quinta-feira, outubro 1, 2020
Início Notícias Era a Pherusa nesses três anos?

Era a Pherusa nesses três anos?

ELEIÇÕES
FLA 2015 – Não tenho vergonha do Flamengo e jamais terei. A história do clube e
o meu retrospecto como rubro-negro me oferecem motivos de sobra para me
orgulhar da minha escolha naquele remoto dia 15 de dezembro de 1963. As
conquistas de lá para cá foram inúmeras e mais do que satisfatórias. Além
disso, vivi um momento mágico, um verdadeiro sonho para um torcedor de futebol,
presenciando a geração mais fantástica da história rubro-negra, liderada pelo
maior ídolo de todos os tempos do Flamengo. Vi o Flamengo hegemônico na década
de 80, ganhando todos os títulos possíveis no âmbito nacional e internacional.
Mas
isso tudo, afora me acostumar bem demais, não elimina a vontade de continuar a
vencer, vencer, vencer, de acordo com os versos do nosso maravilhoso hino. Nos
dias de hoje a situação é desanimadora. E que não se animem os oportunistas de
plantão, aqueles do quanto pior melhor, cujo objetivo desesperado é apenas a
eleição de dezembro próximo. Todos ali estão mais ou menos no mesmo barco,
muito parecido com a Pherusa.
Diga-se
de passagem, o Botafogo, que eu nem me recordava ser de Futebol(?) e
Regatas(!!!), se sagrou tricampeão carioca no remo em 2015. E dizer que desde
1899 os chorões levaram o título no remo sete vezes, sendo demorando 49 anos
para vencer a primeira dessas três últimas. O Flamengo ostenta 37 títulos no
remo carioca, chegando a ser ONZE(1971 a 1981) e QUINZE(1983 a 1997) vezes
seguidas campeão. Ou seja, fora do aspecto finanças e do basquete, os três
últimos anos foram muito abaixo do esperado.
Voltando
ao quesito vergonha, perdemos sete dos últimos oito jogos do Brasileiro.
Estamos na segunda página da tabela e fora da disputa por uma vaga na
Libertadores. As decisões equivocadas dessa diretoria no futebol estão cobrando
o preço mais uma vez. E não se fale de dinheiro, porque as despesas com o
futebol nesse triênio são incompatíveis com o demonstrado dentro de campo.
Imperou a falta de planejamento, a desorganização, o total desconhecimento do
assunto, dos bastidores, do vestiário, enfim, de tudo que diga respeito às
tradições rubro-negras no carro-chefe do clube.
Portanto,
já há até blindadores repensando essa gestão excelente nas finanças e péssima
no futebol. A chapa azul e a verde são corresponsáveis pelos resultados de 2013
a 2015. Os filhos feios e os bonitos são produto do cruzamento de ambos. Há
digitais de todos, SEM EXCEÇÃO, nessas campanhas medíocres do futebol. E a
terceira via nas eleições, o representante da Síndica do Parquinho, nos remete
a um catastrófico período em que a eminência no Flamengo, pior do que parda,
era tricolor.
Estamos
na época do planejamento para 2016 e não se vê nenhum movimento profissional
nesse sentido. Ao contrário, já começaram a fritar o técnico. Se DEUS é
realmente rubro-negro, precisamos de ajuda urgente. Não quero outro ano
medíocre nos gramados.
MAGIA
NELES!
Alexandre
Fernandes

MAIS LIDOS

Audiência do Flamengo no SBT vence a Globo; veja os números

O Flamengo jogou na noite desta quarta-feira diante do Independiente del Valle, em confronto válido pela Libertadores da América. Diferentemente do jogo de ida...

Torcedores invadem perfil do Del Valle e devolvem provocações após goleada

O Flamengo entrou em campo na noite desta quarta-feira, em jogo válido pela Libertadores da América. O torcedor do Rubro-negro ficou preocupado com o...

Flamengo se impõe e atropela Del Valle em noite de classificação garantida; veja as notas

O Flamengo entrou em campo diante do Independiente Del Valle, mais uma vez todo remendado. Mas a presença dos garotos do sub-20 parece não...

Com novidades: Escalação do Flamengo contra o Del Valle

O Flamengo entra em campo na noite desta quarta-feira em jogo válido pela Libertadores da América. O confronto colocará frente a frente o atual...