segunda-feira, setembro 21, 2020
Início Notícias Faltou respeito ao adversário e ao torcedor.

Faltou respeito ao adversário e ao torcedor.

Foto: Igor Matheus/ Portal Infonet

ESPN
FC
: “O Flamengo perdeu para o Confiança com 1 a mais desde os 10 minutos do
primeiro tempo”. A síntese do jogo em 17 palavras. Afinal, o que se viu na
quarta-feira foi exatamente isso. O Flamengo perdeu para o Confiança com 1 a
mais desde os 10 minutos do primeiro tempo.

Tendo
o jogo sendo assim, torna-se desnecessário falar de futebol. Falemos, então, de
respeito.
Muito
mais do que eu, qualquer um que esteve em campo no Batistão sabe as
dificuldades por que passa um jogador de futebol. A entrega à bola desde cedo,
abolição dos dias de folga, distância de pessoas queridas, árduo trabalho
físico, lesões, recusas, dispensas. Pouquíssimos conseguem chegar a um clube
com a grandeza do Flamengo. Os atletas do Confiança, por exemplo, não
conseguiram; mas chegaram, sim, a algum lugar. É de se respeitar.
O time
do Flamengo não respeitou. Entrou em campo tomado pela soberba, um bando de
displicentes. Acreditaram que, a qualquer momento, a camisa não só ganharia a
partida, mas conquistaria a vaga na próxima fase. O Manto Sagrado pode ganhar
jogo, mas desde que aqueles que o vistam mereçam vencer. Não foi o caso. A
condição mínima para a vitória é o respeito, e os jogadores que deram a vida
para honrar as cores do Confiança foram desrespeitados.
Não só
eles. O Mais Querido desembarcou em Aracaju nos braços da Nação Sergipana. Foi
festa, calor e carinho; no aeroporto, no hotel e no estádio. Arquibancadas do
Batistão tomadas por milhares de rubro-negros que gastaram 100 ou 200 reais
para verem o primeiro jogo oficial do Mengo no Sergipe. Chance cara, mas única
de prestigiarem, em casa, o time do coração. Ou seria time sem coração? Não
bastasse o desrespeito ao adversário, faltou – e muito – respeito ao torcedor.
A
diferença entre um jogador do Flamengo e um do Confiança não está no respeitar
e ser respeitado. O rubro-negro ganha mais porque tem mais responsabilidades.
Serve a um clube glorioso, com milhões de apaixonados. A cada um deles, deve –
além das glórias – satisfação. Respeito não vem do atleta, vem do ser humano.
Portanto,
meus caros, se não quiserem respeitar o adversário ou a torcida, respeitem
nossa história. É uma obrigação profissional de vocês como jogadores do Clube
de Regatas do Flamengo. Eliminação na primeira fase da Copa do Brasil será uma
mancha jamais apagada.
Tratem
de conquistar a vaga. Conquistar. Achar que ela será dada por vestirem a camisa
do Flamengo é desrespeitoso, e o Manto Sagrado não aceita falta de respeito.
Marcos
Almeida

MAIS LIDOS

Domenec agradece: Conheça os jovens jogadores chamados ao Equador

Domenec terá quatro jogadores pouco conhecidas por ele (e até nós) para a partida desta terça-feira pela Libertadores. Natan, João Lucas, Guilherme Bala e...

Torcedores pedem para adiar o jogo do Flamengo

O Flamengo confirmou nesta segunda-feira o sétimo contaminado pelo Novo Coronavírus. Com tantos desfalques e risco iminente de um surto dentro do Rubro-negro, com...

O futebol não foge do mundo exterior

Desde que o Flamengo anunciou seus infectados, torcedores tem buscado nas redes sociais "explicações" para isso ter acontecido, como se o futebol fosse aquém...

Onde assistir Barcelona x Flamengo ao vivo

O Flamengo não está vivendo dias fáceis. Enquanto no Brasileirão vem de uma dura derrota para o Ceará, na Libertadores o Rubro-negro passou uma...