Entenda porque o Flamengo está engasgado com SPFC na Ilha.

Rede véu da noiva no gol da Ilha do Urubu, do Flamengo – Foto: Gilvan de Souza

UOL: Flamengo
e São Paulo se enfrentam, neste domingo (2), às 16h (de Brasília), no estádio
Luso Brasileiro. Apesar de o Brasileirão ainda estar razoavelmente no início, o
confronto pela 11ª rodada é fundamental para dois gigantes do futebol no país.
E o jogo traz uma lembrança engasgada há quase 12 anos pelos lados da Gávea.

Em
2005, diante da impossibilidade de contar com o Maracanã, o Flamengo se uniu ao
Botafogo e levantou a Arena Petrobras, justamente no local do hoje
“caldeirão” da Ilha do Urubu. Apesar do estádio, o elenco rubro-negro
era modesto e precisou de uma arrancada inspiradora sob o comando de Joel
Santana para se livrar do rebaixamento dado como certo. Foram seis vitórias e
três empates nas últimas nove rodadas.
No dia
15 de outubro daquele ano, o Flamengo foi humilhado na Ilha do Governador pelo
São Paulo. A goleada por 6 a 1 é a maior do Tricolor Paulista em jogos oficiais
contra os cariocas. Os gols de Edcarlos (2), Amoroso, Thiago Ribeiro, Mineiro e
Souza – Josafá fez para os donos da casa – deixaram o time comandado por
Andrade nas cordas.
Mais
de uma década depois, o jogo ainda serve de piada entre os torcedores. Quem
ainda está no Rubro-negro não esconde que a goleada jamais foi digerida. O
engasgado Flamengo sonha em devolver o placar marcante. O local é o mesmo, mas
a missão está longe de ser simples por conta da competitividade do futebol
atual. Conquistar os três pontos, no entanto, é o mínimo que o atual elenco do
Ninho do Urubu espera.
“O
nosso estádio é muito importante, pois a torcida apoia muito. Será fundamental
diante do São Paulo. O resultado em casa é primordial, ainda mais em uma
competição tão longa. É a nossa obrigação conseguir essa vitória”, afirmou
o meia Everton.
Do
lado são-paulino, a goleada de 2005 serve como inspiração. Foi apenas uma das
grandes atuações do time que já havia conquistado o Campeonato Paulista e a
Copa Libertadores da América. No Brasileirão, Paulo Autuori tentava deixar a
equipe pronta para o Mundial de Clubes, que também ficaria com o Tricolor, e o
show na Ilha do Governador empolgou a torcida.
Daquele
elenco vitorioso, dois jogadores defenderão novamente o clube paulista, agora
na Ilha do Urubu: o zagueiro Diego Lugano, que deve ser titular pelo terceiro
jogo seguido, o primeiro após a renovação do contrato, e Rogério Ceni. A
diferença é que em 2005 o Mito era o artilheiro do time na temporada, e agora
convive com as críticas como treinador. Já são cinco jogos sem vitórias no
Brasileirão e a zona de rebaixamento está cada vez mais próxima.
Os
times retornam ao local com panoramas bem diferentes após quase 12 anos. Resta
saber como a história será escrita desta vez na Ilha do Governador.

Por: FlaHoje

MAIS LIDOS

Jorge Jesus fala do Flamengo e cutuca FIFA; Assista

O técnico Jorge Jesus teve uma temporada especular no comando do Flamengo no ano passado. O treinador só não ganhou a Copa do Brasil,...

Um Fla inconstante na defesa e ataque, o que esperar do futuro?

Rogério Ceni chegou ao Flamengo após passagem turbulenta de Domenec Torrent no comando. Uma das principais necessidades do Flamengo para o restante da temporada...

Atacante do Fla recebe propostas e pode deixar o clube no fim do ano

O Flamengo possui uma das categorias de base mais promissoras do futebol sul-americano. Com tantos bons atletas a disposição do Rubro-negro, jovens atletas das...

Emocionante: Fla faz linda homenagem a cozinheira; Assista

Uma funcionária do Flamengo está se despedindo do clube após 32 anos no Rubro-negro. Conhecida como Tia Zezé, a cozinheira se despediu do Fla...