, Bandeira leva a melhor sobre Wallim.

ESPN –
No primeiro embate após o fim do prazo para inscrição das chapas para a eleição
no Flamengo, o presidente e candidato da Chapa Azul, Eduardo Bandeira de Mello,
conseguiu prevalecer sobre Wallim Vasconcellos, candidato da Chapa Verde. Em
votação realizada no Conselho Deliberativo na noite desta quinta-feira, na sede
da Gávea, o mandatário e seus aliados conseguiram aprovar a emissão de 200
novos títulos de sócios-proprietários do clube, visando destinar toda a verba
para a construção do Ninho do Urubu.

Atualmente,
o Flamengo tem cerca de 8 mil sócios-proprietários. Cada título custa R$ 11 mil
e, caso todos sejam vendidos, o clube vai arrecadar R$ 2,2 milhões, diretamente
destinado às obras do CT, de acordo com a promessa da atual gestão. Os novos
sócios não poderão votar na eleição deste ano, apenas em 2018. E para que
conquistem o direito de se candidatar ao quadro do Conselho Deliberativo terão
de ter dois anos de vida associativa. Bandeira esteve presente na votação, mas
teve de sair um pouco mais cedo da decisão sobre a pauta. Wallim votou contra a
emissão dos 200 novos títulos. No fim, a votação terminou apertada, com
vantagem de 77 a 74. O universo desta votação, no entanto, é bem inferior ao
estimado para o pleito presidencial de dezembro, onde quase quatro mil sócios
poderão votar.
Aliados
das Chapas Verde e Branca, as de oposição à Azul, de Bandeira, classificaram a
tentativa de emitir 200 novos títulos de sócios-proprietários como eleitoreira.
Lysias Itapicurú, que desistiu da candidatura própria para apoiar Wallim
Vasconcellos, foi um dos que defenderam o veto em discurso contra a
possibilidade de aumentar o número de novos sócios-proprietários. Walter
D´Agostino, atual vice geral do clube e entusiasta da Chapa Verde, também votou
contra a emissão dos novos títulos.
Na
reunião do Conselho Deliberativo, presidido por Rodrigo Dunshee de Abranches,
outros temas estiveram em pauta. A alteração de um artigo do estatuto do clube
para possibilitar acessos à Lei Rouanet foi aprovado. Já a apreciação e votação
de proposta para alterar o artigo 50 do Regimento Interno do Conselho Deliberativo,
que trata sobre o mecanismo para implementar alterações no estatuto do
Flamengo, foi retirado de pauta após debate. Integrantes da oposição também
classificaram a atitude como eleitoreira.

MAIS LIDOS

Torcida do Flamengo responde palmeirenses após provocações

O Flamengo tentou desde do meio da última semana adiar o jogo contra o Palmeiras, neste domingo. O confronto só foi adiado após o...

César não viaja para São Paulo e desfalca Flamengo

O Tribunal Regional do Trabalho do Rio de Janeiro suspendeu a partida do Flamengo diante do Palmeiras deste domingo. Por não ser uma decisão...

Palmeiras ameaça paralizar o Brasileirão e torcida do Fla não deixa barato

O Flamengo está com vários atletas contaminados, além de dirigentes e membros da comissão técnica. Com o jogo marcado contra o Palmeiras neste domingo,...

UFC 253 ao vivo: Adesanya x Borrachinha

O fim de semana terá muitos eventos esportivos ao vivo. Um dos mais esperados é o UFC 253 ao vivo, onde envolve o brasileiro Paulo...